Seduc investe mais de R$ 13 milhões em videomonitoramento para reforçar a segurança nas escolas

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) inicia o ano investindo na segurança de alunos, professores e toda a comunidade escolar através da tecnologia. Uma empresa especializada na prestação de serviços de solução inteligente e integrada de Segurança Eletrônica está sendo contratada por executar o serviço, de forma contínua, de captura e gestão de imagens para compor um sistema de segurança por videomonitoramento.

O sistema incluirá equipamentos, acessórios, componentes e materiais relacionais à segurança, além da sua implantação, manutenção preventiva e corretiva, bem como o treinamento operacional e o suporte técnico da solução instalada nas escolas de Teresina e Parnaíba. Inicialmente serão contemplados 123 prédios em Teresina e 18 em Parnaíba, com investimento no valor de R$ 13.192.703,98.

A iniciativa faz parte das ações do Grupo de Trabalho para Promoção da Segurança e a Cultura de Paz nas Escolas, criado em abril do ano passado, envolvendo a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e outras entidades.

O Secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira, relembra as ações já executada pela Seduc em relação à cultura de paz nas escolas no ano de 2023. “Posso citar o fortalecimento da atuação das nossas equipes multiprofissionais, como psicólogos e assistentes sociais nas escolas, inclusive com a convocação de novos profissionais. A convocação de novos agentes de portaria nas escolas e a capacitação destes agentes de portaria, a contratação do serviço de vigilância nas escolas, dentre outras ações. A Seduc, a SSP e todos os representantes das entidades envolvidas no Grupo de Trabalho estão atuando em conjunto para fortalecer as ações repressivas e, sobretudo, as ações preventivas, educativas aos alunos, aos gestores educacionais e aos familiares dos alunos para promoção da paz nas escolas”, explica o gestor.

De acordo com a diretora da Unidade Administrativa da Seduc, Arielma Oliveira, o monitoramento será realizado em tempo real nas áreas internas e externas das instalações das unidades administrativas e das escolas. “Esse equipamento  irá auxiliar na segurança,  na disciplina dentro do ambiente escolar e na conservação do patrimônio. ”, explica. O prazo para a conclusão da instalação da central de monitoramento é de 140 dias.

Notícias Relacionadas

Destaque

Pumatronix lança ITSCAM 450+ com foco em estacionamentos e pedágios

A Pumatronix, uma das principais fabricantes nacionais de equipamentos para monitoramento de trânsito e sistemas de transporte inteligente (ITS), anuncia…

Destaque

Nova câmera de sensor duplo oferece 4K a 30 fps e suporte para analíticos de IA

A Axis Communications anuncia uma câmera multidirecional de sensor duplo projetada para excelentes panorâmicas de ângulo amplo e cobertura detalhada…

Destaque

Menino autista de 8 anos realiza sonho de conhecer câmeras de monitoramento do DF

Diagnosticado com transtorno do espectro autista aos 6 anos, Isaque tem hiperfoco em câmeras. Após postar vídeo na internet, ele…