Shopping RioSul implanta projeto de segurança com soluções Hikvision e sistema integrado de reconhecimento facial World Net

O shopping do coração da Zona Sul do Rio de Janeiro, em um complexo localizado na cidade maravilhosa, acaba de implementar um projeto inovador de segurança, inédito no País, com equipamentos de última geração da Hikvision e sistema integrado de reconhecimento facial desenvolvido de forma pioneira pela integradora World Net, que utilizou tecnologia Intel em seu conceito.

A concepção, aprovação e o desenvolvimento do projeto foram conduzidos pela World Net, responsável por grandes projetos de segurança em diversas empresas brasileiras que atua no país há mais de 20 anos e optou pela tecnologia das câmeras Hikvision, que trazem recursos de inteligência artificial e softwares analíticos. O projeto incluiu a implantação de mais de 1.000 câmeras de diferentes modelos.

Para Higor Barreiros, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Hikvision, este é um projeto referência para o mercado com benefícios ao empreendimento e ao consumidor final. “Com a presença de soluções inovadoras, o empreendimento passa a oferecer ainda mais segurança aos seus usuários”.

O projeto desenvolvido pela World Net é totalmente baseado em tecnologias de reconhecimento facial e busca garantir a segurança de forma completa no complexo do shopping de sete andares, que conta com área total de 128.320m², um centro comercial e uma torre corporativa. De acordo com Joaquim Torres, Presidente da World Net, o objetivo é garantir um “ciclo completo de segurança no local”. “O grande diferencial desse projeto é coletar os dados desde as entradas principais de pedestres, com o reconhecimento facial dos clientes do shopping, que entram andando pelas portas principais, até o estacionamento, fazendo o mesmo procedimento nas cancelas, com o reconhecimento facial dos motoristas dos veículos e gravação das placas de cada automóvel”, detalhou.

Todas as câmeras do projeto usam processamento da Intel Movidius, que está transformando o futuro da visão computacional e inteligência artificial (IA). A Intel Movidius está na vanguarda de uma nova era de computação, que permite novos níveis de inteligência para drones, robôs, câmeras, realidade virtual e aumentada e outros dispositivos. “As VPUs Intel Movidius impulsionaram cargas de trabalho da visão computacional moderna e aplicativos de IA em energia ultrabaixa. A tecnologia Intel Movidius permitiu que a Hikvision implantasse aplicações de redes neurais profundas e de visão computacional nas 24 câmeras”, explicou Reginaldo Rodrigues, Diretor de Canais e Distribuição.

O desafio do shopping era modernizar de forma inovadora o sistema de videomonitoramento, com atualização dos sistemas CFTV IP já existentes de controle de acesso, sistema de pânico, controles CAG, alarmes, entre outros. Dentre os recursos implementados estão: análise de vídeo crossline (quando se cria uma linha invisível para delimitação de área monitorada) e detecção de pessoas não autorizadas em locais específicos.

Ao longo de quatro meses foram instaladas as soluções que monitoram os diversos setores do centro comercial, contemplando áreas como o perímetro do local, corredores, portaria, estacionamento e algumas ruas no entorno do shopping. No total, 24 câmeras binoculares fazem parte do sistema de detecção e reconhecimento facial, instaladas em todas as portas de acesso de pedestres e conectadas ao Blazer Pro 5200 Enterprize: equipamento customizado pela Hikvision para suportar o sistema implementado no shopping, onde são capturadas imagens de cerca de 90 mil pessoas que circulam semanalmente no local.

Os suspeitos de alguma infração têm suas imagens arquivadas em uma blacklist no banco de dados local, com objetivo de se comparar fotos existentes e já anteriormente registradas.  As dez entradas do shopping também contam com estes recursos, além de câmeras que fazem leitura das placas veiculares nos sete andares de estacionamento do empreendimento.

