Esquema de segurança da Copa do Mundo

A empresa AxxonSoft ficou de olho na considerada melhor Copa do Mundo da história gerenciando mais de 9 mil câmeras de vigilância localizadas em estádios, zonas de concentração de torcedores, infraestrutura de transportes e diversas outras instalações

Por Fernanda Ferreira

A Rússia, pela primeira vez na história, tornou-se anfitriã da Copa do Mundo FIFA. De 14 de junho a 15 de julho de 2018 o país sediou a 21ª edição da competição internacional de futebol e fez grandes esforços para realizar um torneio excepcional, inclusive do ponto de vista da segurança.

Foram 32 equipes de diferentes países que disputaram 64 jogos em 12 estádios e em 11 cidades russas. Os jogos foram assistidos por mais de 3 milhões de espectadores presentes em estádios e dezenas de milhões zonas de fãs e outros locais organizados para o evento.

O mais alto nível de organização e realização do campeonato foi repetidamente observado por representantes da comunidade esportiva internacional. “Há alguns anos falei que este Mundial seria o melhor da história e hoje posso dizer que a Rússia-2018 foi a melhor Copa do Mundo da história”, afirmou o presidente da FIFA, Gianni Infantino.

Apesar dos medos pré-torneio de vandalismo, a competição passou sem incidentes e a Rússia certamente deu uma experiência positiva para aqueles que viajaram.

A AxxonSoft fez uma contribuição técnica significativa para garantir a segurança dos participantes e espectadores do Campeonato. O software AxxonSoft foi amplamente utilizado em estádios, bases de treinamento, zonas de fãs, infraestrutura de transporte e outras instalações relacionadas à permanência e movimentação de equipes participantes e visitantes dentro do país. Além disso, o software AxxonSoft foi escolhido para criar uma rede de sedes operacionais do Ministério de Assuntos Internos da Rússia, implantadas diretamente dentro da Copa do Mundo. Os centros regionais e o principal centro operacional da FIFA em Moscou também funcionaram com base no software AxxonSoft.

Assim, a plataforma de segurança “Intellect” foi utilizada em vários setores de 10 dos 12 estádios da Copa do Mundo, onde foram disputados 49 jogos. Esses jogos foram visitados por mais de 2 milhões de espectadores, e o número total de câmeras de CCTV gerenciadas pela Intellect ultrapassou 9 mil.

RECONHECIMENTO FACIAL NOS ESPORTES

Além da vigilância por vídeo, o Auto-Intellect e o Face Intellect foram usados em vários estádios, sendo aplicados para reconhecimento de números de carros para controle de veículos de entrada e reconhecimento de pessoas em grupos de entrada.

A tecnologia de reconhecimento facial já provou sua eficácia e está sendo ativamente introduzida nas arenas do mundo. De acordo com o diretor comercial da AxxonSoft na Rússia, Andrei Khristoforova, ela tem grandes perspectivas no campo da indústria esportiva.

“O reconhecimento de pessoas pode ser usado para garantir a proteção antiterrorista de eventos de massa, restringir o acesso a instalações esportivas de torcedores, em relação aos quais uma decisão judicial relevante foi tomada, e vincular dados biométricos a lugares no estádio (em bilhetes), a fim de ter materiais para investigação em caso de situações supranumerárias e agitação”, disse Andrei Khristoforov.

Notícias Relacionadas

Destaque

Abese expande cursos de formação para profissionais de segurança eletrônica

Com a contínua necessidade de mão de obra qualificada para suprir vagas do setor, a associação investiu em programas de…

Cases

Emive Grandes Projetos implementa smart city na cidade de Juiz de Fora (MG)

Com uso de IA, as cidades inteligentes proporcionam melhor qualidade de vida, facilitando a rotina das pessoas e diminuindo os…

Cases

Milestone Systems torna os edifícios mais ‘inteligentes’ com tecnologia de vídeo inovadora

Com sua principal plataforma de “Portaria Virtual”, a Foxsys transformou o cenário de segurança ao fornecer serviços remotos para mais…