WDC Networks investe R$ 1 milhão em showroom de soluções de Internet das Coisas para casas e empresas

Em sinergia com as necessidades operacionais do mercado de internet e segurança eletrônica, a WDC Networks inaugurou no dia 28 de março um showroom de soluções para a automatização de residências e espaços comerciais com foco em IoT (Internet das Coisas).

Com investimento de R$ 1 milhão, o Smart WDC é fruto de um projeto desenvolvido por Vanderlei Rigatieri, presidente da empresa, que percebeu uma oportunidade de negócios ao acompanhar o caso de um brasileiro que, ao regressar dos Estados Unidos, tentou adquirir produtos para sua casa no Brasil e não conseguiu. “O brasileiro ainda desconhece como é fácil e barato usar soluções de IoT. Para se ter uma ideia, com menos de R$ 1 mil é possível instalar um sistema de câmeras que permite monitorar a casa pela internet. Ao mesmo tempo, nossa iniciativa de criar um ambiente de experimentação da tecnologia, mostra que estamos totalmente alinhados às necessidades do mercado nacional, que ainda não possuía um ponto de referência para esse tipo de tecnologia, e que estamos atentos a uma tendência de comércio que cada vez mais combina lojas físicas e virtuais”, explicou.

A escolha do local não foi por acaso. A Rua Santa Ifigênia, no Centro de São Paulo, recebe todos os dias em média 40 mil pessoas em busca de novidades tecnológicas – e foi neste local que o Smart WDC abriu suas portas para o público. “Planejamos receber pessoas de todo o Brasil interessadas em conhecer e adotar novas tecnologias por um preço acessível. Vamos mostrar tudo o que pode ser feito em automação, em ultra banda-larga, sonorização, alarmes, etc., seguindo os princípios da Internet das Coisas (IoT), tanto para o usuário residencial quanto para o corporativo, fazendo com que o consumidor tenha uma experiência real com IoT e se entusiasme em usar esta tecnologia”, contou Vanderlei.

Meta é consolidar o conceito de “IoT experience”
Após um ano positivo, no qual registrou R$ 250 milhões em vendas, a WDC Networks projeta um crescimento de 70% para 2018 (nessa conta, 20% serão por conta do Smart WDC). A empresa também vislumbra a perspectiva de abertura de canais com o lançamento do showroom. “Quem ainda não vende equipamentos desse tipo vai querer vender. E nós vamos distribuir”, afirmou.

Desde a concepção à inauguração do espaço foram, ao todo, três meses de intenso trabalho. E, também, da confirmação das parcerias que solidificam a reputação da WDC Networks como líder de mercado no segmento. “Temos uma rede muito forte. Para tirar a ideia do papel, oferecemos parceria a dez das marcas que distribuímos. E todas toparam imediatamente. Sem contar os fabricantes que ainda não são nossos parceiros e que estão interessados em participar dessa iniciativa. Isso só mostra que a nossa ideia terá grande aceitação por parte dos consumidores”, reforçou.

Segundo o empresário, todos os fabricantes contatados perceberam que existe uma falta de divulgação e de conhecimento dos usuários, e que isso limitava a venda de seus produtos – apesar de terem soluções bem interessantes. “A verdade é que todos adoraram a ideia de estarem em um ambiente bem localizado, que recebe gente do país inteiro, para divulgar suas tecnologias”, afirmou.

Ao contrário da maioria dos showrooms existentes no mercado, o consumidor não comprará produtos no Smart WDC. A ideia, segundo Vanderlei Rigatieri, é orientar o consumidor de forma ampla, não só quanto aos produtos, mas também oferecendo acesso livre à informação. “Vamos ajudar e definir os projetos e depois indicar os locais onde a pessoa pode adquirir as soluções projetadas. Será realmente uma consultoria nos projetos. Para tanto, teremos projetistas à disposição. Além disso, qualquer pessoa interessada poderá participar, de forma gratuita dos cursos rápidos que iremos oferecer em nosso auditório”, detalhou.

A programação das aulas, que terão 45 minutos de duração, será disponibilizada no site www.smartwdc.com.br. Os cursos serão ministrados pelos fabricantes parceiros do projeto e, também, por instrutores da WDC, que darão treinamentos sobre o conceito de IoT. “Nossa maior meta é consolidar as tecnologias novas e proporcionar o “IoT experience”, declarou.

Notícias Relacionadas

Destaque

Intelbras lança central de alarme de incêndio endereçável com possibilidade de configuração via Wi-Fi

O produto produzido no Brasil oferece maior facilidade de uso, custo-benefício e segurança A Intelbras, empresa brasileira desenvolvedora de tecnologias…

Cases

Avantia, WeSafer e Farah Service entregam modelo de videomonitoramento inteligente para a Ciclovia Franco Montoro, na capital paulista

A Avantia e a WeSafer, unidade digital independente especializada em inteligência artificial, fecham parceria com a Farah Service – concessionária…

Destaque

Após um ano de uso de câmeras em uniformes, mortes por policiais caem 80%

As mortes cometidas por policiais militares despencaram em 19 dos 131 batalhões do estado de São Paulo um ano depois…