Yasushi Tanabe assume presidência da NEC no Brasil

A NEC, multinacional japonesa líder na América Latina no fornecimento de plataformas de segurança integrada, que incluem sistemas avançados de biometria digital, anunciou Yasushi Tanabe como o presidente da operação brasileira. O executivo de origem japonesa detém uma extensa carreira de 29 anos na NEC, que começou na sede da organização, no Japão, e tem agora o objetivo de liderar a empresa no Brasil.

Tanabe, de 52 anos, é formado em economia e já atuou em posições nas áreas de negócios da companhia, principalmente nos âmbitos comercial e da administração, no Japão, na Colômbia e na região da Europa, além de ter exercido por quase dois anos a função de CEO da NEC na Argentina. O novo presidente da empresa no Brasil assume as atribuições locais que estavam sob o comando de Masazumi Takata, presidente da NEC na América Latina.

“Sinto-me muito entusiasmado com a oportunidade de liderar a equipe da NEC no Brasil, um país que sempre está entre as prioridades nos planos da organização, tendo em vista o potencial de mercado que existe aqui. Este é, ao mesmo tempo, um grande desafio para minha carreira, pois terei a responsabilidade de comandar a companhia em um momento de plena expansão dos negócios voltados ao nosso portfólio de autenticação digital Bio-IDiom, assim como às soluções de inteligência artificial, Big Data, entre outras”, afirmou Tanabe.

50 anos de história

A NEC também comemorou 50 anos no Brasil e para comemorar abriu uma exposição na Japan House, em São Paulo. Chamada NEC Continuum, a mostra começa hoje (27/11) e termina no domingo (2/12), das 10h às 18h.

“Queremos mostrar que desenvolvemos tecnologia para ajudar a desenvolver a sociedade. A mostra atua como forma de apresentar essas tecnologias desenvolvidas pela NEC ao longo dos anos que contribuíram efetivamente para esse desenvolvimento da sociedade”, disse Masazumi.

A exposição foi organizada em cinco instalações, cada uma representando uma década de atuação da empresa no país. O espectador passa pelos conceitos de comunicação e computação, a implantação da ligação direta a distância (DDD), o conceito de comutação, a chegada do primeiro supercomputador à América Latina, a popularização das telecomunicações e no entretenimento e a integração de sistemas para a sociedade. No paralelo, uma linha do tempo passa pela evolução da tecnologia, a partir da invenção do telefone, em 1875.

Para tornar a mostra ainda mais interativa, o visitante que quiser pode registrar seu reconhecimento facial na entrada da exposição através da solução NeoFace, apontado pelo NIST (Instituto de Nacional de Padrões e Tecnologia dos Estados Unidos) como o sistema mais preciso do mercado global. Através do reconhecimento facial, a NEC terá acesso ao número e perfil dos visitantes.

Notícias Relacionadas

Artigos

Enchentes: tecnologia que usa IA é usada para prevenção de desastres naturais

Por Hilton Carvalho, gerente de pré-vendas da Hikvision As enchentes são o tipo mais frequente de desastre natural e ocorrem…

Destaque

Axis Communications nomeia Luis Ceciliato como novo Gerente Nacional de Vendas no Brasil

Com ampla experiência no setor, Luis Ceciliato ingressou na Axis Communications em 2011 A Axis Communications anunciou Luis Ceciliato como…

Cases

Aeroporto de Heathrow Londres transforma operações aeroportuárias com a Genetec

Plataforma unificada de segurança física dá suporte às ambições do aeroporto de inovação contínua A Genetec anunciou hoje que o…