SegurPro implementa motos elétricas no serviço de segurança patrimonial

Desde 2022, a SegurPro tem substituído suas motos a combustão. Atualmente, 70% da frota própria da companhia é elétrica. A expectativa é substituí-la completamente ainda em 2023

O Brasil tem avançado na adesão de meios de transporte urbanos mais sustentáveis. Segundo levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a venda de motocicletas e scooters elétricos teve um aumento de 346% em 2022. Em consonância com essa tendência, em 2022, a SegurPro lançou sua frota de motos elétricas com 90 motos para substituição dos modelos a combustão que realizam rondas nas dependências de clientes de diversos setores atendidos pela companhia nacionalmente.

A moto elétrica utilizada pela SegurPro já vem com sistema GPS integrado e é projetada para os vigilantes que circulam, em média, 65 quilômetros por dia. Considerando que cada moto percorre aproximadamente 2.000km/mês, todo o contingente de 90 motos deixará de emitir 12 toneladas de CO₂/mês ou 144 toneladas de CO₂ no ano, o que equivale a mais de 1.200 árvores poupadas por ano, como consequência da implementação da frota mais sustentável. O modelo é carregado em tomadas convencionais, permitindo que a bateria seja carregada diretamente no posto de vigilância.

Para Fábio Reus, diretor de operações da SegurPro, a moto elétrica torna a operação da companhia mais sustentável, inclusive para o vigilante que a pilota. “É inegável que a questão ambiental é o principal ganho, que passa a ser um atributo positivo e reconhecido pelos nossos clientes, considerando que a maioria das empresas está cada vez mais criteriosa na escolha de parceiros que tenham responsabilidade ambiental em sua cadeia produtiva. No entanto, destacamos o bem-estar que a frota movida a não-combustão causa aos vigilantes, pois elas são muito mais silenciosas do que os modelos convencionais, e isso, a médio e longo prazo, faz toda a diferença”.

Os clientes da SegurPro aceitaram de imediato as mudanças, que fazem parte do compromisso de se tornar cada vez mais uma empresa sustentável e inovadora. A GLP, uma líder global desenvolvedora e operadora de galpões logísticos, data centers, energia renovável e tecnologias relacionadas, é um dos clientes da SegurPro que contam com a frota elétrica. Os vigilantes da companhia realizam a segurança patrimonial das instalações da GLP com quatro motos elétricas desde o começo deste ano, quando substituíram os modelos a combustão.

“A sustentabilidade está no centro dos objetivos de negócio da GLP. Buscamos oferecer para nossos clientes tecnologias que possibilitem o consumo eficiente de água e energia e a conservação de recursos naturais. Ter parceiros como a SegurPro, com iniciativas como a da frota elétrica, alinhada à nossa cultura, é imprescindível para fortalecer nossa missão de construir um futuro mais sustentável”, afirma o Diretor de Operações da GLP no Brasil, Rômulo Otoni.

Toda a gestão da frota elétrica de motos da SegurPro, que atua em qualquer lugar do Brasil e em clientes de diversos setores, é realizada em seu Intelligent Security Operation Center (iSOC), localizado em São Paulo, onde a empresa controla também a atuação de 18 mil vigilantes alocados nos quase 4 mil locais de prestação de serviço de 700 clientes. A integração dos profissionais de segurança qualificados com a tecnologia de ponta da empresa reforça o conceito de Segurança Híbrida da SegurPro, na oferta de soluções mais personalizadas que atendam à necessidade específica dos clientes.

A busca por alternativas de mobilidade “limpas” sempre esteve entre as prioridades da SegurPro. Além da redução na emissão de CO₂, a nova frota é economicamente viável, considerando que o valor de uma moto elétrica nova é relativamente próximo do valor de uma moto a combustão. A expectativa é substituir toda a frota a combustão pela elétrica ainda em 2023.

Essa é mais uma iniciativa que faz parte do Plano Diretor de Sustentabilidade do Grupo Prosegur no mundo. A estratégia demonstra o empenho da companhia no processo de transformação para uma sociedade global sustentável, em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. A empresa já integrou todos os 17 ODS na sua estratégia empresarial e de gestão, na qual trabalha de forma intensa em 10, que são aqueles em que o Grupo pode, de fato, fazer a diferença. O Plano Diretor de Sustentabilidade está estruturado em quatro áreas principais de ação: Ética, Transparência e Governança; Pessoas; Segurança no Trabalho e Meio Ambiente. No total, existem 63 iniciativas específicas para as quais as empresas do Grupo definiram um conjunto de indicadores detalhados que permitem medir o seu impacto e evolução.

Notícias Relacionadas

Destaque

Exposec 2024 é o maior palco das novas tecnologias em segurança pública e privada na América Latina

Maior feira internacional de segurança da América Latina acontece de 4 a 6 de junho, no São Paulo Expo; organização…

Destaque

Dahua Technology anuncia primeiro vice-presidente para operação Brasil

Francisco Menezes, com quase 20 anos de experiência na Huawei, assume vice-presidência da Dahua para ampliar novos negócios e vendas…

Destaque

Monitoramento veicular alerta para fadiga e uso de celular 

Sistema analisa imagens no interior da cabine e emite alertas para motorista e gestor de frotas Imagine um sistema de…