Roubos de carga crescem no Brasil; região Sudeste representa 80% das ocorrências

Mais de 14 mil roubos foram registrados em 2021; especialista em segurança dá dicas de como combater o problema

Os roubos de carga aumentaram no Brasil. Segundo um levantamento realizado pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) o crescimento foi de 1,7%, passando de 14.150 ocorrências em 2020 para 14.400 em 2021. Essa é a primeira alta desde 2017.

O prejuízo para as empresas de transporte passa de R$ 1,27 bilhão, sendo que os produtos mais visados pelas quadrilhas são alimentos e combustíveis, além de produtos farmacêuticos, cigarros e eletrônicos. De acordo com a NTC&Logística, as principais causas desse aumento são a retomada das atividades econômicas, além da disparada dos preços no país.

80% dos roubos ocorrem em São Paulo e Rio de Janeiro

A região com o maior número de ocorrências foi a Sudeste, com 82% dos casos, seguida da região Sul com 6,82%, Nordeste 5,44%, Centro-Oeste 3,66% e Norte 1,42%.

“Esse problema impacta bastante os custos das transportadoras, afinal há milhares de ocorrências acontecendo. Por isso, trabalhamos em conjunto com as autoridades de segurança pública e o governo federal para diminuir ano a ano esses números”, disse Francisco Pelucio, presidente da NTC&Logística.

Tecnologia de rastreamento veicular

Uma das soluções encontradas pelas empresas para combater esse tipo de crime, é a implantação de soluções capazes de monitorar e rastrear os veículos. O especialista em segurança Thiago Compri, diretor da Égide Service, explica que a tecnologia identifica em tempo real quando o motorista sai da rota programada, acionando imediatamente uma pronta resposta.

“Através da nossa central de monitoramento, conseguimos saber onde está cada veículo da frota de uma empresa, e caso alguma movimentação suspeita ou não autorizada aconteça, conseguimos enviar comandos de bloqueio do caminhão. Além disso, temos acionamento de pânico caso o motorista precise avisar que está em uma situação de perigo, entre outros recursos. São diversas estratégias criadas para evitar a ação de criminosos e o roubo da carga”, explicou o especialista.

A Égide Service é uma das maiores empresas de terceirização de centrais de monitoramento do Brasil. Por meio dela, os profissionais de segurança podem ampliar o seu leque de serviços, oferecendo soluções como monitoramento de alarmes, portaria remota e rastreamento veicular.

Para saber mais como funcionam as soluções e como implementar os serviços, entre em contato com a Égide, acesse: www.egideservice.com.br.

Notícias Relacionadas

Destaque

Varejistas podem identificar tendências de roubo em poucos cliques com o Security Center Transaction Finder

Nova ferramenta de ponto de venda com análise baseada em exceção integrada à plataforma de segurança da Genetec ajuda varejistas…

Destaque

Grupo GR implanta deep learning e aponta cerca de 80% de redução em falsos alarmes

Tecnologia foi implantada nas câmeras da própria empresa e, após excelentes resultados, será disponibilizada aos clientes O Grupo GR tem…

Destaque

Alarmtek lança espuma neutralizadora para a segurança de áreas abertas

A espuma ATK NE 110 permite um jato direcionado que provoca ardência ocular e nas vias aéreas para frustrar a…