Em Foco com Papo Segurança: Aprendendo sobre segurança eletrônica no Youtube

“Seja bem-vindo ao canal Papo Segurança, a aula de hoje será sobre…”. É com essa frase introdutória que o consultor técnico na área de segurança eletrônica, Alexandre Rodrigues, começa os seus vídeos no Youtube. Com um tom descontraído e objetivo, Alexandre, que agora pode ser chamado de digital influencer, faz análises críticas de projetos, tutoriais de instalação, testes de equipamentos, vídeos ao vivo com especialistas convidados e postagens compartilhando suas experiências diárias para mais de 20 mil seguidores (somando o público do Youtube e Instagram)

Por Fernanda Ferreira

Revista Segurança Eletrônica: Como você começou no mercado de segurança eletrônica?

Alexandre Rodrigues: Em 2001, após ter me formado em eletroeletrônica pelo Senai, comecei a trabalhar em uma empresa de segurança eletrônica e ali atuei por cerca de cinco anos, comecei como auxiliar técnico e cheguei a supervisor técnico. Depois trabalhei em outra companhia por mais dois anos, já iniciei como supervisor técnico e ali cresci muito, aprendi bastante sobre liderança gerenciando 25 pessoas. Passado esse tempo, tive a oportunidade de assumir o cargo de consultor comercial, onde vivi uma nova experiência. Por fim, cheguei a trabalhar por mais dois anos em uma distribuidora e atuei como técnico de suporte e treinamento para as empresas de monitoramento, ali conheci toda a Paraíba e alguns lugares do Brasil, me tornando uma grande referência no mercado por estar o tempo todo compartilhando conhecimento por onde passava. Em 2009 finalmente me tornei empresário, abri minha própria empresa que aos poucos foi crescendo no setor. Entre 2014 a 2016 criei um novo conceito de solução, chamado de vídeo mapeamento – um sistema de CFTV com comunicação via fibra óptica que atua com eventos em tempo real com detecção de movimento sobre uma área mapeada. Hoje é bem comum ver essa solução, mas em 2014 foi um grande diferencial no mercado onde atuava. No auge da empresa optei por vendê-la e viver dos seus rendimentos, e no mês de agosto de 2016 criei uma startup chamada iTsCard onde dediquei 100% do meu tempo até o final de dezembro de 2017, quando a mesma já passou a andar com suas próprias pernas. Foi nesse momento que decidi fazer aquilo que realmente amo: compartilhar conhecimento e poder transformar pessoas. Dessa forma surgiu o Papo Segurança, oficialmente iniciado em 19 de janeiro de 2018.

Revista Segurança Eletrônica: Hoje o canal no Youtube e o Instagram do Papo Segurança somam mais de 20 mil seguidores. Como surgiu a ideia de fazer vídeos para esse mercado?

Alexandre Rodrigues: Sabe quando você se sente realizado quando está ensinando alguma coisa para uma pessoa? É exatamente assim que sinto! Sempre vejo como uma grande oportunidade de aprender cada vez mais quando estou ensinando alguém, e é exatamente por causa desse sentimento que nasceu a ideia do Papo Segurança; “Papo” no sentido de conversar, ensinar e aprender através da produção de vídeos para o YouTube. Já no Instagram, esse crescimento vem da minha rotina compartilhando dicas e informações diárias. Também faço vídeos ao vivo no Instagram, dessa maneira posso me conectar com grandes players do mercado, como fabricantes, palestrantes e até mesmo pessoas “desconhecidas” para compartilhar conhecimento. Diria com toda a certeza que o Papo Segurança faz parte da minha vida, da minha família e de todos que acompanham minhas redes sociais.

Revista Segurança Eletrônica: Quais são os temas que aborda nestas plataformas?

Alexandre Rodrigues: Sempre me pergunto: “o que o público irá aprender com o conteúdo X?” ou “como posso ajudar com conteúdo tal?” e dessas perguntas surgem temas, como por exemplo “como cobrar pelo seu serviço?” ou “como fazer um contrato de manutenção?”. Tudo se torna possível por conta da minha experiência de quase duas décadas de atuação nesse mercado. Minha preocupação é para que os seguidores não passem pelos mesmos erros que cometi durante minha trajetória, e acabo transformando tudo isso em boas dicas para uma comunidade tão carente de informação.

