Monitoramento Inteligente com Resultado

O furto de fios de cobre em subestações de energia e redes elétricas instaladas em locais públicos são um problema antigo para empresas que fornecem o serviço a consumidores finais. Somente a CEMIG, uma das principais concessionárias de energia elétrica do país, registrou quase R$ 1 milhão em prejuízo com esse tipo de crime em 2016. E o número de ocorrências só aumentou desde então: quilômetros de fios podem ser furtados em um único dia.

As subestações de energia em particular são consideradas um ponto vulnerável do sistema de distribuição. O grande número de instalações, muitas vezes em locais de difícil acesso, torna o monitoramento de segurança um real desafio.

Além do material furtado, é somado ao montante do prejuízo o valor de reposição dos fios de cobre, as horas sem fornecimento de energia e reparos nas instalações, que muitas vezes são danificadas durante a ação criminosa. Outra preocupação é o alto risco de acidente que os infratores estão submetidos ao manejar de forma irregular a rede elétrica.

Por esse motivo, em meados de 2017, a CEMIG adotou o SmartVision – monitoramento inteligente com vídeo analítico da SVA Tech – para detectar intrusões em subestações estratégicas.

A solução incorpora tecnologia de vídeo analítico de alta precisão ao sistema de CFTV já instalados pelo cliente, o que minimiza os custos de implantação e infraestrutura. O sistema, que pode funcionar via hardware ou servidor, analisa as imagens registradas e identifica de forma autônoma pessoas e automóveis. Configurado de acordo com a necessidade do cliente, o SmartVision informa a toda a equipe cadastrada, através do aplicativo para smartphone ou da plataforma web, sempre que um desses eventos ocorre.

O cliente pode optar por integrar o sistema com dispositivos eletrônicos de segurança no local, como giroflex e sirenes, que são acionados automaticamente sempre que uma intrusão é detectada. Ou, ainda, ao receber o vídeo da detecção, optar por acionar esses dispositivos remotamente e/ou mobilizar a força tática.

O SmartVision acompanha hardware ou servidor, VMS para gerenciamento de câmeras e aplicativo para smartphone

Foi o que aconteceu na subestação da CEMIG de Barão de Cocais alguns meses após a instalação do SmartVision. Durante a noite, o sistema identificou a presença de três indivíduos dentro da unidade e enviou o vídeo da detecção em tempo real para os responsáveis pela segurança da empresa.

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu realizar a prisão em flagrante dos criminosos que integravam uma quadrilha de roubo de fios de cobre na região. Assista ao vídeo e veja como foi a ação:

De acordo com o Coronel Marco Antônio Bicalho, gerente de segurança da CEMIG, o SmartVision possui um “índice de assertividade alto na geração dos eventos, fácil operação, inclusive para a busca de imagens gravadas anteriormente”.

Outro diferencial apontado foi o custo da inovação, que comparada a seus concorrentes, é a solução de monitoramento inteligente com vídeo analítico mais acessível do mercado brasileiro. “A meu ver é uma solução bastante interessante no quesito preço e qualidade de entrega, quando comparado com os sistemas de vigilância eletrônica tradicionais, que demandam a existência de toda uma estrutura em cada localidade para dar suporte ao seu funcionamento”, acrescentou Coronel Bicalho.

Plataforma Web da SVA Tech

Notícias Relacionadas

Artigos

Bem-vindo à era da identidade centrada no indivíduo

Por Marcelo Annarumma A primeira metade do ano teve movimentação interessante no sentido de o Brasil dar seus primeiros passos…

Destaque

Metrô de São Paulo vai implementar câmeras com reconhecimento facial

As estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha do Metrô de São Paulo vão ganhar novas câmeras de monitoramento com…

Destaque

Axis melhora capacidade das câmeras com nova geração do chip ARTPEC

A 7ª geração do chip Artpec da fabricante sueca Axis Communications chega ao mercado com ajustes que agregam novos recursos…