Violência nos estádios: como a análise de vídeo pode ajudar no seu controle?

Por Andrei Junqueira, Channel Business Manager da Milestone Systems para o Brasil

A violência do espectador durante um jogo de futebol é uma ocorrência frequente. Infelizmente, muitas vezes causa lesões que resultam em idas ao hospital e, em alguns casos, pode até levar à morte. Enquanto os espectadores lotam as partidas, na realidade muitos deles sentem medo dentro e ao redor dos estádios. Este é um problema muito real tanto no Brasil quanto no resto do mundo.

No Brasil o problema é tão grave que em São Paulo a Secretaria de Segurança Pública desde 2016 proíbe duas torcidas nos estádios em dias de grandes clássicos. Porém, além de não ter resolvido o problema, tal medida pune todos os torcedores que ficam proibidos de assistir aos jogos, sendo que apenas uma minoria é violenta.

As torcidas organizadas são fervorosas e muitas vezes acabam se confrontando com as torcidas adversárias ou atacam o próprio time quando este perde ou joga mal. Com os ânimos exaltados, as agressões entram em campo.

Porém, a tecnologia pode ser uma excelente aliada para combater a crescente violência nos estádios. A tecnologia de vídeo é uma das ferramentas que podem ser utilizadas, e o melhor é que a maioria dos estádios já possui sistema de vigilância ou câmeras instaladas.

Um software de gerenciamento de vídeo – ou Video Management System (VMS), na sigla em inglês – gerencia as imagens registradas pelas câmeras de vídeo instaladas e permite que elas sejam visualizadas, tanto em tempo real ou acessando as imagens armazenadas nos servidores locais ou na nuvem. Uma série de parâmetros configurados podem disparar alarmes e avisos que alertam a equipe responsável.

Por meio desses sistemas os responsáveis pela segurança nos estádios podem desenvolver estratégias inteligentes para evitar situações de risco e agir rápido caso um incidente ocorra. Infelizmente, em muitos casos, os responsáveis pela segurança não utilizam todas as funcionalidades oferecidas pelos sistemas de segurança com eficiência ou contam com sistemas ultrapassados que não ofertam tantas ferramentas como os sistemas mais modernos, que são mais ágeis e eficientes.

Análise rápida e eficiente de uma quantidade ampla de dados

Um VMS moderno, hoje em dia, integra cada vez mais e melhores serviços de análise inteligente e alertas e notificações, graças à incursão da inteligência artificial (IA), sendo capaz de analisar uma quantidade enorme de dados de maneira inteligente.

Ele trabalha muito mais rápido e de maneira mais eficaz que uma equipe humana, que enfrentaria dificuldades em monitorar um grande número de câmeras simultaneamente – em tempo real ou a partir de material gravado.

Além disso, um VMS de plataforma aberta permite a integração com outros dispositivos de diferentes marcas e fabricantes, sejam câmeras, sensores, alarmes, botões de pânico, controles de acesso, biometria, o que representa muitas possibilidades de monitoramento e controle dentro do sistema, além de possibilitar a utilização das mais recentes tecnologias e impulsionar uma constante inovação.

Com tantas ferramentas disponíveis e um poderoso software gerenciando todas elas, é possível estabelecer parâmetros para controlar objetos abandonados ou suspeitos, detectar placas de automóveis e inclusive acompanhar o tempo que um veículo fica parado num mesmo local ou se ele realiza uma movimentação fora do comum. O sistema permite averiguar o número de pessoas que passam ou se aglomeram em determinado ponto, além de propiciar seguir o trajeto de indivíduos ou automóveis, verificar variações de temperatura, avaliar níveis de ruído ou sons disruptivos, entre outras possibilidades.

Tudo isso pode ser utilizado de forma efetiva para controlar situações de risco dentro de um estádio, local que aglutina um número alto de pessoas, torcedores fanáticos, que muitas vezes se exaltam em demasia. Nesses casos, é muito importante se antecipar às situações perigosas e aos incidentes para que eles não tomem grandes proporções.