Revista Segurança Eletrônica: O canal no Youtube completou apenas um ano de vida em janeiro e já conta com quase sete mil inscritos e mais de 260 mil visualizações. Ao que você atribui esse sucesso?

Alexandre Rodrigues: Acredito que a forma como o vídeo é proposto. Através do canal consigo falar diretamente com o inscrito, fazer tutoriais sem “enrolação”, é só dar o play e já vem o aprendizado sobre o assunto abordado. Com isso ganho uma grande comunidade de pessoas incríveis como instaladores, integradores e até mesmo usuários finais, que compartilham suas dúvidas, críticas e elogios, que uso como combustível diário. Essas pessoas são fruto de muita dedicação e compromisso com o resultado final.

Revista Segurança Eletrônica: No seu ponto de vista, quais são as carências do mercado e o que falta aos profissionais de segurança?

Alexandre Rodrigues: A maior carência do mercado de segurança é a falta de conhecimento no que fazem. Muitos não estudam e nem mesmo valorizam o seu próprio trabalho. Hoje percebo que algumas empresas de segurança eletrônica percorrem o mesmo caminho há muito tempo, utilizam o “mesmo” projeto que foi aplicado em 2009 em um projeto de 2019, como se em 10 anos a tecnologia fosse a mesma. Essa carência, que apelido de deficiência, é uma verdade nua e crua: muitos não querem estar nesse avanço tecnológico, mesmo tendo total acesso ao que existe no mercado, por isso fazem a mesma coisas de anos atrás; outros já não tem oportunidade e acabam não fazendo o uso das novas tecnologias por não conhecer ou por não ter contato frequente ou mesmo nunca usado.

Revista Segurança Eletrônica: O que esses profissionais podem fazer para se desenvolverem?

Alexandre Rodrigues: Primeiro é estudar sobre a sua profissão. Segundo é sair fora da caixa e criar novas experiências com seus clientes, fazendo pós-vendas, contratos com garantia permanente, soluções recorrentes, interatividade mobile. O principal é não ficar em uma zona de conforto, pensar que porque teve um certo crescimento poderá ter uma estabilidade para sempre. A cada dia o mercado cria novas oportunidades e novas formas de negociar, e é preciso se adaptar a essas mudanças.

Revista Segurança Eletrônica: Quais os projetos para 2019?

Alexandre Rodrigues: Os projetos já iniciaram nos primeiros 10 dias de janeiro com as inscrições da primeira turma no “Profissão S.E.”, um curso sobre segurança eletrônica. Fechamos a turma com a meta atingida em apenas três dias. Agora o foco será na produção de novos vídeos para o canal no YouTube, em formato de LIVE (vídeo ao vivo), com uma sala online onde o convidado tem a possibilidade de compartilhar a tela do seu computador com vídeos, slides, fotos, etc., tornando a troca de conhecimento muito mais rica e interativa para os espectadores, sem falar que os vídeos ao vivo agora ficam disponíveis ao público para assistirem quando quiser. Diante de tantos projetos, inclusive um novo estúdio do Papo Segurança, quero também focar em palestras. Vejo como esses momentos transformam as pessoas, que as vezes ouvem uma frase ou uma palavra que mudam completamente suas vidas. Estando ali, vendo olho no olho essa conexão, é algo incrível e gratificante.

Notícias Relacionadas

Destaque

WDC Networks fecha acordo com a IDEMIA para distribuição de soluções de biometria no Brasil

A WDC Networks anuncia hoje a assinatura de um acordo comercial com a líder global em identidade aumentada, IDEMIA, para…

Destaque

CIPHER participou da Exposec em parceria com a SegurPro

A CIPHER, empresa do Grupo Prosegur, participou em conjunto com a SEGURPRO da Exposec 2019. A empresa apresentou seu portfólio…

Destaque

Grupo Verzani & Sandrini trouxe soluções tecnológicas para estacionamentos na Exposec 2019

O Grupo Verzani & Sandrini trouxe para a Exposec 2019, além de toda sua expertise para o setor, soluções tecnológicas…