Veolink desenvolve solução para gestão de serviços de segurança

Sistema Argos permite a programação de rotas aleatórias e registro de ocorrências

A Veolink apresenta ao mercado o Sistema Argos de acompanhamento de procedimentos de segurança, que contempla rondas de vigilância; cadastro de ocorrências e checklist de validação de veículos de frota da equipe de segurança. Argos é uma solução de segurança como serviço (SaaS), incluindo ambiente web e aplicação Android.

O Argos é uma solução genuinamente desenvolvida com a chancela da Veolink pela equipe de Pesquisa e Desenvolvimento (P & D). Uma das vantagens dessa solução é o baixo investimento mensal. O Argos dá visibilidade aos processos de vigilância, além de permitir a extração de relatórios de ocorrências registradas.

“Assim, o cliente consegue manter um controle de suas operações sem precisar instalar um sistema dedicado em sua infraestrutura de TI”, ressalta Renato da Silva Pereira, Diretor de Inovação e responsável pela área de pesquisa e desenvolvimento da Veolink.

Como funciona

O Argos permite a programação de rotas aleatórias, variando assim o trajeto, horário e frequência da execução da rota. Dessa forma, impede que um observador possa obter informações antecipadas do percurso a ser executado. O sistema envia a posição da ronda em tempo real possibilitando a pronta resposta do operador.

Também permite registrar ocorrências por meio de fotos e textos, e enviá-los em tempo real para o servidor clouding, permitindo análises posteriores. Toda a manutenção do sistema é feita pela Veolink. Atualmente, empresas das indústrias alimentícia e siderúrgica já estão utilizando o Argos.

Servidor SSRonda

Essa solução para controle e gestão de rondas de vigilância é hospedada em servidores na nuvem (cloud computing). Assim, não é necessário acesso à Internet para utilizar esse serviço; isso se traduz em redução de custo de infraestrutura e de manutenção.

O Argos permite o cadastramento de operadores, vigilantes, pontos de ronda, rotas (caminhos entre os pontos) e agenda das rotas. Além disso, é possível fazer o acompanhamento ao vivo do trabalho dos vigilantes, e de ocorrências por eles registradas.

Para mais segurança, o sistema inclui a opção de dupla autenticação: além de uma senha pessoal, o operador tem que fornecer um código de uso único para cada logon — como um token 2FA (autenticação de dois fatores) de home banking (sites dos bancos).

Aplicativo para smartphone Android

Após a configuração das rotas e vigilantes na interface web do SSRonda, o vigilante pode iniciar seu trabalho utilizando um smartphone Android como ferramenta. O aplicativo SSRonda, disponível no Google Play Store, conecta-se à nuvem SSRonda e obtém as configurações previamente realizadas.

Por meio de leitura de etiquetas NFC ou QRCODE, o vigilante registra o início de atividade, e a passagem por cada ponto da rota prevista; as coordenadas GPS de cada ponto são validadas, evitando enganos ou burlas.

Em cada ponto de ronda, um checklist (lista de verificação) de segurança deve ser seguido — o supervisor da rota pode especificar quais procedimentos operacionais devem ser observados pelo vigilante.

Um recurso fundamental do sistema é a geração de relatórios de acompanhamento. São disponibilizados relatórios que permitem verificar a realização das rondas, com seus respectivos checklists de segurança e as ocorrências cadastradas pelos vigilantes. Assim, o gestor de segurança patrimonial possui, a qualquer momento, um retrato fiel do serviço desempenhado pelos vigilantes, sem risco de fraudes.

Notícias Relacionadas

Destaque

Pumatronix lança ITSCAM 450+ com foco em estacionamentos e pedágios

A Pumatronix, uma das principais fabricantes nacionais de equipamentos para monitoramento de trânsito e sistemas de transporte inteligente (ITS), anuncia…

Destaque

Nova câmera de sensor duplo oferece 4K a 30 fps e suporte para analíticos de IA

A Axis Communications anuncia uma câmera multidirecional de sensor duplo projetada para excelentes panorâmicas de ângulo amplo e cobertura detalhada…

Destaque

Menino autista de 8 anos realiza sonho de conhecer câmeras de monitoramento do DF

Diagnosticado com transtorno do espectro autista aos 6 anos, Isaque tem hiperfoco em câmeras. Após postar vídeo na internet, ele…