Mil câmeras de monitoramento que permitem reconhecimento facial e rastreamento estão sendo implantadas em São José dos Campos (SP)

A Prefeitura de São José dos Campos realizou no último dia 23 a primeira reunião de trabalho de 2021 do programa São José Unida com a apresentação do CSI (Centro de Segurança Inteligente), que deve atuar com mil câmeras de monitoramento em toda cidade.

No encontro, lideranças da administração e das forças de segurança fizeram um balanço das atividades de 2020 e traçaram estratégias de atuação para 2021.

O sistema deve começar a operar de forma integral até junho e acompanhar novas ações prometidas pelo governo. O mesmo tem custo de R$ 39,3 milhões e deve contar com pontos de acesso remoto para as demais forças de segurança.

Segundo o secretário de Proteção ao Cidadão Bruno Santos, as câmeras previstas já foram instaladas e a expectativa é a de que o sistema inicie toda a operação antes do prazo previsto.

Dentre as ações listadas pelo município, é previsto tornar lei o ‘São José Unida’, por meio de projeto que será enviado à Câmara. As propostas incluem também retomada de convênio com a PM para fiscalização de trânsito, implantação de unidade integrada na zona norte para a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e 1º Batalhão da Polícia Militar, construção de alojamento para o BAEP (Batalhão de Ações Especiais da Polícia), além de ampliação da atividade delegada da PM e complementar da GCM (Guarda Civil Municipal).

“Não tenho dúvida que a gente vai conseguir ter indicadores ainda melhores do que nós já temos. É o que tem de mais moderno hoje para a gente poder monitorar a segurança da cidade, bem como a inteligência de trânsito”, concluiu o prefeito Felicio Ramuth (PSDB) que esteve presente na reunião.

Segurança

O programa São José Unida foi implantado pela Prefeitura em 2017 e reúne todas as forças de segurança que atuam no município com o objetivo de prevenir a violência e diminuir os índices de criminalidade.

Em 2019 e 2020, a cidade registrou os menores índices de criminalidade dos últimos 19 anos.

Participaram do programa Guarda Civil Municipal, DFPM (Departamento de Fiscalização de Posturas Municipais), agentes de Mobilidade Urbana, Defesa Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ambiental e Detran-SP.

Tecnologia

O CSI começará a funcionar no primeiro semestre deste ano. Já está na fase final o processo de implantação por toda a cidade das mil novas câmeras inteligentes, que possuem reconhecimento facial, rastreamento de pessoas, objetos e veículos e detecção de movimento, entre outras tecnologias modernas de videomonitoramento.

As novas câmeras estão sendo instaladas nos locais com maiores índices de violência, onde há maior fluxo de pessoas e veículos, nos principais corredores de ônibus e de comércio, e nas proximidades de escolas e unidades de saúde.

O Cidade Inteligente (SCaaS – Smart City as a Service) é um conjunto de ações inovadoras para otimizar a segurança pública por meio de recursos de inteligência e dados digitais.

Notícias Relacionadas

Artigos

Como proteger estádios e arenas esportivas com tecnologia de segurança

Por Leopoldo Ruíz, Diretor Regional para a América Latina da Axis Communications Este mês tem sido uma temporada esportiva bastante…

Controle de Acesso

ASSA ABLOY Controle de Acesso passa a comercializar produtos Mul-T-Lock no Brasil

Referência em segurança desde 1973, agora é a vez dos brasileiros aproveitarem a qualidade dos acessórios e produtos da marca…

Cibersegurança

Entenda que é um apagão cibernético e quais são os riscos

Uma falha de grande magnitude, que compromete o funcionamento de sistemas interconectados e, portanto, pode afetar uma porção significativa dos…