NetSecurity cria campanha de conscientização sobre cibersegurança voltada para escolas públicas e privadas

A NetSecurity anunciou o lançamento da campanha de conscientização em cibersegurança, voltada para gestores de instituições de ensino público e privado de todo o país.

Com o tema central “Por um Mundo Digital mais Seguro”, a iniciativa da NetSecurity visa orientar pais, professores e gestores de educação no processo de aprendizado das boas práticas de segurança digital, garantindo interações mais seguras e efetivas com os alunos por meio das plataformas virtuais.

“Durante a fase inicial do período de isolamento social, percebemos muitas instituições de ensino migrando suas aulas presenciais para o formato digital de forma repentina, o que pode gerar uma grande oportunidade para cibercriminosos invadirem redes, sistemas e cometerem crimes virtuais, como roubo de dados, colocando em risco não somente a gestão das instituições mas também a vida de pessoas”, alerta Carlos Gajardoni, CEO da NetSecurity.

Em razão desse momento crítico que o mundo está vivendo, Gajardoni faz questão de ressaltar que a NetSecurity, como uma empresa especializada em Cibersegurança, decidiu contribuir para a construção de uma sociedade mais segura por meio de uma campanha de conscientização voltada para a área de Educação. “O projeto ‘Por um Mundo Digital mais Seguro’ surgiu para evitar outros possíveis impactos da pandemia de Covid-19 junto ao setor. Com um conteúdo simples e didático, vamos conscientizar todos que estão inseridos no ecossistema educacional para que possam compartilhar e fazer uso das boas práticas de segurança digital”, explica.

O projeto

A iniciativa conta com palestras online, de aproximadamente uma hora de duração, ministradas pelos colaboradores da NetSecurity. Durante os encontros, que serão previamente agendados com as escolas interessadas em participar do projeto, os participantes terão a oportunidade de sanar as principais dúvidas sobre os riscos que podem estar sujeitos no ambiente digital, caso não tomem algumas medidas preventivas.

“Estamos acompanhando o aumento de ataques cibernéticos neste período de quarentena e, a falta de conhecimento em tecnologias e Segurança da Informação torna o usuário ainda mais vulnerável para cair em golpes de criminosos e oportunistas digitais”, reforça o CEO da NetSecurity.

Com o início do projeto marcado para o começo de agosto, a NetSecurity pretende atingir cerca de 50 escolas até o final do ano. A empresa também divulgará todas as informações da campanha “Por um Mundo Digital mais Seguro”, por meio das suas Redes Sociais. As instituições de ensino interessadas em participar devem acessar o link https://conteudo.netsecurity.com.br/inscricao-para-um-mundo-digital-mais-seguro, preencher o formulário e agendar a sua palestra.

Notícias Relacionadas

Destaque

ZKTeco e Seventh fazem integração com SpeedFace V5L

A ZKTeco, fabricante mundial em tecnologia de segurança inteligente por meio de reconhecimento biométrico (facial, palma, veia do dedo e…

Destaque

Na volta às aulas, novas tecnologias ajudam a evitar contaminação nas escolas

Um estudo realizado pela Apeoesp, pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos…

Destaque

Drone ajudará Guarda Municipal de Porto Alegre em ações de combate à criminalidade

Para possibilitar maior agilidade às ações de combate à criminalidade em Porto Alegre, principalmente nas áreas de praças e parques, a…