Sistema de câmeras da Prefeitura de SP tem 6 equipamentos ativos de 250 instalados no Brás; região é alvo da ‘gangue do mata-leão’

Policiamento na região aumentou após reportagem da TV Globo flagrar mais de 60 assaltos violentos em seis dias. Criminosos aplicam mata-leões, dão socos, chutes e roubam todos os pertences das vítimas

O programa da Prefeitura de São Paulo de monitoramento por câmeras espalhadas pela cidade, chamado City Câmeras, possui apenas seis equipamentos ativos em toda a região do Brás, no Centro de São Paulo, de um total de 3.600 câmeras, segundo a própria administração municipal.

O bairro de comércio popular foi palco de uma série de assaltos cometidos por uma gangue que é conhecida pelas abordagens violentas. As imagens dos roubos foram captadas com exclusividade pela reportagem da TV Globo, que presenciou mais de 60 roubos em seis dias. Criminosos aplicam mata-leões, dão socos, chutes e roubam todos os pertences das vítimas.

O programa City Câmeras foi lançado em março de 2017 pelo então prefeito João Doria (PSDB). Em dezembro do mesmo ano, lojistas do Brás reclamavam que os cerca de 250 equipamento instalados por lá não funcionavam.

No entanto, após reportagem do SP1 da última terça (26), a prefeitura informou que o programa conta com 3.600 câmeras ativas pela cidade, mas só 6 no Brás.

Prisão de suspeitos

As polícias Civil e Militar de São Paulo anunciaram que pelo menos sete pessoas já foram presas até a última quarta-feira (27) por suspeita de participação na chamada “gangue do mata-leão”, que atua no Brás, região central da capital, praticando roubos violentos.

As prisões começaram na semana passada e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) afirma que também apreendeu uma menor de idade, além de já ter conseguido identificar outros oito suspeitos, que estão sendo investigados.

O secretário estadual da Segurança Pública, João Camilo Pires de Campos, afirmou que as forças de segurança continuam as operações para prender os outros integrantes da quadrilha que aterrorizava os pedestres da região.

“Estamos com as investigações em curso para prender todos. Vamos pra cima deles e vamos pegá-los”, disse o secretário.

A SSP também prometeu reforçar a segurança na região após os flagrantes. Na manhã de quarta (27), pelo menos quatro viaturas foram colocadas na Praça Agente Cícero, onde aconteceram os flagrantes, para reforçar o policiamento local.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas

Destaque

Varejistas podem identificar tendências de roubo em poucos cliques com o Security Center Transaction Finder

Nova ferramenta de ponto de venda com análise baseada em exceção integrada à plataforma de segurança da Genetec ajuda varejistas…

Destaque

Grupo GR implanta deep learning e aponta cerca de 80% de redução em falsos alarmes

Tecnologia foi implantada nas câmeras da própria empresa e, após excelentes resultados, será disponibilizada aos clientes O Grupo GR tem…

Destaque

Alarmtek lança espuma neutralizadora para a segurança de áreas abertas

A espuma ATK NE 110 permite um jato direcionado que provoca ardência ocular e nas vias aéreas para frustrar a…