Sistemas de identificação biométricos saem da ficção para a realidade das empresas

A biometria deixou o imaginário dos filmes de ficção para aterrissar dentro das empresas brasileiras. A crise de saúde instalada no mundo com a pandemia Covid19, em 2020, deu uma alavancada nesse nicho de negócio.

“Hoje a biometria é utilizada para reconhecer as pessoas com base em suas características físicas, assegurando a legitimidade da identificação. Com a pandemia, tivemos um aumento na procura por esse tipo de sistema, já que o distanciamento social era preciso. Por ser uma solução altamente confiável, é muito promissor o crescimento desse mercado”, avalia Claudio Gaspari, CEO da Veolink, uma das principais integradoras de sistemas eletrônicos de segurança, automação e gestão de dados do Brasil.

Os sistemas eficientes de segurança são compostos por uma série de elementos e dispositivos, que juntos resultam em uma solução confiável e funcional para diferentes necessidades.

Entre as formas de controle de acesso disponíveis, a identificação biométrica por meio de leitoras é uma das mais conhecidas. No imaginário das pessoas, a biometria é apenas a identificação das digitais de um indivíduo.

Mas, esse método está relacionado à assimilação de características únicas em cada pessoa como reconhecimento facial, de íris, retina, geometria da mão, entre outros. 

Em geral, a biometria corresponde ao reconhecimento das características físicas de uma pessoa, sendo considerada uma solução mais eficiente do que aquelas que requerem senhas, cartões ou códigos de acesso.

Sua eficácia também está relacionada ao fato que pessoas podem esquecer senhas, emprestar ou mesmo perder cartões e tags. Porém, com a biometria, isso não ocorre e, ainda, garante legitimidade de dados e informações.

Um sistema de segurança composto por identificação biométrica tende a oferecer mais tranquilidade e proteção à empresa em diferentes níveis. É possível, por exemplo, utilizá-lo desde a portaria/entrada principal até o acesso à rede de computadores ou salas de acesso restrito. Para isso, é possível utilizar tanto a leitura das digitais como o reconhecimento facial ou de íris.

A biometria traz inúmeros benefícios na segurança empresarial como a redução de falhas, a praticidade e a rapidez, bem como uma maior sensação de segurança para a equipe de funcionários e colaboradores.

Os gestores ganham mais tranquilidade, pois podem contar com a tecnologia de um método altamente eficaz e seguro para resguardar a empresa em variadas situações. 

Com a biometria, protege-se não apenas a estrutura física da empresa, como também seus dados e patrimônio imaterial. Diferente do patrimônio material, que pode ser facilmente mensurado, o imaterial é formado por bens intangíveis, como pessoas, conhecimentos adquiridos e métodos de produção, por exemplo.

“No dia a dia de uma empresa esse sistema vem a somar no que se refere à confiabilidade e à agilidade na rotina de diferentes setores, impossibilitando fraudes e permitindo maior controle quando comparado aos demais métodos”, avalia Claudio Gaspari.

Notícias Relacionadas

Destaque

Mercado imobiliário do Rio aposta em tecnologias de segurança de última geração

O mercado imobiliário do Rio tem lançado cada vez mais condomínios de alto padrão com recursos tecnológicos voltados para a…

Destaque

Dahua Technology anuncia programa de estágio

A Dahua Technology anuncia o programa de estágio 2021 com duração de até dois anos. As inscrições podem ser feitas…

Destaque

SP está prestes a liberar câmeras com reconhecimento facial no metrô e trem

O uso de câmeras de reconhecimento facial em metrô e trem pode ser aprovado em breve pelo governo paulista. A…