Só 32% do plano de segurança em escolas do ES foi concluído

As medidas foram anunciadas para conter ameaças e ataques nas escolas capixabas

Criado há quase dois meses, apenas 32% do Plano Estadual de Segurança nas Escolas do Espírito Santo foi de fato concluído. A iniciativa foi tomada para coibir a onda de ataques e ameaças em estabelecimentos de ensino que amedrontaram a comunidade escolar no início do ano.

O tema voltou ao debate após novo ataque, sendo desta vez em uma escola do Paraná onde dois estudantes foram mortos por um ex-aluno da escola. O atirador confessou à polícia que escolheu as vítimas de forma aleatória, tendo efetuado pelo menos 16 disparos dentro da escola.

O Plano se divide em cinco eixos temáticos. O Eixo de Gestão Inovadora, Eixo Ações de Inteligência, Eixo de Ações Preventivas, Eixo de Fortalecimento Operacional e Eixo de Ações Pedagógicas e Psicossociais.

Das 28 medidas que compõem o plano, nove foram concluídas, 10 estão em andamento e outras nove estão aguardando para serem executadas.

Entre as principais medidas anunciadas estavam a elaboração de um plano de emergência nas escolas para alunos e professores, contratação de psicólogos e assistentes sociais e curso de enfartamento e prevenção ao atirador.

Essas medidas ainda não foram implementadas, mas estão dentro do prazo estabelecido pelo Governo. Entre as que já estão em funcionamento estão a criação da Companhia Independente de Policiamento Escolar, o Núcleo Especializado em Segurança Escolar, manual de policiamento e segurança escolar e orientações no site do Disque-Denúncia.

A Secretaria da Educação (Sedu) informou que reforçou algumas ações com as equipes, por meio do Comitê Governamental Integrado de Segurança Escolar e promoveu a atualização dos protocolos de urgência/emergência sobre os procedimentos de orientação aos gestores escolares.

Além disso, intensificou o atendimento realizado pela Companhia Especializada de Policiamento Escolar (Cepe) e destinou recursos financeiros destinados às escolas para a ampliação e modernização do Sistema de Segurança Eletrônica.

O recurso foi utilizado para a instalação de câmeras de videomonitoramento, alarmes, portões automatizados e interfones; além de ampla divulgação dos canais formais para denúncias, entre outras intervenções.

Outra ação prevista é a expansão da Ação Psicossocial e Orientação Interativa Escolar (Apoie), com a contratação de 270 novos profissionais, entre eles psicólogos e assistentes sociais. O processo de contratação está em andamento.

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…