Tendências da casa inteligente: o futuro da conectividade doméstica

Por Henrique Braz Rossi

Com os avanços tecnológicos acelerados, a casa inteligente deixou de ser apenas uma visão futurista para se tornar uma realidade presente. Desde dispositivos de segurança até sistemas de entretenimento, a integração de tecnologia em nossos lares está se tornando cada vez mais comum. Que tal explorar as tendências em casas inteligentes e como essas inovações estão transformando a maneira como vivemos?

Para a maioria, usar um assistente virtual de voz como Amazon Alexa, Google Assistant ou Apple HomeKit está se tornando comum na automação residencial. Eles permitem controlar uma variedade de dispositivos por meio de gatilhos pré determinados via comandos de voz, desde ajustar a temperatura do ambiente, reproduzir sua música preferida, apagar e acender uma iluminação, abrir fechaduras e até ligar sistemas de seguranças. A integração desses assistentes em uma variedade de dispositivos está se tornando cada vez mais comum, tornando a casa inteligente mais acessível e fácil de usar.

Com a preocupação crescente com a segurança doméstica, os sistemas de segurança inteligente estão se tornando uma prioridade para muitos proprietários, sendo em apartamentos e casas. Câmeras de vigilância internas e externas com sensores de presença e humana, fechaduras de portas controladas remotamente e sensores de movimento conectados a aplicativos móveis estão se tornando cada vez mais populares. Além disso, a conscientização sobre sustentabilidade e eficiência energética está impulsionando a adoção de tecnologias inteligentes para gerenciamento de energia em residências com segurança. A iluminação hoje está também condicionada a energia e segurança nos ambientes.

Umas das mais incríveis tendências do nosso dia a dia com as tarefas domésticas está ganhando força: é a capacidade de automatizar tarefas rotineiras. Robôs aspiradores de pó, cortadores de grama autônomos e sistemas de irrigação programáveis estão simplificando as responsabilidades diárias dos proprietários. Esses dispositivos não apenas economizam tempo, mas também oferecem conveniência e liberdade para que os moradores possam se concentrar em outras atividades.

No Brasil, segundo a Fortune Business Insights, a receita do setor de smart home deve atingir US$ 2,41 bilhões em 2026 — um crescimento de 91,06% em relação a 2022. O mercado “intermediário” ou seja, nem alto padrão nem o mercado de entrada, plug-in-play (produtos faça-você-mesmo) se mantém em crescimento, mas o principal impulsionador dos negócios será o “middle marketing”, ou seja, novos consumidores com necessidades específicas. Esta “descoberta” das possibilidades da tecnologia doméstica irá fazer o mercado ficar mais consistente na demanda. Mas, sempre irá depender da melhoria na capacitação de bons profissionais que entendam estas necessidades, segundo José Muratori, engenheiro especialista em automação residencial, membro fundador da AURESIDE e hoje presidente do Instituto da Automação.

À medida que continuamos a avançar para um futuro cada vez mais digital, a casa inteligente está se tornando uma parte fundamental de nossas vidas.

Algo que particularmente aguardo muito, é o uso do IA, inteligência artificial, para entender meus hábitos e rotinas diárias para traçar todas as tarefas automaticamente. Será que é o futuro ou o presente? E você, já tem uma casa inteligente?

Henrique Braz Rossi
Jornalista especializado em tecnologia, comunicação corporativa, marketing e soluções IOT para smart home. Entusiasta na gestão de projetos, liderança, desenvolvimento de novos negócios, empreendedor, publicitário, escritor, escoteiro e pai! Linkedin: https://www.linkedin.com/in/henriquebrazrossi

Notícias Relacionadas

Destaque

Dahua Technology potencializa suas capacidades verdes de P&D

Iniciativa contribui com redução de embalagens plásticas e utilização de material renovável no processo de produção A Dahua Technology destaca…

Em Foco

CEO da Pumatronix fala sobre as estratégias de crescimento e inovação no mercado de segurança

Com forte atuação no setor de monitoramento de trânsito, a empresa brasileira planeja expansão e investimentos em P&D para ampliar…

Destaque

Franquia de segurança eletrônica é a nona maior microfranquia do Brasil

A Emive Franchising, alicerçada na marca consolidada de uma empresa com mais de 30 anos de atuação no mercado, vem…