O que é criptografia: conheça como essa tecnologia pode te ajudar

O mundo atual depende da tecnologia digital mais do que nunca: conversas pessoais, reuniões do trabalho, operações financeiras, troca de documentos, e diversas empresas e profissões dependem diretamente da internet e do uso de computadores e smartphones para seu trabalho. Em especial durante a quarentena de 2020 e 2021, volume cada vez maior de dados profissionais e pessoais circulam através do mundo digital.

Mas como é possível manter todas essas informações seguras, visíveis somente para olhos autorizados, em uma rede mundial de computadores pública e repleta de vulnerabilidades? Este é o papel dos estudos da criptografia, a técnica matemática que permite a proteção de dados. Ela já está presente em tecnologias que você usa diariamente, como o protocolo HTTPS dos websites modernos, mas também pode ser aplicada de forma mais direta em seu cotidiano para garantir sua segurança digital. Vamos conhecer.

O que é criptografia?

Simplificadamente, a criptografia é o conjunto de técnicas de ciência da computação e matemática que permitem que uma informação, seja na forma de um arquivo ou transmissão de dados, possa ser reescrita com uma senha inquebrável. Com isso, os dados podem ser acessados ou transmitidos livremente, pois sem a senha, ninguém será capaz de decifrar as informações contidas no documento.

Um exemplo importante que demonstra esse mecanismo é a rede Wi-Fi doméstica: as ondas eletromagnéticas que contém os dados como sites visitados, senhas, chamadas por vídeo, etc, são propagadas em todas as direções sem qualquer limitação. No entanto, sem a senha da rede, é impossível decifrar os dados.

Essa técnica pode ser aplicada em nosso cotidiano de forma simples, mas extremamente poderosa, para evitar um grande número de problemas com a segurança digital.

Criptografia para redes

Embora nosso exemplo da rede Wi-Fi demonstre como a criptografia já é usada em redes, ele não conta a história completa. Em uma rede Wi-Fi compartilhada, em um condomínio, faculdade ou shopping, todos os visitantes poderiam ler os dados. Além disso, mesmo em nosso escritório ou casa, os dados são visíveis para outros computadores, para hackers com ataques de interceptação, ou para a provedora de internet.

Por isso, usar programas especializados como fazer download de uma VPN pode adicionar uma camada de criptografia à rede. Dessa vez, antes dos dados serem enviados de seu computador ao servidor alvo, eles são protegidos pelo software com uma senha criptografada sendo encaminhados através do túnel da VPN. Com isso, nem mesmo a operadora de internet é capaz de ler o conteúdo, e ataques ao roteador ou certificados da rede não são sucedidos.

Esse tipo de solução é especialmente importante para empresas em home office, onde dados cruciais como planilhas de gastos, fichas de contatos, documentos de contabilidade, entre outros, podem ser alvo do crescente número de ataques de ransomware no Brasil.

Criptografia para discos e arquivos

Outra aplicação fundamental da tecnologia de criptografia para qualquer escritório ou home office é usar a técnica diretamente em discos rígidos e arquivos importantes. Assim, caso o computador seja perdido, sofra vazamento de dados, seja roubado ou até hackeado, os arquivos protegidos com a chave de criptografia não poderão ser acessados.

 A criptografia em todo o disco rígido, protegendo todos os dados do computador, pode ser habilitada no Windows 10 através do recurso BitLocker. No macOS, exige a ativação do FileVault, e para Linux, basta formatar o disco durante a instalação habilitando a opção de partição criptografada.

Já para arquivos especialmente importantes, é possível adicionar uma camada extra e individual de segurança, usando programas como o TrueCrypt, VeraCrypt e AxCrypt para criptografar apenas pastas ou documentos específicos. A vantagem aqui é a possibilidade de aplicar a técnica em documentos armazenados em pendrives, cartões de memória e discos externos, facilitando a portabilidade.

Por fim, a criptografia também pode ser usada de forma indireta para compartilhar documentos em segurança entre funcionários, amigos e família. Enviar um arquivo através de um anexo de email, por exemplo, deixa os dados vulneráveis e abertos. Já o uso de um programa de armazenamento e compartilhamento em nuvem como o Google Drive, OneDrive ou Dropbox, automaticamente garante que a transferência será segura. Confira também: proteção e privacidade de dados: uma nova cultura.

Notícias Relacionadas

Artigos

Como proteger estádios e arenas esportivas com tecnologia de segurança

Por Leopoldo Ruíz, Diretor Regional para a América Latina da Axis Communications Este mês tem sido uma temporada esportiva bastante…

Controle de Acesso

ASSA ABLOY Controle de Acesso passa a comercializar produtos Mul-T-Lock no Brasil

Referência em segurança desde 1973, agora é a vez dos brasileiros aproveitarem a qualidade dos acessórios e produtos da marca…

Cibersegurança

Entenda que é um apagão cibernético e quais são os riscos

Uma falha de grande magnitude, que compromete o funcionamento de sistemas interconectados e, portanto, pode afetar uma porção significativa dos…