Saiba as vantagens do controle de acesso por reconhecimento facial

Tecnologia é realidade para condomínios residenciais e empresas de diferentes setores da economia

O reconhecimento facial já é uma realidade em vários setores da economia e tem auxiliado na segurança de condomínios residenciais. Mas, afinal, o que é reconhecimento facial?  Podemos dizer que é uma maneira de identificar e confirmar a identidade de uma pessoa por meio de seu rosto. Todo esse processo utiliza inteligência artificial e é capaz de reconhecer pessoas em fotos, vídeos ou até mesmo em tempo real. O sistema faz parte da segurança biométrica, que também opera como reconhecimento de voz, impressão digital, retina ocular ou íris.

Um levantamento realizado, em 2020, pela Surfshark, empresa que desenvolve ferramentas de proteção de privacidade na internet, aponta que 98 países no mundo utilizam tecnologias de reconhecimento facial em algum tipo de vigilância pública.

No Brasil, o estado de São Paulo foi o primeiro a implementar o sistema de reconhecimento facial no Brasil, em 2016. O sistema, que é operado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), está presente em mais de 100 cidades do estado, incluindo a capital paulista.

Criada nos anos 1960, a tecnologia utiliza computadores e algoritmos para reconhecer rostos humanos e tem ganhado espaço não só na segurança pública, mas ao entrar no universo das empresas e condomínios residenciais.

“O reconhecimento facial auxilia empresas a reduzir fraudes, o que no Brasil já é utilizado pelos bancos digitais para comprar a identidade de cada pessoa. Na segurança dos condomínios, essa tecnologia permite acessos mais rápidos ao local e oferece uma segurança mais ampla e assertiva” comenta Claudio Gaspari, CEO da Veolink, uma das principais integradoras de sistemas eletrônicos de segurança, automação e gestão de dados do Brasil.

Conheça algumas vantagens do reconhecimento facial:

• Redução de fraudes e prejuízos, evitando que pessoas não autorizadas tenham acesso a informações sigilosas;

• O rosto humano tem características específicas, fazendo com que ninguém tenha a mesma identidade facial, isso colabora na precisão dos dados do reconhecimento;

• Permite monitorar os acessos, deixando somente as pessoas autorizadas a acessarem determinados locais ou informações;

• Identificação sem contato, possibilidade de aferição de temperatura.

Notícias Relacionadas

Destaque

Dahua Technology potencializa suas capacidades verdes de P&D

Iniciativa contribui com redução de embalagens plásticas e utilização de material renovável no processo de produção A Dahua Technology destaca…

Em Foco

CEO da Pumatronix fala sobre as estratégias de crescimento e inovação no mercado de segurança

Com forte atuação no setor de monitoramento de trânsito, a empresa brasileira planeja expansão e investimentos em P&D para ampliar…

Destaque

Franquia de segurança eletrônica é a nona maior microfranquia do Brasil

A Emive Franchising, alicerçada na marca consolidada de uma empresa com mais de 30 anos de atuação no mercado, vem…