Metrô de São Paulo vai usar reconhecimento facial em anúncios

A ViaQuatro, concessionária que opera a linha 4-Amarela dos trens metropolitanos de São Paulo, anunciou que vai começar a usar um sistema de reconhecimento facial para medir a reação de usuários às propagandas exibidas nas estações.

A novidade faz parte da implementação de novas telas interativas que serão colocadas nas portas que separam a plataforma de embarque dos trens da linha 4-Amarela. Essas telas servirão para exibir informações e também propaganda.

Segundo a ViaQuatro, será possível medir o impacto dos anúncios instantaneamente através de uma câmera com reconhecimento facial que vai ser capaz de ler e interpretar as expressões faciais das pessoas enquanto elas veem as propagandas.

Assim, será possível medir se a publicidade em questão está agradando ou não ao público, a julgar por suas expressões faciais. Ou, pelo menos, é o que a ViaQuatro promete aos anunciantes. A concessionária não diz se estes rostos serão registrados e armazenados.

Além de tudo isso, as câmeras serão capazes de contabilizar quantas pessoas são impactadas pelos anúncios. Graças ao sistema de reconhecimento facial, elas conseguem diferenciar até mesmo quem passa em frente à tela mais de uma vez.

As novas portas começarão a ser instaladas no dia 18 de abril. A princípio, elas só funcionarão nas estações Luz, Paulista e Pinheiros.

Fonte: Olhar Digital

Notícias Relacionadas

Artigos

Segurança perimetral: integração de áudio e vídeo garante mais eficiência

Por Jader Mantellato, Gerente de Desenvolvimento de Negócios Verticais da Hikvision   Garantir a segurança do perímetro é de suma…

Destaque

Supermercados Correia reduzem perdas e custos de tesouraria com cofre inteligente

Com o cofre inteligente da Sesami não há erros de contagem e a empresa reduziu seus gastos com transporte dos…

Destaque

Bycon apresenta gerador de neblina compacto e acessível

Com o crescente número de roubos e saques a estabelecimentos comerciais, a necessidade de medidas de segurança eficientes é mais…