Prosegur lança sistema que destrói dinheiro em caso de assaltos na CIAB 2017

A Prosegur lança na CIAB 2017 (Congresso de tecnologia da informação para instituições financeiras), que acontece até o dia 8 de junho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, uma inovadora solução integrada que inibe o roubo de dinheiro.

A solução consiste em um armário de armazenamento de numerário que possui uma tecnologia inédita que permite destruir as cédulas de dinheiro em caso de assalto a um banco. O equipamento pode ser blindado – para agências bancárias que não possuem cofres –, e sem blindagem – para aquelas agências que contam com caixa-forte ou cofre-forte,  e possui três configurações diferentes de armazenamento, sendo 12 mil, 36 mil e 48 mil cédulas. Também pode ser produzido sob medida (ampliar a capacidade) para atender demandas específicas de cada cliente.

O sistema, quando um roubo acontece, é acionado remotamente por uma Central de Monitoramento ou em um botão instalado no próprio equipamento. O tempo de destruição das cédulas é de 5 a 6 minutos, independentemente da quantidade de dinheiro armazenado. Além disso, é possível instalar várias soluções em um mesmo ambiente, aumentando a quantidade de cédulas protegidas.

“O projeto nasceu de uma necessidade interna da companhia. Num primeiro momento desenvolvemos a solução para aumentar o nosso nível de segurança, em função dos grandes assaltos que sofremos. Uma vez homologada pela nossa área de Segurança, resolvemos apresentá-la a nossos clientes do setor bancário. Nossa principal meta é oferecer soluções completas e customizadas para reduzir os riscos das mais de 23 mil agências bancárias brasileiras. Assim, estudamos o setor para trazer tecnologias que atendam essa demanda e ofereçam mais segurança para as instituições financeiras”, explicou Alessandro Abrahão, Diretor Geral da Prosegur Cash.

Outro destaque da Prosegur durante o evento é o serviço “Conciliação Segura Prosegur”, que tem como objetivo oferecer aos varejistas uma solução capaz de garantir o controle total sobre os recebíveis de todas as suas vendas, sejam por pagamentos eletrônicos (cartões de débito e crédito), por vouchers ou dinheiro.

Com isso, é possível conciliar a entrada dos recebíveis com o que foi realmente depositado na conta bancária da loja, seja em operações de dinheiro ou via cartão de crédito com as adquirentes, gerando ainda mais agilidade na disponibilidade do fluxo de caixa e evitando as inúmeras perdas do varejo causadas pela falta de controle entre o que foi vendido e o que realmente foi recebido.

Outra vantagem do serviço é que a operação também poderá ser realizada por meio do Caixa Fácil, um cofre inteligente que permite guardar o dinheiro em segurança e conta com diversos benefícios oferecidos pela companhia, como transferência e transporte de valores e auxílio na prevenção de perdas.

O Caixa Fácil Prosegur Mini, por exemplo, tem capacidade para armazenamento de até três mil cédulas e é ideal para pequenos e médios varejistas. Já o Caixa Fácil Plus, indicado para grandes varejistas, possui um cofre mais robusto e permite receber altas quantias numa velocidade maior, podendo ler até 500 cédulas por minuto e armazenar sete mil.

Além disso, quem visitar a feira poderá conhecer o ATM Móvel, solução que possibilita a instalação de caixas eletrônicos em locais onde não existe estrutura ou quando há necessidade de ampliar o serviço aos clientes. A solução é ideal para grandes eventos, feiras, festivais, shows e locais com grande concentração de pessoas.

Notícias Relacionadas

Destaque

PositivoSEG orienta empresas que pretendem investir em segurança eletrônica e não sabem por onde começar

Diretor de IoT, José Ricardo Tobias elenca cinco passos iniciais que vão garantir uma escolha inteligente para proteger os ativos…

Destaque

LogPlace inicia transporte de cargas de alto valor em parceria com a TBForte

O lançamento do serviço foi marcado por uma homenagem ao piloto Ayrton Senna com transporte do capacete utilizado em 1988…

Cases

Lotérica reduz custo na gestão de numerário e zera perdas com cofre inteligente

Cansado de assaltos e de perder horas do dia fazendo a contagem das cédulas, o empresário José Eduardo Nogueira de…