Totem de autoatendimento agiliza acesso a centros logísticos e industriais

O Grupo GR apostou na tecnologia para agilizar o acesso aos grandes centros logísticos e industriais. Um dos destaques tem sido o totem de autoatendimento, que traz como principais benefícios a redução das filas, bem como a digitalização do processo de cadastramento e liberação de crachás com QR Codes.

“O totem de autoatendimento tem se mostrado muito eficaz. Em um de nossos cases no interior de São Paulo, por exemplo, atuamos em um centro logístico que atende quatro mega indústrias multinacionais, que recebem diariamente muitos visitantes, prestadores de serviços, entregadores etc. Neste local, o totem reduziu expressivamente as filas de pessoas que aguardavam para entrar, já que toda a parte documental é feita à distância, antes de a pessoa chegar ao local. No passado tudo era feito na hora (digitação de documentos e cadastro), o que levava muito mais tempo. A possibilidade de receber toda a documentação antecipada dos prestadores de serviços agiliza a entrada, bem como a emissão de crachás com QR Code de forma automática”, explica Ricardo Franco, CEO de Tecnologia e Inovação do Grupo GR.

Segundo ele, o autoatendimento não elimina a necessidade de recepcionistas, apenas deixa mais tempo para que cumpram outras tarefas. “Atuamos ainda a integração com a Segurança do Trabalho, pois quem vai ao lugar acessa antes os vídeos e faz as provas para estar habilitado a andar dentro das indústrias, o que antes ocorria na chegada ao local e poderia durar até uma hora. Esse tempo de acesso agora caiu para cinco minutos”, afirma Franco.

Outras soluções como os leitores faciais e de placas de veículos para controle de acesso, os serviços remotos e as soluções de vídeo continuam em alta. “Para quem pretende investir nos próximos anos, a tecnologia traz excelentes alternativas em inteligência artificial, plataformas on cloudmobilesoftware based no lugar de hardware based e cibersecurity. Para 2023, destacamos os vídeos analíticos monitorados externamente, soluções cada vez mais em nuvem, desde o processamento até o armazenamento e a segurança desses dados.”

Com uma projeção de crescimento de quase 18% para 2022 e faturamento bruto previsto de mais de R$ 730 milhões, frente aos R$ 620 milhões de 2021, o Grupo GR investiu em projetos de implantação de tecnologia integrada com objetivo de alcançar excelência operacional. A estratégia de expansão da empresa contemplou em 2022 um investimento de R$ 3,5 milhões nas áreas de tecnologia e desenvolvimento humano.

Notícias Relacionadas

Artigos

De onde vem essa tal de I.A.?

Por Nicolau Ramalho E essa tal de Inteligência Artificial? Novidade? Tendência? Moda? Será que é passageiro? ChatGPT, WatsonX, Bard. Inteligência…

Destaque

SegurPro investe em eletrificação da frota de veículos operacionais na Unilever

A multinacional de bens de consumo foi a primeira cliente da SegurPro no Brasil a adotar o uso de carros…

Destaque

Lei de Informática: instrumento de política industrial que beneficia produtos nacionais de segurança eletrônica

A Lei de Informática, Lei nº 8248/1991, também conhecida como Lei de TICs, é uma política que desde a década…