A Herta é vencedora do Prêmio ALAS de 2018

A ALAS realizou, na semana passada, o evento Cúpula de Gestão da ALAS (ALAS Management Summit), em Miami, que reconheceu os melhores projetos de segurança na América Latina e no Caribe em 2017. Na edição deste ano, 49 projetos de diferentes países da América Latina e Caribe participaram: Argentina, Brasil, Guatemala, México, Colômbia, EquadorVenezuelaChile, Panamá, Jamaica, República Dominicana, Uruguai e Espanha.

O júri, composto de seis renomados profissionais do setor, avaliou e escolheu os projetos que melhor contribuem para a segurança de pessoas e propriedades na América Latina e no Caribe. A Herta foi selecionada como vencedora do “melhor projeto latino-americano de segurança”, com seu “sistema de videovigilância com reconhecimento facial no futebol uruguaio”.

O projeto da Herta está em vigor desde abril de 2017, com o objetivo de controlar a violência em locais esportivos. A Associação Uruguaia de Futebol promoveu um concurso internacional para selecionar um sistema de identificação facial para os principais estádios de futebol do Uruguai. O sistema tinha que fazer o controle de acesso com reconhecimento facial de todas as pessoas que entravam nos estádios, além de uma varredura completa das arquibancadas.

Os testes de campo foram feitos em parceria com a consultoria da ITC e o Ministério do Interior do Uruguai, com dezenas de soluções de vários fabricantes. Finalmente, a solução escolhida para implantação foi a da Herta que, integrada pela CDT Latam, inclui o software de gestão de vídeo da Wavestore, câmeras da Axis e redes da Huawei.

O diretor de tecnologia da Herta, nos Estados Unidos, Alex Collado-Castells, fez o projeto do sistema com alta robustez, possibilitando detectar e identificar múltiplas faces simultaneamente. “O ambiente foi um desafio para nós: as câmeras, localizadas nas entradas do estádio, tiveram de ter desempenho muito bom contra a iluminação de fundo e cenários extremamente brilhantes, devido à luz do sol”, explicou Alex Collado-Castells. “Nosso software foi capaz de detectar e identificar 99% das pessoas no banco de dados sem nenhum falso positivo. Estamos muito orgulhosos do nosso desempenho e de poder proteger pessoas e famílias nos jogos de futebol”.

“Este projeto é o precedente de muitos outros estádios de futebol que já fechamos nesta região e, sem dúvida, é uma referência para toda a América Latina”, afirmou Fernando Dominguez, gerente de vendas.

Durante a Cúpula de Gestão da ALAS, realizada nos dias 25 e 26 de julho, em Miami, a Herta também teve oportunidade de apresentar sua história de sucesso ao público.

Notícias Relacionadas

Destaque

Franquia de segurança eletrônica é a nona maior microfranquia do Brasil

A Emive Franchising, alicerçada na marca consolidada de uma empresa com mais de 30 anos de atuação no mercado, vem…

Destaque

Dahua investe em desenvolvimento de segurança cibernética de produtos

A Dahua Technology, como planejamento estratégico anual, tem o objetivo de investir 10% de sua receita no setor de Pesquisa…

Destaque

Prosegur Research analisa os cinco principais riscos para a segurança nos Jogos Olímpicos de Paris 2024

Os Jogos Olímpicos de Paris 2024 acontecem entre 26 de julho e 11 de agosto e serão o maior evento…