Simpósio ABESE debate o crescimento do mercado de segurança eletrônica no interior de São Paulo

Nos dias 28 e 29 de março a ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) realiza em Ribeirão Preto (SP) um simpósio e um curso voltados para empresários do setor de segurança eletrônica e seus colaboradores sediados no interior do Estado de São Paulo. O evento tem o objetivo de debater a expansão do mercado regional, atualizar sobre questões como legislação e tendências de tecnologia e estimular o fomento de negócios.

O mercado nacional de segurança eletrônica vem crescendo expressivamente, registrando expansão anual de 8% nos últimos cinco anos; o barateamento das tecnologias aplicadas a ele e o aumento de índices de violência e criminalidade nas cidades são fatores que têm levado a este crescimento. Hoje ele é formado por mais de 26 mil empresas dentro dos segmentos de intrusão (sistemas de alarmes), videomonitoramento, portas e portões automáticos, rastreamento de veículos, dispositivos de identificação por biometria, entre outros. Seu faturamento, em 2016, foi de cerca de R$ 5,7 bilhões, 5% superior a 2015. “Mesmo com uma expectativa de crescimento positiva para o setor em 2017, no cenário atual é fundamental que o empresário repense seu negócio e, se for necessário, crie novas estratégias. O simpósio é um espaço que possibilita esse debate”, afirma Selma Migliori, presidente da ABESE.

O simpósio Sistemas Eletrônicos de Segurança – Um Mercado em Expansão, no dia 28, apresentará um painel especial sobre a evolução dos sistemas de câmeras de segurança, sendo um dos tópicos a segurança da informação, uma preocupação cada vez mais presente dentro do segmento devido à intensidade crescente do tráfego de dados via internet e do armazenamento de informações em nuvem. Outro tema em destaque é o Estatuto da Segurança Privada, atualmente em tramitação no Senado, e de que forma a sua aprovação deverá impactar para o segmento e nas relações com o consumidor. A inovação centrada em pessoas, e como as novas relações de consumo devem direcionar os novos negócios no mercado de segurança eletrônica, é também uma das palestras em destaque. Em paralelo ao simpósio acontece uma exposição de tecnologias, mostrando novidades em equipamentos.

No dia 29 será realizado o curso Como elaborar um projeto integrado de sistemas eletrônicos de segurança, voltado para gerentes, gestores e coordenadores da área comercial das empresas de sistemas eletrônicos de segurança. Durante o curso será elaborado um projeto que os alunos irão idealizar para um cliente. “O investimento em capacitação é o melhor caminho para assegurar o crescimento do negócio; por isso estamos realizando este curso logo após o simpósio”, diz Selma Migliori.

Notícias Relacionadas

Cases

Grupo Unidasul adota solução óptica Furukawa em centro de distribuição e em novas unidades no Rio Grande do Sul

Com a expansão de sua rede de supermercados Rissul e de atacarejos Macromix pelo estado do Rio Grande do Sul,…

Destaque

Datacenters precisam de vigilância RSA para garantir segurança

Esta ferramenta do Genetec Security Center combinado ao uso dos sensores existentes ajuda a lidar proativamente com ameaças antes que…

Destaque

Como a tecnologia pode aprimorar a segurança em cidades inteligentes?

Apesar de o conceito de cidade inteligente ser relativamente recente, ele já se consolidou como assunto fundamental na discussão da…