Biometria por voz evita prejuízo com fraudes em mais de R$ 2,5 milhões ao Bmg

Com mais de 90 anos de tradição, o Banco Bmg está em constante transformação para unir o melhor dos mundos físico e digital, em sua estratégia digital de negócios. Uma das frentes de investimento tem sido em tecnologias de ponta para conferir mais segurança e facilidade para os clientes que realizam suas transações financeiras remotamente, seja por telefone, whatsapp, aplicativos ou atendimentos online. Um bom exemplo disso, foi a implantação do reconhecimento por biometria de voz do cliente nos atendimentos telefônicos que reduziu consideravelmente o número de fraudes e prejuízos.

De janeiro de 2020 até hoje, já foram cadastradas as vozes de 460 mil clientes e, nos últimos seis meses, foram impedidas cerca de 2.000 fraudes via atendimento telefônico por conta da biometria de voz.

“Além dos danos aos clientes, o nosso sistema conseguiu evitar um prejuízo de entorno de R$ 2,5 milhões para o Bmg com fraudes de cartão, nos últimos seis meses. Isso é muito positivo para nós e para os nossos clientes que, mesmo antes do início da pandemia, já buscavam mais os atendimentos não presenciais para agilizar e facilitar o seu dia a dia, mas não abriam mão da segurança que o atendimento físico proporciona”, explica Eduardo Mazon, diretor de Operações do Bmg.

O processo de cadastro é simples e realizado pelo canal de atendimento telefônico do Bmg que, após registrar a voz do cliente, passa a conferi-la em todas as ligações futuras. As chamadas são processadas na rede neural para localização de similaridades e identificação de comportamento de fraude nas ligações, assim como conferência de CPF e registros realizados. Dessa maneira, se alguma anormalidade for notada, o próprio sistema emite um alerta para o atendente, que bloqueia qualquer possibilidade de fraude.

“Iniciamos o processo de alerta de comportamento de fraude por biometria de voz em agosto passado e hoje já são cerca de 85 mil atendimentos mensais, aproximadamente um sexto do total, validados pelo sistema. Se identificado alto risco de fraude, um alerta é emitido bloqueando as funções transacionais na tela do atendente, assim como é aberta uma ocorrência para a equipe de prevenção do Bmg analisar o caso e identificar os possíveis infratores”, explica Mazon.

O Bmg está empenhado na digitalização dos negócios e na inclusão digital de seus novos e antigos clientes e realiza por mês, em média, mais de 2,4 milhões de atendimentos por aplicativo, WhatsApp, site e canais telefônicos.

Notícias Relacionadas

Revista

Nova edição da Revista Segurança Eletrônica está disponível

A nova edição da Revista Segurança Eletrônica (abril/2021) está no ar! Nela trouxemos o case do banco Santander, que reformulou…

Destaque

23ª edição da EXPOSEC é adiada para 2022

Maior feira de segurança na América Latina, antes programada para junho deste ano, foi transferida para o período de 7…

Destaque

Homem processa polícia após ser preso por engano por falha em reconhecimento facial

Um homem entrou com um processo contra a polícia de Detroit, nos Estados Unidos, após ser preso por engano por…