Novas câmeras resistentes à explosão ampliam possibilidades operacionais em ambientes críticos

A Axis Communications lançou duas câmeras para ambientes críticos com recursos que permitem uma gestão mais inteligente da operação em áreas classificadas. As novas opções de câmera fixa e PTZ se alinham à necessidade crescente de utilizar o sistema de videomonitoramento para apoiar a tomada de decisões para além da segurança.

Dentre as novas câmeras anti-explosão, a F101-A XF P1367 é uma câmera fixa protegida por um gabinete vermelho de alumínio. Esse gabinete é certificado com Classes I/II/III, Divisão 1 e Zona 1, bem como ATEX e IECEx (IIB + H2, IIIC) para uso em aplicações perigosas sujeitas a explosões. A F101-A XF P1367 fornece imagens otimizadas para fins forenses, independentemente das condições de iluminação. Ela oferece sensibilidade à luz excepcional e também a tecnologia Lightfinder para proporcionar imagens coloridas no escuro.

A cor vermelha da câmera também tem uma razão funcional. “Nossos dispositivos são usados tanto para fins de segurança como para operações de monitoramento. Por isso, é importante que as pessoas saibam onde as câmeras de rede estão localizadas para conseguir usá-las e sinalizar aos operadores em situações de emergência”, explica Sergio Fukushima, gerente de Soluções da Axis Communications.

O segundo lançamento é a câmera de posicionamento XP40-Q1785, de alto desempenho e robusta (gabinete de aço inoxidável com classificações IP66 e IP67), desenvolvida para operação segura em ambientes amplos e potencialmente combustíveis (NEC, CEC, IECEx, ATEX e EAC Ex). Ela oferece o campo de visão mais abrangente possível graças ao zoom óptico de 32x, rotação pan 360° e movimento de tilt 180°. É capaz de suportar temperaturas extremas que variam de -60 °C a 60 °C. Também oferece suporte ao recurso à estabilização eletrônica de imagem (EIS), recurso que melhora significativamente a qualidade do vídeo em situações em que a câmera está sujeita a vibrações, como rajadas de vento ou tráfego de veículos.

Alimentada por 24, 110 ou 230 VCA, essa PTZ oferece conexões de longa distância via cabeamento de fibra óptica ou Ethernet. Graças à alimentação direta, a entrada de energia é simples de instalar e não há necessidade de uma fonte de alimentação externa. Com limpadores de longa duração incorporados, é ideal para ambientes expostos a sujeira, poeira e chuva.

Notícias Relacionadas

Revista

Nova edição da Revista Segurança Eletrônica está disponível

A nova edição da Revista Segurança Eletrônica (abril/2021) está no ar! Nela trouxemos o case do banco Santander, que reformulou…

Destaque

23ª edição da EXPOSEC é adiada para 2022

Maior feira de segurança na América Latina, antes programada para junho deste ano, foi transferida para o período de 7…

Destaque

Homem processa polícia após ser preso por engano por falha em reconhecimento facial

Um homem entrou com um processo contra a polícia de Detroit, nos Estados Unidos, após ser preso por engano por…