Em Foco O-Tech: Capacitando os profissionais para a solução de fibra óptica

A O-Tech tem como missão em 2022 realizar programas de treinamento para incentivar os integradores a migrarem do cabo metálico para a fibra óptica

Por Fernanda Ferreira

A O-Tech é uma empresa de tecnologia óptica pertencente ao Grupo Terzian, que está há mais de 20 anos no mercado operando em diversas áreas como: Tecnologia, Indústria, Construção Civil, Comunicação Visual e Serviços. A companhia atua no setor de segurança com soluções de rede e CFTV com fibras ópticas, e possui grandes cases ao longo de sua trajetória, como Vivo, Rede Bandeirantes, TV Cultura, Nestlé, Votorantim, entre outros.

Para conhecermos mais sobre a empresa e tudo o que ela pode agregar para o segmento de segurança eletrônica, conversamos com Bruno Imperato, gerente comercial, e Paulo Bianchini, gerente de expansão do Grupo Terzian.

Revista Segurança Eletrônica: A Terzian foi fundada no ano 2000, mas os fundadores começaram a trajetória da empresa algumas décadas antes, como distribuidores de grandes marcas no Brasil. Como tudo começou e onde a Terzian já conseguiu chegar?

Bruno Imperato: O fundador da Terzian é o Fernando Terzian, que foi um dos sócios da Ficael, que desde 1955 atua na importação e comercialização de produtos através dos negócios de conectividade (cabos, antenas, rádios, conectores e acessórios), filmes plásticos (filmes de poliéster e BOPP) e isolantes elétricos (fitas 3M, papéis isolantes, etc.).

A Terzian iniciou suas atividades em São Paulo, com base em 4 pilares:

1. Atendimento especializado;

2. Produtos de alta qualidade sendo sempre a melhor opção custo-benefício;

3. Pronta entrega;

4. Treinamento de parceiros e projetos.

Em 2000 a empresa iniciou com a HIPER, na área de adesivos industriais e teclados de membrana; em 2002 com a TZIGN, no segmento de comunicação visual; em 2005 com a Otech, no setor de tecnologia; em 2010 com a CONZTRUCT, na área de construção civil e em 2015 no mercado de SERVICE, dando manutenção, suporte técnico e treinamentos aos parceiros e projetos.

Hoje no Brasil temos filiais em Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo, Taboão da Serra e Guarulhos, também estamos em Portugal, Uruguai e Colômbia e em vasta expansão e crescimento. Devendo montar novas filiais no Espírito Santo e Peru ainda este ano.

Revista Segurança Eletrônica: Como foi essa entrada no mercado de segurança e como tem sido o desempenho no setor?

Bruno Imperato: A princípio iniciamos as atividades com foco em grandes projetos, pois sempre teve a visão de que a fibra óptica deveria ser inserida nos projetos de segurança, que é a solução mais barata e mais segura, mas infelizmente os instaladores não se deram conta desta solução, e ainda tem um pouco de receio de trabalhar com fibras ópticas.

Nosso foco agora é treinar estes integradores e instaladores através de cursos presenciais e virtuais para que os profissionais percam a insegurança em transformar sua rede, já que as vantagens são inúmeras.

Revista Segurança Eletrônica: Quais são as soluções que vocês atuam no segmento de segurança?

Paulo Bianchini: Atualmente atuamos com soluções de projetos ponto a ponto, cascata e anel.

Com conversores ópticos e switches, acessórios utilizados na instalação da rede de fibra óptica, ferramentas e equipamentos, que fazem a medição dos sinais da rede.

Temos soluções analógicas e IP, com ou sem POE, temos também conversores de contato seco e RS232, 422 e 485 para controle de acesso com fibras ópticas. Possuímos equipamentos industriais e grandes switches camada 2 e camada 3 para data centers.

Com nossa solução conseguimos em apenas um cabo de fibra trafegar mais de 100 câmeras de alta definição, com redundância, ou seja, se uma fibra for rompida todas as câmeras ainda continuarão funcionando.

Para complementar os projetos, contamos com antenas de Wi-Fi O-Tech by Ruijie, onde em uma mesma rede de fibra óptica podemos ter todo o CFTV, controle de acesso e Wi-Fi, com a melhor solução custo-benefício.

Revista Segurança Eletrônica: Essas soluções são ideais para quais tipos de projeto?

Paulo Bianchini: Os equipamentos são ideais para todo tipo de rede CFTV, analógica ou IP. As soluções vão das mais simples, como uma ligação ponto a ponto analógica ou IP, às mais complexas como redes cascateáveis ou em anel redundante.

Esquema de ligação ponto a ponto – Analógica

Esquema de ligação ponto a ponto – IP

Esquema de ligação cascateável

Esquema de ligação em anel redundante

Revista Segurança Eletrônica: O que podemos esperar de novidades da O-Tech em 2022?

Paulo Bianchini: Em 2022 estamos focados em expandir as relações com novos parceiros. Participaremos de muitos eventos focados em segurança eletrônica, assim como os que a Revista Segurança Eletrônica promove.

Iremos lançar também nosso programa de cursos e treinamentos on-line, com o objetivo de tornar os integradores aptos a utilizarem a fibra óptica em redes CFTV e migrarem do cabo metálico para a fibra óptica.

Vamos ampliar nossa linha de transceivers (mini GBIC) e estamos em fase de desenvolvimento de cabos ópticos para uso em redes CFTV.

Revista Segurança Eletrônica: Além de switches e conversores, você mencionou que também trabalham com acessórios e medidores de sinais. Quais são esses equipamentos?

Paulo Bianchini: Exatamente, atuamos também com acessórios, como emendas mecânicas, conectores e ferramentas que auxiliam o instalador na montagem da rede óptica. Além disso, possuímos medidores de cabos metálicos e cabos ópticos, como o Power Meter, o OTDR’s (que mede a atenuação do pulso de luz ao longo da fibra óptica), identificadores de fibra ativa (que sinaliza se a fibra possui o sinal óptico e informa a potência deste sinal). Outros equipamentos, como máquinas de fusão e passivos de rede, como splitters, caixas de distribuição e patch cord, que já são muito utilizados em redes telecom também são comercializados pela O-Tech.

Revista Segurança Eletrônica: Para aqueles que estão interessados em conhecer melhor os produtos e realizar um projeto com as soluções O-Tech, qual a melhor forma de contato? Vocês atuam com os integradores ou há distribuidores parceiros?

Bruno Imperato: Atuamos com integradores e distribuidores. Possuímos uma política bem definida de preços e volumes, assim todos ganham!

Os interessados podem entrar em contato através do e-mail comercialotech@terzian.com.br, telefone (11) 5548-3527 ou WhatsApp (11) 4420-2084.

Notícias Relacionadas

Destaque

Intelbras lança central de alarme de incêndio endereçável com possibilidade de configuração via Wi-Fi

O produto produzido no Brasil oferece maior facilidade de uso, custo-benefício e segurança A Intelbras, empresa brasileira desenvolvedora de tecnologias…

Cases

Avantia, WeSafer e Farah Service entregam modelo de videomonitoramento inteligente para a Ciclovia Franco Montoro, na capital paulista

A Avantia e a WeSafer, unidade digital independente especializada em inteligência artificial, fecham parceria com a Farah Service – concessionária…

Destaque

Após um ano de uso de câmeras em uniformes, mortes por policiais caem 80%

As mortes cometidas por policiais militares despencaram em 19 dos 131 batalhões do estado de São Paulo um ano depois…