Vila Madalena recebe câmeras de alta tecnologia para monitorar carnaval de rua

Com mais de 80 blocos esperados, os moradores da Vila Madalena reforçaram a operação de segurança do bairro durante os dias de folia com o projeto SEGD’BOA, iniciativa da sociedade civil organizada em parceria direta com a Segurança Pública. Juntos, a operação conseguiu a doação de 12 câmeras IP (sendo 6 modelo Speed Dome e 6 modelo Bullet) da Dahua Technology, principal fabricante chinesa de soluções de segurança, que irá colaborar com a operação na festa.

Entre os destaques das câmeras um poderoso zoom óptico de 30x permite ver com nitidez detalhes dos rostos das pessoas e possíveis tumultos, durante o dia e na escuridão. “As Speed Domes ajudam muito na identificação das pessoas, e na operação de dispersão das pessoas, a Polícia Militar pode tomar ações precisas baseadas nas informações ao vivo de cada local monitorado”, explica o consultor de T.I do projeto SEGD’BOA, Roberto Rocha.

As imagens das câmeras recebidas e também de outras câmeras de propriedade de moradores e comerciantes serão monitoradas através de um container posicionado entre as ruas Mourato Coelho e Inácio Pereira, que servirá como central. As imagens serão assistidas em tempo real pela Polícia Militar, que também ajudou a escolher os pontos que receberam os equipamentos, junto com a Prefeitura Regional de Pinheiros.

Os pontos de concentração de câmeras são nas ruas onde a população se concentra nos bares tradicionais do bairro Vila Madalena: Rua Morato Coelho, Rua Aspicuelta, Rua Fradique Coutinho, Rua Belmiro Braga, Rua Wisard e Rua Inácio Pereira.

“Estes locais foram escolhidos levando em consideração a quantidade de pessoas em horário de pico e, principalmente, no momento de orientação deste público ao melhor deslocamento para alcançarem a Estação do Metrô mais próxima”, diz Rocha. Estima-se que, aproximadamente, 50 mil pessoas são esperadas na região que concentra a Operação Carnaval.

“Com a tecnologia adotada este ano, será possível não apenas acompanhar a multidão em tempo real, mas também aproximar as imagens e seguir suspeitos – as câmeras da Dahua contam com recurso de auto-tracking”, diz Bruce Wu, diretor geral da Dahua Technology Brasil.

Os moradores são parceiros e apoiam toda a operação, conta Roberto Rocha. “Com o trabalho conjunto entre a sociedade organizada, poder público e iniciativa privada, fica melhor e mais fácil atingir os objetivos comuns. A zeladoria e a segurança são desejadas por todos”, finaliza.

Notícias Relacionadas

Destaque

Intelbras e Genetec decidem não renovar contrato comercial

Após 5 anos de parceria, as empresas de tecnologia Intelbras e Genetec definiram, por questões estratégicas, não renovar seu contrato…

Artigos

Máscaras faciais mantém os benefícios do reconhecimento facial

Por Eric Ress À medida que continuamos a nos ajustar aos mandatos de distanciamento social, mais especialistas recomendam o uso…

Destaque

Avantia lança Security Talks Online com série “Quarentena em Segurança” em quatro episódios

A Avantia está promovendo o Security Talks Online, a série “Quarentena em Segurança”, dividida em quatro episódios. O primeiro episódio…