Por meio da análise de vídeo inteligente, o VMS pode disparar alarmes e avisos automáticos para alertar a segurança em casos de ocorrências fora dos parâmetros da normalidade, como por exemplo, a aglomeração de pessoas acima de um número estabelecido em determinado local, ou fazer a contagem de pessoas que passaram por um ponto específico. Também pode alertar a invasão do campo ou outras áreas, ou o acesso não autorizado a zonas restritas do estádio.

Sensores de ruídos são capazes de identificar gritos ou xingamentos, o que poderia indicar o início de uma briga ou agressão. O sistema também detecta drones não permitidos de sobrevoar no local.
É possível detectar veículos não autorizados, assinalar sua localização e se o reconhecimento de placas (LPR) estiver habilitado, registrar o número da placa de carros envolvidos em algum incidente para que as autoridades encaminhem investigações posteriores.

Bolsas, sacolas ou outros objetos desatendidos e potencialmente perigosos podem ser detectados e analisados, evitando ocorrências.

E, de maneira mais direta, as câmeras de segurança registram os atos violentos e permitem identificar os agressores, para que eles possam ser encaminhados às autoridades e banidos dos jogos para que não voltem a causar mais problemas.

Em muitos casos a violência acontece no acesso e no entorno dos estádios, como ocorreu recentemente na saída do clássico Flamengo x Fluminense no Maracanã, quando as duas torcidas se enfrentaram na passarela que liga o estádio à estação de trem e metrô de São Cristóvão. Ter câmeras de segurança nas áreas de acesso e estacionamento e conectadas a um bom VMS favorece a detecção imediata de confrontos logo no seu início, disparando um alarme para alertar a equipe de segurança ou mesma a polícia segurança para intervir rapidamente e evitar que o confronte escale.

Desde 2022, alguns estádios no Brasil passaram a adotar a biometria para oferecer acesso às suas dependências, como o Allianz Parque, o Mineirão e o Estádio Hailé Pinheiro, do Goiás Esporte Clube. Esse controle de acesso pode estar conectado ao software de análise de vídeo e garantir ainda mais segurança.

Mais vantagens do sistema de plataforma aberta

Outros pontos importantes na hora de escolher um sistema de gerenciamento de vídeo eficiente é que ele seja escalável e possa acompanhar as novas demandas que possam surgir no futuro, podendo receber mais câmeras e outros dispositivos, assim, mesmo que o estádio seja ampliado ou sua segurança seja reforçada com câmeras e equipamentos adicionais , o sistema poderá atender a todas as necessidades.

Ele também deve oferecer uma interface integrada, amigável e fácil de ser utilizada pelos usuários, para que os novos dispositivos possam ser incorporados e configurados sem dificuldade, além de ofertar permissões diferenciadas para cada operador.

Nas últimas décadas uma série de medidas foram tomadas no Brasil tentando resolver o problema da violência no futebol, como a criação da lei 10.671, conhecida como Estatuto do Torcedor, de 2003, a proibição das bandeiras de mastro nos estádios, a torcida única em clássicos, porém os números de agressões não baixaram. Entre 2009 e 2019 ocorreram 157 mortes de torcedores em jogos do Campeonato Brasileiro. Apenas em 2019 foram registrados 160 eventos violentos no torneio. Esses números alarmantes não podem continuar. O uso da tecnologia de vídeo junto com a análise de vídeo pode ajudar muito na proteção dos espectadores deste jogo e deve ser instalado em todas as partidas de futebol para prevenir e impedir que atos violentos ocorram.

Notícias Relacionadas

Destaque

Monitoramento veicular alerta para fadiga e uso de celular 

Sistema analisa imagens no interior da cabine e emite alertas para motorista e gestor de frotas Imagine um sistema de…

Destaque

Como a segurança é garantida em eventos que lidam com grandes públicos?

O Brasil tem se destacado no cenário internacional como um dos principais destinos para grandes eventos, atraindo multidões de fãs…

Destaque

Axis Communications Brasil recebe certificação Great Place To Work

Para 95% dos colaboradores, a empresa, que já conta com a certificação na Europa, Oriente Médio e África, é um…