Torres, drones, reconhecimento facial, bloqueios, pente-fino na areia: tudo sobre o esquema de segurança do show de Madonna

O esquema de segurança para o show de Madonna em Copacabana no sábado (4) já sendo colocado em prática. O Centro Integrado de Comando e Controle Móvel da PM, que conta com a plataforma VMS do Digifort, foi levado para a Praça do Lido, ao lado do Copacabana Palace.

Veja, abaixo, detalhes do esquema:

👮🏽‍♀️ NÚMEROS: 3,2 mil policiais vão fazer o patrulhamento em Copacabanapara o show. Também serão usadas 64 viaturas e 65 torres de observação.

📹 TECNOLOGIA: Os agentes também vão usar drones e câmeras de reconhecimento facial. Imagens de câmeras de monitoramento da Prefeitura e da Polícia Militar serão enviadas em tempo real para o centro de controle móvel, assim como as imagens captadas pelos drones da PM. Todo o gerenciamento de imagens será realizado através do software do Digifort. Além disso, o banco de dados de procurados e foragidos da Justiça será usado para comparar com as imagens que chegarem ao centro de comando móvel. Quando alguém é reconhecido, o sistema aciona um alerta e equipes são enviadas rapidamente ao local.

⛔ CINTURÃO DE PROTEÇÃO: Do Posto 6 ao Leme, todas as ruas transversais à Avenida Atlântica vão fazer parte de um cinturão de proteção, com barreiras e revistas. 18 dessas ruas serão completamente bloqueadas com grades a partir das 11h da manhã de sábado. Ou seja, ninguém vai conseguir acessar a praia por elas. O esquema de segurança será muito parecido com o do Réveillon. O objetivo é evitar todo tipo de crime, principalmente os arrastões.

🦺 REVISTAS – Em outras 18 ruas transversais – também a partir das 11 da manhã – PMs irão revistar o público com detectores de metais. Nesses pontos haverá ainda câmeras de reconhecimento facial.

✂️ MATERIAL PROIBIDO – Materiais como garrafas de vidro, facas e tesouras não passarão pelas revistas e serão apreendidos nos pontos de controle.

⌛ ‘OPERAÇÃO TATUÍ’ – Para evitar que criminosos escondam objetos cortantes, outros tipos de armas na areia da praia, desde a última madrugada, entrou em ação a chamada “Operação tatuí”. Polícia, Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio e Comlurb começaram a fazer um pente-fino na areia de Copacabana.

“Todo esforço é pra utilizarmos tecnologia e agilizarmos a atuação policial. Significa uma pronta resposta e acho que as pessoas que estão indo para um grande evento, elas esperam esse tipo de ação”, diz a tenente-coronel Claudia Orlinda, porta-voz da PM.

“O foco principal é a segurança das pessoas, então, assim, se a gente tem essa preocupação, se a população tem essa preocupação com arrastões, com esse tipo de confusão, nós estamos trabalhando para evitar esse tipo de ação”, acrescenta.

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…