Reconhecimento facial é proibido em escolas de Nova York

Escolas do estado de Nova York podem ser proibidas de usar sistemas de reconhecimento facial até 2022. A decisão ainda precisa ser sancionada pelo governador Andrew Cuomo e obriga instituições de educação do Estado a estudar e criar regulamentações para o uso da tecnologia.

Segundo Stephanie Coyle, diretora-adjunta do Centro de Políticas Educacionais, o uso de reconhecimento facial pode trazer experiências negativas para negros, mulheres e homossexuais. Em declaração à União das Liberdades Civis de Nova York, ela explicou que falhas de identificação podem causar bullying e brincadeiras de mau gosto.

A suspensão acontece um mês após a União das Liberdades Civis de Nova York processar o Departamento de Educação por permitir que a escola Lockport City School District’s implantasse um sistema de reconhecimento facial.

A escola, no entanto, discorda da decisão. Michelle Bradley, superintendente da instituição, diz que não há bases sólidas para proibir o uso de uma tecnologia que já havia sido aprovada. Segundo ela, o uso da ferramenta é imprescindível nos tempos atuais, já que otimiza a triagem de temperaturas para combater a covid-19.

Notícias Relacionadas

Destaque

Pesquisadores de segurança enganam sistema de reconhecimento facial

Um time de pesquisadores da empresa de cibersegurança McAfee conseguiu enganar um sistema moderno de reconhecimento facial. Os especialistas divulgaram uma…

Destaque

HID Global apresenta tecnologia para automatizar o distanciamento social nos locais de trabalho

Conforme as organizações que fecharam no Brasil retomam suas operações, novos requisitos para criação de ambientes de trabalho seguros para…

Artigos

Transformação do sistema de videovigilância do setor bancário com tecnologia IP

Por Luis Miguel Dávila, Gerente de Vendas e Engenharia da Hanwha Techwin para a América Central A capacidade dos sistemas…