Cidade Segura: Resposta policial em tempo real

Município de San Miguel adotou um sistema de videovigilância inteligente que inclui leitura de placas veiculares para prevenir e resolver delitos

Por Redação

O município de San Miguel, na Argentina, contava com um sistema de câmeras obsoleto para promover a segurança pública. Os órgãos públicos sentiam a necessidade de ter informações sobre os fatos em tempo real para coordenar adequadamente as intervenções da equipe de segurança nas ruas. Isso permitiria acioná-la quando ocorressem esses episódios e, desta forma, devolver a tranquilidade aos moradores. Diferentemente do sistema anterior, a ideia era que o novo não se tornasse obsoleto em poucos anos.

A melhor opção para permitir à polícia uma atuação mais imediata foi um sistema de videovigilância urbana inteligente baseado em câmeras da Axis Communications com análise de vídeo apresentado pela empresa Exanet. Os mais de 300 equipamentos com que hoje conta o município em toda sua área urbana se integram ao VMS da Milestone, e permitem a realização de um ótimo trabalho pelas forças de segurança locais. A videovigilância agora faz parte do chamado “Plano Operativo de Prevenção de Delito”, que consiste no monitoramento em tempo real, a partir do Centro de Operações Municipal, para detectar atitudes suspeitas e verificar placas de veículos – um dos grandes êxitos tecnológicos do projeto. O investimento levou em conta não apenas os benefícios ime- Por Redação Município de San Miguel adotou um sistema de videovigilância inteligente que inclui leitura de placas veiculares para prevenir e resolver delitos Cidade Segura: Resposta policial em tempo real San Miguel – Argentina diatos de uma gestão inteligente de segurança, mas também a economia oferecida pelo sistema a longo prazo.

Graças sobretudo à análise de leitura de placas através de câmeras Axis, o sistema melhorou a capacidade de resposta das Forças de Segurança Municipais, especificando o lugar do incidente e realizando um rastreamento com câmeras no entorno para detectar os delinquentes. As imagens obtidas têm servido, inclusive, como prova forense em investigações policiais sobre crimes, identificando pessoas e veículos envolvidos, e ajudando a esclarecer os mesmos.

“A robustez, durabilidade e a tecnologia de compressão Zipstream foram aspectos fundamentais para a escolha da Axis para este projeto, que melhorou amplamente o desempenho técnico do sistema anterior”, falou Juan José Esper, secretário de Segurança de San Miguel.

Uma nova filosofia

O município de San Miguel está integrado à zona urbana conhecida como Grande Buenos Aires. Trata-se de um território que, devido a sua população crescente e ao trânsito diário de milhares de pessoas, exigiu a reformulação de seu plano de segurança. Assim, San Miguel adotou um conceito amplo de segurança, entendendo por isso a ausência de incidentes que afetem o desenvolvimento normal da vida de seus moradores na via pública, desde o corte de um cabo de tensão até o descarte do lixo em locais proibidos. E, se ocorrer qualquer episódio que altere a normalidade, o objetivo é minimizar seus efeitos negativos sobre a vida e bens das pessoas.

A partir do Centro de Operações Municipais montado para realizar o trabalho de monitoramento, integram-se todas as funções preventivas e reativas contra delitos, contravenções, atos de violência, acidentes rodoviários, incidentes ambientais e contra a ordem pública. De lá, é feita a comunicação com as outras secretarias municipais e organizações públicas do Governo, como Bombeiros, Polícia de Buenos Aires, empresas de serviços públicos e de transporte, entre outros.

“O objetivo neste projeto foi mudar a maneira de fazer segurança de acordo com as políticas públicas implementadas pelo município. O cliente compreendeu a importância de contar com tecnologia aberta e com o poder de integração de analíticos de vídeo conforme as suas necessidades para alcançar seus objetivos em matéria de segurança”, destacou Hugo Menegozzi, CEO da Exanet.

Ênfase na prevenção

Pensando em sustentar esse plano a longo prazo, na hora de abordar o projeto foi importante o enfoque no Custo Total de Propriedade (Total Cost of Ownership), levando em conta tudo o que o município poderá capitalizar com este sistema digital de alta performance, aberto e escalável.

Efetivamente, este projeto inclui rotinas de observação e vigilância em áreas críticas, buscando identificar situações suspeitas. Exemplo disso é a verificação de placas em veículos, com a instalação de 256 câmeras AXIS P5635-E. Esse modelo tem uma visão panorâmica de grande alcance para proporcionar excelentes resultados em avenidas e ruas muito transitadas. Essas rotinas de observação se integram às patrulhas que a equipe de segurança realiza na rua com celulares, de moto ou a pé, tendo como vantagem a economia de esforços, tempo e gastos.

O armazenamento local também era um item importante. Foram utilizadas 14 câmeras AXIS P1405-E, que conta com armazenamento local, e sua qualidade de imagem em área externa é efetiva tanto de dia quanto de noite. Além disso, para aquelas zonas urbanas onde as condições de luz não são ótimas, foram instaladas 61 câmeras AXIS P1365, cuja tecnologia Lightfinder gera imagens em cores em ambientes de baixa iluminação. Também foram somados 37 Unidades Principais AXIS F44, com mais de 100 lentes, e o projeto se completa com os modelos AXIS M1125, AXIS M3004 e AXIS M1114.

Entre as vantagens que oferece o sistema, destacam-se o domínio completo por parte dos operadores de todas as câmeras de segurança instaladas, medido em facilidade e rapidez de acesso; a usabilidade das imagens obtidas em tempo real por sua nitidez, cor e detecção do maior número de detalhes possível; e a durabilidade técnica dos equipamentos.

Notícias Relacionadas

Destaque

Vizinhanças apostam em câmeras IP e grupos de WhatsApp para se proteger do crime

Diversas regiões de todo o estado de São Paulo, da capital ao litoral, estão apostando em iniciativas próprias para assegurar…

Destaque

Bombeiros de Los Angeles usam drones em aplicações de segurança pública

A DJI anunciou uma parceria de desenvolvimento de soluções com o Corpo de Bombeiros de Los Angeles (Los Angeles Fire…

Destaque

Governo quer regular o reconhecimento facial para vigilância pública

O governo federal quer propor um projeto de lei para regulamentar a vigilância estatal por meio de tecnologias de reconhecimento…