Tecnologia e prevenção em segurança são as formas de combater ação de quadrilhas

A tecnologia é uma aliada importantíssima para a segurança patrimonial, pessoal ou eletrônica. Graças às inovações tecnológicas tem sido possível avançar no aperfeiçoamento dos sistemas de segurança, permitindo que instituições públicas e organizações privadas tenham mais tranquilidade para exercerem suas atividades. Mas não é raro vermos empresas surpreendidas por ações de quadrilhas muito bem organizadas e que utilizam informações privilegiadas e falhas no sistema de segurança para agir.

“Quando isso acontece é preciso rever a eficácia do sistema de segurança e corrigir as falhas operacionais. Existem no mercado soluções altamente tecnológicas que permitem o monitoramento das instalações em tempo real e que podem prevenir este tipo de ação”, explica Gauthama Nassif, diretor de Inteligência, Mercado e Inovação do grupo Verzani & Sandrini, um dos mais importante do país nas áreas de segurança e facilities.

Segundo Nassif, prevenir em segurança sempre foi uma prioridade diante das dificuldades naturais na prestação de serviços em ambientes cada vez mais complexos e cheios de especificidades. “Os criminosos utilizam-se de brechas nos sistemas para aplicar golpes e de eventuais fragilidades ocasionadas por problemas na operação e manejo dos sistemas de segurança, o que torna fundamental que a prevenção demande muito mais atenção e preparo dos agentes e prestadores que atuam no setor”, assinala.

O executivo lembra que o grupo VS conta com a expertise da VS Segurança e da VS Tech, que desenvolve recursos eletrônicos e digitais que colaboram para o reforço das ações de segurança, não só com base no uso de imagens, mas também por meio de controles de acesso, de recursos de monitoramento de campo – como no exemplo do emprego de drones, na análise de dados, informações e imagens pelo uso recursos automatizados por inteligência artificial, robotics e outras soluções de ponta.

Um exemplo é o VirtualGuard, um sistema pioneiro e exclusivo de monitoramento de espaços restritos que requerem uma grande eficácia em segurança. Além dele, existe o VMS (Vídeo Monitoring System) que é composto por inteligência de software que interage com sistemas de registro de imagens cadastradas e realiza a análise e reconhecimento destas , seja de pessoas ou de placas de veículos. Desta forma, veículos e pessoas não autorizadas em determinados ambientes e áreas restritas são automaticamente detectados e a equipe de segurança é alertada. “Desenvolvemos um plano de ação customizado de acordo com a necessidade do cliente. Estudamos e identificamos os pontos frágeis de cada ambiente e propomos soluções que corrigem essas vulnerabilidades”.

Junto com as facilidades geradas a partir da tecnologia, surgiram também desafios significativos de controle de ameaças e riscos, como os representados por ataques de hackers, utilização inadequada das tecnologias em golpes e crimes, problemas causados por erros de programação ou de utilização dos recursos tecnológicas, entre muitos outros. Além da cybersegurança necessária nos dias atuais, a prevenção ostensiva, o treinamento e a humanização no atendimento e prestação de serviços, avalia o executivo, acabam sendo essenciais para que as vantagens oferecidas pelo uso das tecnologias em segurança sejam maximizadas, enquanto os riscos e ameaças são reduzidos. “Enfrentamos uma série de novos desafios, riscos e ameaças. O trabalho na área de segurança está tendo que se adequar e, de uma maneira muito sensível, mudar para se enquadrar às novas demandas”, destaca.

Outro ponto importante, na opinião do executivo, é a preparação das pessoas, dos profissionais e das estruturas de apoio aos sistemas de segurança, que passam a ser elementos essenciais para que riscos e ameaças sejam reduzidos ao máximo. Para ele, torna-se necessário colocar em prática iniciativas de planejamento das estruturas de cada atendimento específico, aplicar as melhores soluções e equipamentos e, especialmente, contratar equipes eficientes e preparadas, treinando-as constantemente para que garantir o melhor atendimento às demandas de cada sistema de segurança.

É claro que toda essa preparação para a aplicação adequada das estruturas de segurança vai contribuir significativamente para o sucesso da operação no dia a dia. Porém, é importante compreender que a atividade de segurança lida diretamente com pessoas. “O melhor cenário para oferecer serviços de excelência em segurança será sempre combinar as melhores soluções tecnológicas e equipamentos, estruturar e saber utilizar de modo adequado os sistemas de apoio, focar em preparação e prevenção e contar com equipes adequadas, bem selecionadas, preparadas, motivadas e atentas à necessidade de se prestar um serviço mais cordial e humano”, finaliza.

Notícias Relacionadas

Destaque

As armas do futuro já estão entre nós

À primeira vista, a arma empunhada na foto que ilustra esta reportagem pode parecer saída do set de filmagens da…

Destaque

Cinco mitos e verdades sobre a portaria remota em condomínios

Quando se trata de espaços com grande fluxo de pessoas, a segurança está sempre em pauta. Em reuniões de condomínio,…

Segurança Eletrônica

Nice lança alarme Prime IP

22A Nice está lançando o Prime IP, central de alarme monitorado. Destinado a aplicações comerciais e industriais, e com comunicação…