Hospital Sírio-Libanês investe em tecnologia para segurança, gestão e atendimento

O projeto contemplou a integração de todas as tecnologias, desde a infraestrutura física até os periféricos e softwares

Por Redação

A estrutura de um hospital é complexa. Para oferecer o melhor atendimento ao paciente, não basta ter apenas os equipamentos de última geração e médicos qualificados. Uma instituição médica requer infraestrutura física para ambientes de tecnologia da informação e telecomunicações à altura das demandas hospitalares.

Este patamar estrutural é ainda mais complexo quando se trata de um Hospital, como é o caso do Sírio-Libanês, um dos mais reconhecidos do país e da América Latina. A instituição implementou no recém-inaugurado hospital Sírio-Libanês, em Brasília, soluções de instalações especiais, em uma iniciativa que contemplou projeto de infraestrutura, TI e segurança eletrônica, além do gerenciamento de Enfermagem e o rastreamento de equipamentos médicos e ativos. “A opção foi investir na tecnologia não apenas como uma solução de segurança, mas como uma ferramenta de gestão, atendimento e inovação”, explicou Luciana Cartocci, diretora- executiva da Teleinfo Soluções, empresa responsável pelo projeto na instituição.

No Sírio-Libanês, em Brasília, o objetivo foi integrar as tecnologias disponíveis, atuando desde a infraestrutura física até a ponta (periféricos e softwares), trazendo mais sinergia para o projeto.

“Para Hospitais novos, como o Sírio-Libanês, em Brasília, são estabelecidos padrões para os serviços e para o funcionamento eficiente dos sistemas implementados no mercado de saúde, que dependem de base de infraestrutura confiável para continuarem como solução e não problema”, falou Luciana.

TI e segurança eletrônica
A execução do projeto no Sírio-Libanês da Capital Federal pela Teleinfo durou sete meses. Os principais destaques do trabalho realizado na instituição foram, segundo Luciana, o cronograma, a integração de todos os sistemas, a convergência das soluções, o projeto de rastreamento de equipamentos médicos e ativos e o gerenciamento de enfermagem integrada com o Siga-Me. As ações da Teleinfo contemplam a implementação de toda a Infraestrutura de TI dentro da norma hospitalar ANSI/TIA-1179-A Healthcare.

A área de Segurança Eletrônica possui integrações entre acesso e vídeo, com soluções de vídeo analítico embarcadas, como contagem de pessoas, reconhecimento facial, perímetro, entre outras. “A solução integrada que a Teleinfo implantou no novo hospital Sírio-Libanês, em Brasília, vai além da segurança da instituição: por meio dos sistemas de CFTV e Controle de Acesso integrados aos sistemas de gestão do hospital, são priorizados a excelência da prestação de serviços e a experiência do paciente,” disse Luciana.

O sistema de vídeo vigilância da Axis Communications por meio de seus analíticos inteligentes atua na contagem de pessoas e na formação de filas no atendimento das recepções, contribuindo com as auditorias internas e no controle de qualidade. Ainda com foco na gestão, analíticos de vídeo são utilizados para estatística de investigação, detecção, classificação, atributos, comportamentos, faces e objetos.

“Analíticos inteligentes também são utilizados para o controle efetivo da segurança da área perimetral do Sírio-Libanês. Qualquer movimentação nos limites de propriedade é alertada em tempo real na central de operações, sendo que a câmera móvel mais próxima enquadra, automaticamente, o evento para o seguimento dos procedimentos operacionais de segurança”, comentou Luciana.

De acordo com a executiva da Teleinfo, o sistema de controle de acesso por meio das integrações com os sistemas de gestão garante, em tempo real, a segurança da instituição na gestão de prestadores de serviço e de visitantes, sejam pacientes ou visitantes. “Em uma arquitetura tecnológica totalmente IP, a convergência é fundamental.”

A implementação destas câmeras foi projetada com posicionamentos e características de aplicação dimensionados por meio de ferramenta 3D fundamentada em gerenciamento de risco. “A integração dos sistemas de CFTV e de Controle de Acesso faz a gestão inteligente da segurança, na qual os operadores são imediatamente alertados quanto aos riscos e o consequente seguimento rigoroso dos procedimentos operacionais para a proteção do patrimônio e do bem-estar dos seus clientes e colaboradores”, frisou Luciana.

Todas as tecnologias utilizadas pela Teleinfo foram projetadas levando em consideração as necessidades atuais e futuras que envolvem um hospital. O ambiente foi projetado com uma estrutura tecnológica de alta disponibilidade sem esquecer o cuidado com a segurança cibernética. A figura principal no aspecto de segurança adotada foi o ClearPass, que gerencia todas as autenticações da rede ethernet e da rede wireless, utilizando as melhores práticas de mercado, com métodos de autenticação seguros e utilização de certificados digitais. “Para a rede de visitantes, ele também gera um registro de todos os acessos para atender às normas do Marco Civil da Internet, respeitando os aspectos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)”, acrescentou.

