Superando os desafios de segurança contra incêndio na indústria de lixo e reciclagem

As edificações para o controle de resíduos e o processamento de materiais recicláveis geralmente incluem uma combinação perfeita de aparas e condições para propagar o fogo. Isso requer uma detecção de incêndio altamente confiável – a câmera de detecção de incêndio e fumaça AVIOTEC mantém a vigilância constante para os primeiros sinais de chamas ou fumaça

Lixo é algo que está presente em qualquer ambiente, residencial ou industrial. Sua forma de manuseio varia conforme os países e as regiões. É de responsabilidade das empresas aceitar e processar o lixo. Algumas classificam e reciclam materiais como plásticos, papel e vidro.

Outras coletam ou recebem qualquer coisa considerada de valor potencial por suas peças e componentes, incluindo aparelhos elétricos e dispositivos movidos à bateria. Outras ainda coletam lixo misto ou não reciclável e o levam para aterros ou áreas de incineração.

A combinação imprevisível de materiais e substâncias que acabam nos locais de controle de lixo, além das condições e atividades operacionais, os tornam ambientes perigosos com risco alto e contínuo de incêndio.

“Precisávamos de monitoramento adicional de incêndio em nossa sede de papel reciclado. Os sistemas de detecção de incêndio padrão têm seus limites e grandes quantidades de poeira seca são geradas em nossas instalações”, disse o Chefe do Corpo de Bombeiros no cliente AVIOTEC, Mohn Media Print Factory.

Perigos das baterias botões

Nas últimas décadas, as baterias de lítio têm sido amplamente usadas em dispositivos portáteis, brinquedos e aparelhos eletrônicos. As pequenas baterias botões também são inseridas em cartões de felicitações para transmitir áudio ou animação. Muitas vezes, elas são descartadas de forma incorreta e involuntária na reciclagem – e por conterem brilho ou elementos colados, esses cartões não podem ser reciclados como papel – ou jogados em lixeiras gerais com a bateria ainda dentro. Essas baterias podem inflamar ou propagar o fogo facilmente, ou mesmo entrar em combustão, se superaquecidas.

Risco do gel sanitizante

Mesmo antes da pandemia de COVID-19, os consumidores podiam comprar sabonetes, géis e lenços antibacterianos para uso diário. Entretanto, as vendas desses itens aumentaram maciçamente desde 2020. Além disso, agora todas as instalações que recebem visitantes, de lojas e cafés a hotéis e edifícios de escritórios, oferecem dispensadores manuais. As superfícies são limpas com produtos de limpeza antibacterianos semelhantes. Esses produtos normalmente contêm 60-70% de álcool, o que os torna extremamente inflamáveis. Para os profissionais de saúde, a OMS fornece orientações sobre seu armazenamento, uso e descarte, incluindo: “Devem-se realizar avaliações de risco sobre o uso de sanitizantes para mãos contendo álcool… e sobre o descarte de recipientes/dispensadores usados e estoque vencido, levando em consideração os riscos de incêndio”. Mas os consumidores descartam os lenços usados no lixo comum e podem até reciclar garrafas plásticas de gel, aumentando ainda mais os riscos de incêndio em locais de controle de lixo.

Ambiente de alta pressão

Itens descartados com frequência podem representar riscos de explosões ou fazer com que as chamas se espalhem em questão de segundos. Latas de aerossol, restos de cosméticos ou produtos de limpeza, isqueiros e dispositivos quebrados contribuem para o acúmulo de lixo. Fontes de calor e movimento – escavadeiras, correias transportadoras de classificação ou máquinas compactadoras, luz solar forte, túneis de vento entre construções, pilhas de lixo e atividade humana no local – tudo contribui para modificar e agitar essa combinação de riscos de incêndio. Na ignição, é provável que as chamas sejam alimentadas continuamente pelos próprios resíduos e por condições de seca e poeira. Isso permite que os incêndios se propaguem por uma ampla área em minutos, colocando em perigo a vida e o meio ambiente com as chamas e a fumaça tóxica dos produtos químicos ou materiais em combustão.

Proteção externa insuficiente

Outra característica dos locais de controle e processamento de resíduos é que muitas dessas instalações são total ou parcialmente ao ar livre. Há um risco adicional de pessoas que despejam lixo não classificado fora do horário de funcionamento, o que pode incluir materiais inflamáveis ou substâncias que sua coleta regular de lixo não aceita. Além disso, não são só as condições de vento e a forte luz do sol que podem provocar fumaças e incêndios. Essas áreas abertas são propensas a ataques de incendiários, especialmente durante a noite. As chamas não param no perímetro do local da empresa – elas continuam destruindo todos os prédios e máquinas em seu caminho. Mesmo quando os bombeiros chegam ao local, a velocidade do fogo nos aterros é tamanha que não dá tempo de salvar nada.

Notícias Relacionadas

Destaque

Governo quer usar biometria para padronizar carteira de identidade

O governo federal quer preparar um decreto para padronizar a emissão de novas carteiras de identidade e usar a verificação…

Destaque

No Dia Internacional de Proteção de Dados conheça a importância da sua privacidade

Apesar de estarmos vivendo em um mundo cada vez mais conectado, milhões de pessoas ainda desconhecem como suas informações pessoais…

Cibersegurança

Brasil aprova adesão à Convenção de Budapeste que facilita cooperação internacional para combate ao cibercrime

Ratificação do tratado é defendida pelo Ministério Público Federal, que pediu urgência na votação do PDL A adesão do Brasil…