Integração de sistemas de segurança terá apoio do Detran

O Detran-Paraná recebeu os representantes da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) que estiveram em Curitiba, semana passada, para o projeto Senasp Itinerante, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

Na reunião no Detran, na quinta-feira (05/11), os representantes da Senasp apresentaram dois sistemas de segurança: o Córtex e o projeto Sinesp Agente de Campo, do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, uma ferramenta digital gratuita que deverá agilizar o trabalho dos profissionais que fazem parte do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP).

Estes sistemas, disponíveis apenas para forças policiais, coletam dados de câmeras de segurança e radares espalhados pelo país e ajudam as polícias militar, civil, federal e rodoviária federal a realizarem trabalhos ostensivos na localização de veículos roubados, furtados e na captura de suspeitos.

“Nós, da área de trânsito, temos muito a colaborar”, afirma o diretor-geral do Detran, Wagner Mesquita. Segundo ele, os municípios têm montado suas redes de câmeras, com reconhecimento facial e OCR (sigla em inglês para reconhecimento óptico de caracteres) para identificação automática de placas veiculares. “Mas de nada adianta ter esta tecnologia se não tiver um banco de dados para comparar. E isto o Detran tem, um bom banco de dados facial e de veículos”, enfatiza. “Estes bancos de dados estão à disposição do serviço público estadual e federal, para o bem da população.”

De acordo com o diretor da Tecnologia da Informação e Comunicações (DTIC) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Rodrigo Lange, o Detran funcionando como um hub com os municípios já permitiria o envio, recebimento e tratamento de informações. “Vamos fazer acordos com os Estados para conseguir estes dados, começando pelo Paraná. A ideia é que o Paraná seja o estado piloto desta integração”, disse ele.

Por meio desta integração, estes sistemas poderão acessar direto as bases do Detran e as consultas ao Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach). Além disso, a Senasp não tem como captar informações dos mais de 5 mil municípios brasileiros, por isso, segundo Coordenador-Geral de Gestão e Integração de Dados, Wanderley José Silva Júnior, o desenho ideal para que essa relação frutifique é que os municípios integrem com os estados e a Senasp integre com os estados.

MUNICÍPIOS – O secretário de Defesa Social e Trânsito de Curitiba, Guilherme Rangel, afirmou que a relação entre município e Estado é muito boa em termos de compartilhamento de dados. O projeto Muralha Digital, parceria da prefeitura de Curitiba com o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), e inspirado em grandes cidades que já têm esse método funcionando, como Jerusalém, Tel Aviv, Chicago e Barcelona, conta com 1.200 câmeras de videomonitoramento instaladas em pontos estratégicos da cidade.

 “Todo esse sistema de videomonitoramento estará integrado com os radares de trânsito e com as câmeras de alta qualidade da iniciativa privada”, afirma Rangel.

“O ambiente do Paraná é muito favorável para esta parceria pois temos esta integração com o município e temos a Celepar que desempenha esforços e realiza a parte tecnológica. Além disso, o Detran Paraná também amplia sua atuação como ente potencializador da mobilidade urbana no Estado, principalmente no conceito de cidades inteligentes”, disse Wagner Mesquita.

ENCONTRO – o Senasp Itinerante aconteceu de quarta a sexta-feira da semana passada, em Curitiba, e reuniu secretários estaduais e representantes de órgãos da segurança pública dos três estados da região Sul. O evento debateu ações e boas práticas futuras para a área. A iniciativa também permitiu a troca de informações entre os órgãos da segurança no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

PRESENÇAS – Estavam presentes também na apresentação, o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ismael de Oliveira; o diretor da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki; o delegado-regional de combate ao crime organizado da PF/PR, delegado Mozart Person Fuchs; o chefe do Núcleo de Inteligência da PF/PR (NIP), Maurício Moscardi Grillo; o chefe da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas (Delepat), delegado Rodrigo Morais da Silva; o chefe do Tático Integrado de Grupo de Repressão (Tigre)Cristiano Augusto Quintas dos Santos, além dos diretores do Detran-PR e o assessor militar do Detran-PR, tenente-coronel Fernando Klemps e representantes do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), área de Tecnologia da Informação da PM e do 1º Comando Regional da PM (CRPM).

Notícias Relacionadas

Destaque

Grupo Prosegur lança solução de custódia de ativos digitais para mercado corporativo

O Grupo Prosegur lançou uma solução abrangente de gestão e custódia de ativos digitais chamada Prosegur Crypto. O serviço é…

Destaque

Intelbras realiza live para profissionais de segurança eletrônica

A Intelbras realiza no dia 24/11 um evento on-line exclusivo para profissionais de segurança eletrônica. Essa edição do future.now on-line terá…

Artigos

Dados são o novo petróleo! O que você tem feito com os seus dados?

Por Christian Visval e Fernando Só e Silva Estamos todos inseridos na denominada “revolução industrial 4.0” ou até melhor, na…