Wireless e rastreamento de equipamentos médicos e ativos
Luciana relata que uma tecnologia recebeu atenção especial no desenvolvimento do Projeto do Hospital Sírio-Libanês do Distrito Federal: a rede Wireless. “Devido ao inevitável crescimento dos dispositivos IoT e BYOD no ambiente hospitalar, realizamos um estudo especializado para o desenho da solução desde a concepção do projeto”. Essa tratativa em ambientes hospitalares se faz necessária porque a “segurança” e a “qualidade” dos acessos são as principais preocupações em grandes corporações, especialmente na área da saúde. Para garantir que esses dois requisitos sejam atendidos é fundamental a realização de Site-Surveys, tanto pré como pós-implementação do projeto.

Quanto à Rede LAN implantada na unidade, a Teleinfo utilizou equipamentos que se integram com a rede Wireless e com a automatização das regras de acesso. A topologia foi concebida com links de alta velocidade e totalmente redundantes. Luciana sublinha a importância de que a rede seja projetada para atender às demandas que o hospital precisa para obter as certificações HIMSS, principalmente em relação ao hospital “paperless”, pois os sistemas que auxiliam nesse requisito exigem cada vez mais uma rede de alta performance e disponibilidade.

O projeto concebido pela Teleinfo para o hospital de Brasília também contempla o rastreamento de equipamentos médicos e ativos. “Por meio da tecnologia de Bluetooth Low Energy (BLE), embarcada nos Access-Points utilizados, implementamos o sistema Meridian, que permite ao hospital rastrear e localizar equipamentos críticos e/ou valiosos com uma pequena TAG instalada nos equipamentos”, disse Luciana. Ela explica que o Sistema mostra, praticamente em tempo real, a localização desses dispositivos e permite ainda a criação de portais que identificam quando um equipamento entra ou sai de determinada área predefinida. Essa solução auxilia não somente a reduzir o tempo gasto pelos funcionários para encontrar equipamentos perdidos e aumentar o nível de produtividade das enfermeiras, mas também evita furtos e auxilia, principalmente, a logística (inventário e manutenção preventiva) de equipamentos médicos.

Gerenciamento de enfermagem
Segundo Bruno Pineda, engenheiro de automação, todo tipo de tecnologia, hoje em dia, deve ser primordialmente IP. Isto traz vantagens, como acessos rápidos e remoto a equipamentos, além de alta disponibilidade de informações. O sistema de gerenciamento de enfermagem Tacera, desenvolvido pela Austco e implementado exclusivamente pela Teleinfo, não foge dessas especificações. “Além de toda tecnologia possibilitada por ser um sistema IP, a plataforma permite integrações por meio de API e SDK”. Ela possui facilidade de integração com vários sistemas já muito conhecidos e utilizados dentro da área hospitalar, como também com novos sistemas que surgem dentro do segmento”, explicou.

Ao se utilizar de um sistema modular, cria-se a possibilidade de começar com algumas regras, as quais posteriormente podem crescer e ser aperfeiçoadas conforme a evolução e a necessidade do hospital. O sistema possui funcionalidades diversas, como atendimento de pacientes com necessidades especiais, monitoramento e controle de fluxo de leitos. Além destas, possui outras funcionalidades que podem crescer com a possibilidade de integração, como foi o caso da implementação do sistema Siga-Me, que oferece apoio para as demandas de atendimento com excelência, como dos casos indicados por códigos críticos – que oferecem risco de vida aos pacientes.

O sistema gera e envia códigos para os profissionais da instituição que realmente necessitam receber este tipo de informação, acionando com agilidade um “time de resposta rápida”. Também possui capacidade de informar quando o chamado foi aceito pelo time e realiza escalonamentos caso já exista alguém realizando algum atendimento dentro do perímetro do hospital.

Para a execução do trabalho no Sírio-Libanês, um dos principais desafios foi a integração de vários sistemas. Para superar esta questão, bem como executar com excelência todo o projeto, foi primordial o know-how de mais de 30 anos da Teleinfo atendendo os principais hospitais do Brasil. Também foram decisivos o conhecimento de normas internacionais para o setor da saúde e a disponibilidade de um time especializado e treinado para atuar em ambientes críticos, como um hospital. “Atualmente estamos trabalhando em diversos projetos para grandes instituições de saúde que estão se preparando para as novas tecnologias”, falou Luciana.

Notícias Relacionadas

Segurança Eletrônica

Tecnologia na área de segurança vai detectar invasão por meio de fibra óptica

Usar o que há de melhor na tecnologia nacional para garantir a segurança em grandes áreas evitando invasões e furtos….

Cases

Edifício paulistano aumenta segurança e reduz custos condominiais pela metade após adoção de portaria virtual

Por Redação Com o aumento do mercado de portaria virtual, os condomínios brasileiros começam a aderir de forma mais assertiva…

Artigos

Aumento de usuários, chegada do 5G e LGPD fazem empresas redobrarem cuidados com incidentes de segurança

Por David Tudino Com o avanço da tecnologia e o crescente número de usuários de computadores, smart tvs, celulares entre…