GRUPO GR investe em treinamento a distância para vigilantes

Setores que sentiram o impacto da pandemia de coronavírus no Brasil, como o de serviços, começaram a dar sinais de retomada de seus negócios no fim do primeiro semestre. Em julho, houve registro de crescimento de 0,8% em relação a junho e os meses seguintes vêm apontando este movimento crescente.

Foi justamente em agosto que a companhia, uma das maiores do segmento em todo o país, iniciou os treinamentos virtuais, realizados em ferramentas de videoconferência, em que pequenas equipes se reúnem com instrutor ao vivo durante uma semana.

Por meio dos treinamentos virtuais já foram capacitados cerca de 500 vigilantes. “Nesta primeira fase a qual chamamos de onboard, os mesmos têm acesso a conhecimentos que aprimoram suas competências organizacionais, comportamentais e operacionais e sobre novas soluções tecnológicas disponíveis na companhia”, explica Renato Casella, gerente de treinamento do GRUPO GR.

Um dos diferenciais do GRUPO GR é o investimento na reciclagem de todos os vigilantes de seu quadro. “Quando expira a licença de dois anos, um dos pré-requisitos para a contratação, a empresa paga pelo curso para todos seus funcionários, sem exceção, e ainda garante uma extensão, como VSPP (Vigilante de Segurança Pessoal e Privada) de acordo com critérios de avaliação da Companhia, que o qualifica ainda mais para o mercado”, destaca Casella.

Plataforma AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem)

Outra forma de ensino em que o GRUPO GR vem investindo e que pode ser acessada por colaboradores ativos na companhia, de forma gratuita, por celular ou computador.

Segundo Casella a ideia é tornar a empresa cada vez mais digital e colaborativa e disponibilizar diferentes tipos de treinamento a todos os interessados. Já são cerca de mil colaboradores cadastrados com acesso a 15 cursos, como atendimento ao cliente, segurança do trabalho, integração operacional, administração de conflitos, comunicação, marketing pessoal, atendimento ao público. O plano é abrir a plataforma para o grupo todo, cerca de 12.000 colaboradores, no início de 2021.

“Estrategicamente estamos liberando o acesso gradativo para gerar engajamento, corrigir eventuais falhas no processo, alinhar o time que vai administrá-lo, além de gerar novos conteúdos. Nossa previsão é que o GRUPO GR invista cerca de R$300.000 com a administração da plataforma, geração de conteúdos e vídeos de treinamento”, finaliza.

Notícias Relacionadas

Destaque

5 produtos para transformar uma casa em smart

Pode parecer filme de ficção científica, mas a realidade é que cada vez mais brasileiros têm se interessado por produtos…

Destaque

Adistec anuncia a contratação de Karina Marques como a nova Product Sales Manager

A Adistec, distribuidora de valor agregado com foco em infraestrutura para Data Centers e Segurança da Informação, anuncia a contratação da executiva…

Cibersegurança

Thales apresenta nova edição do “Manual de Ciberameaças: o cibercrime organizado”

Na nova edição do Manual de Ciberameaças, os especialistas da Thales, líder global em tecnologia, revelam suas análises e conclusões…