Transformar fibras ótica em sistemas de segurança de perímetro inteligentes

As violações de segurança de fronteiras, instalações de serviços públicos e aeroportos podem ter consequências catastróficas e devastadoras, portanto, é fundamental proteger os ativos. É esperado que o mercado mundial de segurança de perímetro atinja 29,6 bilhões de dólares americanos em 2025, impulsionado pelas crescentes ameaças terroristas, aumento da imigração ilegal, crimes planejados, furtos e contrabando.

Sistema de monitorização contínua

As tecnologias de detecção de intrusão de perímetro existentes baseiam-se normalmente em sensores de pontos como câmeras que são posicionadas ao longo de um perímetro ou fronteira em intervalos regulares. No entanto, as câmeras têm os seus limites, uma vez que oferecem apenas cobertura de ângulo de visão em pontos específicos e não proporcionam uma monitorização contínua ou fornecem visibilidade total de todo o perímetro.

É aqui que o sistema LiveDETECT é útil. Esta tecnologia de monitorização de ativos linear em tempo real da Fotech, uma empresa Launchpad da bp, transforma cabos de fibra ótica ao longo de uma fronteira ou perímetro numa extensão total e contínua de sensores, que monitoram permanentemente os ativos.

“A enorme distância de algumas fronteiras e perímetros não permite realizar uma verdadeira monitorização constante da extensão do perímetro com patrulhas físicas ou CFTV. A solução de colocação de câmeras a cada poucos metros não é viável do ponto de vista econômico, mas deixar lacunas na cobertura é um convite aberto a ameaças e intrusões,” afirmou Ken Crowe, Security Industry Sector Manager na Fotech.

Detectar o que aconteceu, onde e quando

O LiveDETECT utiliza a tecnologia de Sensor Acústico Distribuído (DAS), que envia milhares de impulsos de luz ao longo dos cabos de fibra ótica a cada segundo e monitora o padrão de luz refletido de volta. Os cabos de fibra ótica captam a energia acústica ou vibracional, que altera o padrão de luz que é refletido de volta no hardware, Helios DAS, indicando uma perturbação de algum tipo.

Graças aos algoritmos avançados e técnicas de processamento, o Helios DAS analisa essas alterações para identificar e classificar o evento de perturbação, tais como caminhar próximo ou ultrapassar uma fronteira, colocar uma escada em uma cerca ou escavar perto de um perímetro.

As perturbações têm as suas próprias características e a tecnologia pode informar o operador em tempo real sobre o que aconteceu, exatamente onde aconteceu e quando aconteceu. Mas acima de tudo, pode também filtrar o ruído de fundo e adaptar a respectiva resposta a zonas de alto risco ou baixo risco ao longo do perímetro.

“Se um perímetro estiver próximo de uma pista utilizada regularmente por corredores, podemos garantir que a atividade normal não ative alarmes. No entanto, se uma pessoa parar próximo ao perímetro da cerca às 3 horas da manhã isso seria considerado estranho. Quaisquer desvios de um padrão normal de comportamento podem ser programados e ativar o alarme,” declarou Ken Crowe.

Se for detectada uma violação da segurança e tiver ocorrido uma tentativa de intrusão, o sistema alerta o Servidor de Gestão do Alarme e o pessoal de segurança para que possa tomar a medida mais adequada. Existem três níveis de alerta: verde, âmbar e vermelho. O nível vermelho é o nível mais alto que indica normalmente que alguém ou algo pode violar iminentemente o interior do perímetro.

Integração fácil

O LiveDETECT deve fazer parte de uma estratégia de segurança básica. Pode ser integrado facilmente nos sistemas de segurança existentes, funcionando em conjunto com câmeras, postos de sentinela e veículos aéreos não tripulados (VANT) também conhecidos como drones, para oferecer conhecimento situacional e reforçar a proteção geral.

“O LiveDETECT proporciona um perímetro sem lacunas de segurança, aumentando a eficiência e a precisão da identificação de potenciais violações, além de aumentar a rapidez da resposta através da detecção em tempo real de incidentes em qualquer lugar no perímetro,” acrescentou Kevin Crowe.

Com um alerta de intrusão ativo, o LiveDETECT pode fornecer informações sobre onde as câmeras devem apontar e, também, enviar coordenadas GPS relativas à perturbação em curso para um VANT, que inicia automaticamente uma investigação mais detalhada.

Uma vez que os cabos de fibra ótica são normalmente enterrados no solo, o LiveDETECT está encoberto; os intrusos não terão conhecimento da sua existência. Além disso, o DAS não é afetado pelo clima. As câmeras, por sua vez, não seriam úteis numa tempestade de areia ou numa tempestade de neve, enquanto o LiveDETECT pode continuar a funcionar de forma confiável.

Sistema robusto

“O LiveDETECT é um sistema robusto no qual podemos desenvolver medidas de segurança adicionais. A fibra ótica pode ser configurada num circuito duplo e funcionar em paralelo para proporcionar redundância e manter cobertura se um cabo de sensor for cortado de forma maliciosa ou acidental,” afirmou Kevin Crowe.

Além disso, o software do sistema de monitorização pode ser espelhado num lugar secundário, de forma que os alertas são registrados em dois locais, assegurando que a responsabilidade não recaia apenas em uma pessoa.

Segurança para o futuro

Na última década, os avanços tecnológicos contribuíram para aumentar o alcance dos sistemas de segurança de perímetro. Historicamente, os sistemas de segurança de perímetro têm sido utilizados para detectar e impedir intrusões em instalações militares e infraestruturas importantes. Atualmente, são utilizados em instalações comerciais e de transporte, assim como em condomínios residenciais fechados em países de alto risco.

O LiveDETECT preenche as lacunas nos esforços de vigilância de fronteiras e perímetros, oferecendo monitoramento contínuo em comparação com tecnologias existentes, aumento da segurança, redução do tráfico de pessoas e entorpecentes e detecção de escavação de túneis.

Kevin Crowe concluiu, “O LiveDETECT permite monitorar de forma contínua todo o perímetro, ativar alertas em tempo real e proporciona às equipes de segurança a visão abrangente que necessitam para gerir as respectivas operações e responder a ameaças de forma eficaz.”

Notícias Relacionadas

Destaque

Congresso ISC Brasil vai reunir gestores de segurança e autoridades para debater soluções para integração entre segurança pública e privada

Evento acontecerá dentro da ISC Brasil, que será presencial e realizada de 21 a 23 de setembro, no Expo Center…

Destaque

Empresas de diferentes setores usam Genetec Mission Control para apoiar decisões nos procedimentos de inspeção de funcionários e visitantes

Isto porque o mecanismo de automação de segurança pode ser usado para estabelecer procedimentos de inspeção padronizados e eficientes para…

Destaque

Webinar: descubra a tecnologia multissensor de cobertura omnidirecional com a Illustra Pro Gen4

A Johnson Controls anuncia a realização de um encontro virtual para apresentar a tecnologia multissensor motorizada das câmeras Illustra Pro…