Olhos de Anjos: tecnologia com inteligência artificial proporcionará uma rede integrada de segurança

Iniciativa do Grupo Anjos da Guarda, que será lançada na Superminas 2023, prevê o uso de inteligência artificial para auxiliar na rede colaborativa de segurança

O Grupo Anjos da Guarda lançará, na Superminas 2023, de 17 a 19 de outubro, em Belo Horizonte (MG), o sistema Olhos de Anjos. A iniciativa prevê a instalação de totens que possuem câmeras com inteligência artificial embarcada integradas ao Centro Integrado de Controle de Operações e Monitoramento (CICOM).  

O uso da inteligência artificial é o grande diferencial desse sistema. Com as tecnologias embarcadas será possível realizar análises criteriosas do ambiente, possibilitando, entre outros benefícios, a detecção de atitudes suspeitas, leitura de placas veiculares com integração aos sistemas de segurança pública, alerta de veículos com restrições (furto e roubo), detecção de invasão de perímetro (cerca virtual) e perambulação (movimentações atípicas no perímetro).  Além disso, a equipe do CICOM realiza a análise e tratativas das ocorrências, em tempo real, mitigando os riscos no local.  Detectadas anormalidades que tenham repercussão na segurança pública, as imagens serão fornecidas compulsoriamente para as polícias Militar e Civil.

“Optamos pelo lançamento do projeto na Superminas 2023 porque entendemos que essa é uma oportunidade ímpar para apresentarmos aos empresários do setor o que há de mais moderno em tecnologia. Sem dúvida, será algo fundamental e que vai impactar as vendas no mercado varejista, trazendo mais segurança àqueles que estão próximos aos estabelecimentos”, destaca o fundador e CEO do Grupo Anjos da Guarda, Afonso Oliveira.

Tecnologia – O sistema Olhos de Anjos é voltado a  condomínios, empresas e estabelecimentos comerciais próximos que queiram criar uma rede de apoio de segurança. “A meta é estabelecer uma rede de proteção colaborativa entre clientes e parceiros da Anjos da Guarda, utilizando pontos estratégicos para acompanhamento do entorno do perímetro. O CICOM fará o monitoramento da rede integrada fortalecendo a cultura de segurança, aumentando a confiança e a sensação de proteção aos cidadãos”, assegura a gerente de Comunicação do Grupo Anjos da Guarda, Vannessa Castro.   

Entre os benefícios do sistema, destacam-se a promoção de um ambiente protegido, o fortalecimento da cultura de segurança na região e a tranquilidade para moradores, funcionários e clientes dos estabelecimentos comerciais. 

Referência no setor de segurança em BH, o Grupo Anjos da Guarda vai comemorar 36 anos de atividades em dezembro. Conta com mais de 1.600 colaboradores diretos e atua em toda a região de Minas Gerais. Tem sede em Belo Horizonte e unidade em Betim.

Notícias Relacionadas

Artigos

De onde vem essa tal de I.A.?

Por Nicolau Ramalho E essa tal de Inteligência Artificial? Novidade? Tendência? Moda? Será que é passageiro? ChatGPT, WatsonX, Bard. Inteligência…

Destaque

SegurPro investe em eletrificação da frota de veículos operacionais na Unilever

A multinacional de bens de consumo foi a primeira cliente da SegurPro no Brasil a adotar o uso de carros…

Destaque

Lei de Informática: instrumento de política industrial que beneficia produtos nacionais de segurança eletrônica

A Lei de Informática, Lei nº 8248/1991, também conhecida como Lei de TICs, é uma política que desde a década…