Além das câmeras IPs já existentes, outras 380 unidades inteligentes da Hikvision (domes câmeras lente fixa, domes câmeras de lente varifocal, bullet câmeras lente fixa, bullet câmeras lente varifocal e câmeras speed domes, com tecnologia deep learning) foram distribuídas em áreas distintas e com finalidades analíticas para cada necessidade. Todas as câmeras também são monitoradas por videowall (distribuídos em seis monitores de 50 polegadas em quatro entradas diferentes)incluindo as câmeras do modelo DeepinView, com funcionalidades de inteligência artificial. Dois monitores mostram a leitura de placas e as faces dos visitantes nas entradas. Um serviço de FTP (File Transfer Protocol – responsável por enviar arquivos a web) também foi configurado para facilitar a conexão entre os sistemas.

Os novos sistemas entraram em operação em outubro de 2018, e apenas neste curto espaço de tempo, contribuíram para uma redução de 30% no número de ocorrências criminais em comparação com o ano anterior. O monitoramento ocorre 24 horas por dia, em todas as dependências do shopping, as quais, além de um público fixo e flutuante, contam ainda com a presença diária de ocupantes de uma torre empresarial, totalizando população circulante de mais de 6 mil pessoas por dia. Tal processo se divide em etapas, com orientações distintas para os horários em que o shopping está fechado (fechamento e esvaziamento pelas portas principais e saídas de estacionamentos) ou aberto (entrada de funcionários a partir de 6h, início do monitoramento das lojas entre 9h e 10h, além do monitoramento das lojas de risco começando às 10h30).

Estacionamento

Para controlar os acessos, também foram instaladas câmeras com lentes motorizadas para uso em todas as cancelas de acesso aos estacionamentos. Além disso, foram adquiridas smart cameras para detecção das faces dos motoristas dos veículos, em todas as cancelas. Este conjunto de soluções viabiliza, simultaneamente, a detecção de placas dos veículos que acessam o estacionamento do shopping e as faces de seus condutores. As fotos são enviadas imediatamente para armazenamento em arquivo e anexadas diretamente a blacklist. “Desta forma, conseguimos descobrir se aquela pessoa entrou mesmo com aquele veículo ou se entrou a pé e está tentando sair com um veículo. O cruzamento de informações é essencial para essa tomada de decisão. E isso é o grande diferencial desse projeto”, explicou Torres.

O gestor de segurança do shopping destaca a importância das novas tecnologias nos processos de operação de segurança do local. “O aporte das novas tecnologias tem nos proporcionado um avanço muito grande, tanto em termos de capacidades de antecipação, quanto em termos de pronta resposta. Logo, quando alguém passa pelas nossas portas, reconhecemos aqueles que cometeram infrações, mobilizamos estrategicamente os seguranças e informamos aos lojistas dos segmentos ligados com as ocorrências anteriores. Por onde passam, os infratores percebem que estão sob vigilância e normalmente saem do shopping sem a consumação de outros crimes. Os novos recursos, a assistência de profissionais qualificados e uma equipe bem treinada elevaram o nível das nossas operações de segurança e tem nos garantido resultados fantásticos”.

“O que a Hikvision trouxe para o projeto são soluções que até há pouco tempo estavam indisponíveis no Brasil, mas que agora já são realidade no mercado de videomonitoramento no país”, conclui Barreiros.

Notícias Relacionadas

Destaque

Axis antecipa novidades tecnológicas em evento para parceiros

A Axis Communications finalizou neste domingo, 16 de Junho, o Axis Partner Summit 2019 – o maior evento da empresa no Brasil. O encontro,…

Destaque

BH vai usar reconhecimento facial para segurança da Copa América

Dez instituições estaduais, federais e municipais trabalharão de forma integrada para garantir a segurança durante a Copa América, em Belo…

Destaque

Controle de acesso, catracas e software de segurança são os destaques que a Control iD levará na ISC Brasil

A Control iD apresentará na ISC Brasil sua nova linha de controladores de acesso iDAccess Pro e iDAccess Nano, seus…