Prefeitura planeja instalar câmeras de análise de comportamento em Porto Alegre

Enquanto busca ampliar o cercamento eletrônico na cidade, a prefeitura de Porto Alegre planeja contar com outro recurso que deve auxiliar na segurança pública. A intenção é instalar câmeras inteligentes de reconhecimento e análise de comportamento.

Hoje, a capital já conta com câmeras de segurança espalhadas pela cidade. A análise, no entanto, é feita por agentes da Guarda Municipal, que selecionam as imagens e buscam identificar crimes ou situações de risco potencial. Com o sistema inteligente, movimentos humanos são identificados automaticamente — e o sistema envia um alerta em caso de situações suspeitas, como pessoas correndo em meio a uma multidão, por exemplo.

“Queremos ampliar as câmeras de monitoramento da cidade visando a (evitar) vários tipos de crimes. O sistema de análise comportamental dá o alerta e faz com que não seja necessário ter pessoas olhando as imagens. É praticamente impossível ter pessoas analisando as imagens 24 horas por dia”, afirmou o secretário de Segurança Pública de Porto Alegre, Mário Ikeda.

Segundo Ikeda, parte das câmeras de segurança que já integram a rede de Porto Alegre poderiam ser usadas, mas para o funcionamento da análise automática, seria necessária a instalação do sistema inteligente. O secretário prefere não estimar prazo para que o plano seja colocado em prática.

Cercamento eletrônico

Porto Alegre já conta hoje com 365 câmeras que integram o sistema de cercamento eletrônico. Este recurso permite que os veículos com registro de roubo ou furto sejam identificados automaticamente.

Funciona assim: quando um veículo é furtado ou roubado e o proprietário registra a ocorrência, é emitido um alerta para aquela placa. Se o veículo for identificado em uma das câmeras, a imagem é enviada para uma central, onde um policial militar checa novamente a situação da placa. Confirmado o furto ou roubo, todo o sistema de segurança do Estado recebe um alerta.

Segundo Ikeda, todas as entradas e saídas de Porto Alegre são, atualmente, monitoradas. A ideia para os próximos meses é aumentar o número de câmeras dentro da cidade.

“Isso nos permite assegurar que nenhum veículo furtado ou roubado saia da cidade sem que o sistema seja alertado. Temos um projeto de ampliação destas câmeras para poder dar mais segurança.”

Notícias Relacionadas

Revista

Nova edição da Revista Segurança Eletrônica está disponível

A nova edição da Revista Segurança Eletrônica (abril/2021) está no ar! Nela trouxemos o case do banco Santander, que reformulou…

Destaque

23ª edição da EXPOSEC é adiada para 2022

Maior feira de segurança na América Latina, antes programada para junho deste ano, foi transferida para o período de 7…

Destaque

Homem processa polícia após ser preso por engano por falha em reconhecimento facial

Um homem entrou com um processo contra a polícia de Detroit, nos Estados Unidos, após ser preso por engano por…