PositivoSEG orienta empresas que pretendem investir em segurança eletrônica e não sabem por onde começar

Diretor de IoT, José Ricardo Tobias elenca cinco passos iniciais que vão garantir uma escolha inteligente para proteger os ativos da companhia, reforçar a segurança de funcionários, minimizar os riscos de invasões às propriedades e evitar outros incidentes indesejados

Diante da necessidade cada vez maior de se proteger bens, dados e pessoas, e da crescente disponibilidade de tecnologias avançadas, investir em sistemas de segurança eletrônica é uma escolha inteligente. Mesmo assim, muitas empresas que já identificaram essa demanda ainda não investiram em uma solução por não saberem por onde começar. Para auxiliar essas companhias a tornarem-se mais seguras sem comprometer seus orçamentos ou tomar decisões precipitadas, José Ricardo Tobias, diretor de IoT da Positivo Tecnologia e responsável pela PositivoSEG – unidade de negócios de segurança eletrônica da companhia voltada para o mercado B2B – lista cinco passos essenciais dessa jornada.

1. Definir o foco da segurança eletrônica

    Como as soluções de segurança eletrônica são desenvolvidas para ajudar a tornar as rotinas de empresas, escolas, condomínios e residências melhor e mais segura, existe uma grande gama de produtos disponíveis para vários perfis e finalidades, desde instalações básicas e com orçamentos limitados até grandes projetos com maior refino tecnológico e possibilidades de configuração. Entretanto, antes de pensar no hardware, é preciso pensar no objetivo.

    “O ponto de partida para qualquer empresa que pretende investir em segurança eletrônica é identificar suas maiores necessidades. Ou seja, se será preciso focar em videomonitoramento, detecção de intrusão ou outra frente. Com o devido auxílio profissional para essa definição e com essa intenção em mente, tomar o caminho correto, com o devido auxílio profissional, é muito mais simples e eficiente”, explica Tobias.

    2. Buscar suporte técnico especializado

      A instalação de sistemas de segurança eletrônica deve ser feita por profissionais qualificados, como instaladores, integradores e empresas de monitoramento. Além de realizarem a parte operacional, esses especialistas treinados e cerificados saberão orientar os clientes sobre tipos de equipamento, manutenção e suporte pós-venda. Eles também vão identificar os pontos vulneráveis na propriedade ou no negócio, analisar áreas mais suscetíveis a invasões e apresentar as soluções mais adequadas.

      “A PositivoSEG conta com um programa de parceiros que oferece treinamento e certificação para parceiros comerciais, garantindo a qualidade da instalação e o funcionamento correto dos sistemas de segurança eletrônica da marca”, destaca o executivo. “Esse é um grande benefício aos instaladores e integradores, mas que gera um ganho enorme aos consumidores que contam com atendimento especializado de alta qualidade e muito mais tranquilidade durante toda a jornada de compra”.

      3. Escolher fornecedores confiáveis com equipamentos recomendados e atuais

      Na área da tecnologia, as inovações tecnológicas surgem a todo o tempo e é fundamental ter um parceiro que acompanhe fortemente esse movimento de mercado. Entre as inovações que estão impactando positivamente a área nesse momento, destacam-se recursos de inteligência artificial, análise de vídeo avançada, reconhecimento facial, sistemas integrados e Internet das Coisas (IoT), que aumentam a eficiência e a eficácia dos sistemas de segurança.

      Entre os equipamentos mais utilizados por empresas que investem em segurança eletrônica, Tobias destaca o uso dos principais. “Câmeras de segurança, alarmes, sensores de movimento, sistemas de controle de acesso e sistemas integrados de monitoramento são partes fundamentais desse ecossistema. A escolha e utilização dependem das necessidades específicas de cada local. Por exemplo, para monitoramento, serão usadas câmeras e gravadores, já para sistemas de intrusão usualmente se começa por uma central de alarme e sensores”.

      4. Buscas as soluções adequadas para as necessidades e orçamentos de cada empresa

        A aquisição de um sistema de segurança eletrônica certamente é uma decisão estratégica e precisa ser tomada de forma inteligente, considerando as melhores opções para cada cenário. Ao contrário do que possa parecer, não existem restrições relacionadas ao tamanho ou porte de uma casa ou empresa, e a segurança eletrônica é adaptável a diversas localidades. Entretanto, é importante ressaltar a necessidade de se avaliar infraestrutura, complexidade do sistema e valores.

        “O custo para a implementação de sistemas de segurança eletrônica eficientes varia de acordo com o tamanho e a complexidade do sistema, mas existem muitas maneiras de se proteger de forma eficiente”, destaca o especialista da Positivo Tecnologia. “Além da compra e instalação definitiva de um sistema, a PositivoSEG, por exemplo, oferece por meio de seus parceiros a opção de HAAS (hardware as a service), em que o cliente mantém os equipamentos em suas propriedades a partir de uma mensalidade, e garante manutenção contínua dos equipamentos”.

        5. Pesquisar sobre o pós-venda

          Um sistema de segurança eletrônica precisa estar sempre atualizado e em perfeitas condições para cumprir bem seu papel. Por isso, o consumidor deve buscar fornecedores que ofereçam suporte contínuo e conhecimento técnico de qualidade.

          Sobre esse tema, Tobias reforça os diferenciais da PositivoSEG. “Oferecemos suporte técnico gratuito aos nossos clientes por meio do portal online, chat e telefone, além de distribuidores e parceiros. Além disso, em caso de necessidade de reparo ou manutenção, o cliente pode entrar em contato com um dos parceiros da marca e ter a tranquilidade de que contará com um atendimento de qualidade”.

          Como um grande diferencial, a PositivoSEG oferece o benefício do Programa Troca Rápida direta com o distribuidor. Ou seja, se o produto apresentar defeito de fabricação dentro do prazo de garantia, o cliente pode entrar em contato com o distribuidor e solicitar a substituição por um novo produto sem custos adicionais.

          Para informações adicionais sobre produtos e o programa de relacionamento com canais de venda da nova unidade de negócios da PositivoSEG, acesse o site. Para acompanhar as novidades de outras marcas representadas no Brasil pela Positivo Tecnologia, como Infinix e VAIO®, siga as as respectivas redes sociais. 

          Notícias Relacionadas

          Destaque

          Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

          Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

          Destaque

          Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

          A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

          Destaque

          Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

          É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…