WhatsApp x Aplicativo Dedicado: entenda qual a melhor solução para acelerar o controle de acesso de um prédio corporativo ou empresa

Você certamente já passou por essa situação: chegar em um edifício ou empresa e se deparar com uma fila enorme na recepção, que muitas vezes resulta em um tempo de espera superior a 15 minutos.

Esse inconveniente tem o poder de arruinar a experiência do visitante, que se frustra logo ao chegar para um compromisso com hora marcada e perceber que esse tempo de espera na recepção causará atrasos.

Em um cenário de pandemia em que o distanciamento social é altamente recomendável, a proximidade com desconhecidos na fila e o manuseio de documentos para cadastro tornam o processo ainda mais incômodo

Se a “dor” é conhecida e hoje temos tanta tecnologia disponível, como então resolver essas questões?

As primeiras soluções de controle de acesso apresentadas ao mercado se baseavam em aplicativos dedicados (plataforma criada exclusivamente para aquela função e projeto); entretanto, a C4i, empresa que realiza segurança inteligente, decidiu inovar e apresentou um novo formato ao setor, que oferece um assistente virtual automatizado via WhatsApp.

A solução C4i Pass faz com que o WhatsApp seja utilizado para acelerar os processos de credenciamento e liberação, integrando-se aos sistemas de controle de acesso já existentes no local. (Para saber em detalhes sobre a solução, acesse a página www.c4i.com.br/pass).

Mas será que utilizar o WhatsApp ao invés de um aplicativo dedicado é a melhor opção? Para sanar essas dúvidas, apresentamos abaixo 7 vantagens do WhatsApp em relação a qualquer outro app dedicado:

1- O WhatsApp tem 120 milhões de usuários no Brasil, o que significa que você definitivamente não precisará convencer ninguém a instalá-lo;

2- Quando você diz para alguém instalar um App, a primeira preocupação é que isso consumirá recursos do aparelho. O WhatsApp já está lá, prontinho para o uso;

3- Um App pouco utilizado é o primeiro a ser removido em um processo de “limpeza” do aparelho. Você conhece alguém que tenha desinstalado o WhatsApp?

4- O próprio sistema operacional do aparelho desativa automaticamente os aplicativos que são pouco utilizados, fazendo com que as notificações deixem de aparecer. Ninguém fica sem ler uma mensagem no WhatsApp, pois ele é acessado diversas vezes por dia para a comunicação em geral;

5- Para que o App funcione, ele dependerá de uma conexão à internet, que por sua vez depende do pacote de dados do usuário. O WhatsApp também depende da conexão à internet, porém ele está incluído de forma ilimitada nos pacotes de todas as operadoras, não deixando de ser acessado porque o pacote de dados foi excedido;

6- A comunicação via WhatsApp é extremamente segura, protegida por criptografia de ponta a ponta. As mensagens não podem ser interceptadas, tanto que mesmo em investigações é necessário acessar o aparelho para revelar o conteúdo das conversas.

7- A forma de conversação do WhatsApp, baseado em perguntas e respostas e realizada sequencialmente, reduz erros operacionais e facilita o entendimento e preenchimento das informações.

Além das 7 vantagens apresentadas acima, existe um outro ponto importante que não está diretamente ligado ao WhatsApp, mas foi previsto pela solução C4i Pass: garantir a total conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que a partir de agosto de 2021 poderá render multas a quem não estiver adequado. Com a mesma facilidade proporcionada pelo WhatsApp para o cadastramento de seus dados, o visitante pode revogá-los caso entenda não fazer sentido mantê-los na plataforma.

Agora que você já sabe as vantagens de utilizar um assistente virtual via WhatsApp ao invés de um aplicativo dedicado, conheça as funcionalidades do C4i Pass visitando www.c4i.com.br/pass.

Notícias Relacionadas

Destaque

Franquia de segurança eletrônica é a nona maior microfranquia do Brasil

A Emive Franchising, alicerçada na marca consolidada de uma empresa com mais de 30 anos de atuação no mercado, vem…

Destaque

Dahua investe em desenvolvimento de segurança cibernética de produtos

A Dahua Technology, como planejamento estratégico anual, tem o objetivo de investir 10% de sua receita no setor de Pesquisa…

Destaque

Prosegur Research analisa os cinco principais riscos para a segurança nos Jogos Olímpicos de Paris 2024

Os Jogos Olímpicos de Paris 2024 acontecem entre 26 de julho e 11 de agosto e serão o maior evento…