Metrô adota solução de detecção térmica

Equipamento realiza a medição de temperatura de cerca de 113 mil pessoas por dia e funcionários encaminham os passageiros com febre para auxiliar identificação de pessoas com Covid-19

Por Redação

O metrô da capital baiana adotou a solução de detecção térmica da Dahua Technology, que confere a precisão necessária para medir a temperatura de pessoas em áreas de grande circulação. A iniciativa tem o objetivo de auxiliar o combate ao coronavírus, pois a identificação de febre em passageiros (temperatura acima de 37,8°C) pode indicar infecção por Covid-19.

As seis câmeras térmicas instaladas no metrô são dotadas de dispositivos black body da Dahua que medem a temperatura de pessoas, em massa e com alta precisão, apresentando possível margem de erro de apenas 0,3°C grau. Os equipamentos foram instalados no início de junho nas estações de maior movimento do metrô de Salvador, como Lapa e Pirajá. O plano é expandir a iniciativa para outras estações da cidade.

A solução identifica a temperatura de inúmeros passageiros em tempo real por meio do uso de um sensor calibrado que realiza a checagem da temperatura, e envia a informação de maneira rápida e eficaz a um painel, gerando um alerta caso identifique algum indivíduo fora do padrão de temperatura, ou seja, o estado febril. Foram treinados enfermeiros e técnicos de informática para a utilização dos equipamentos.

Após a identificação de febre, as pessoas são encaminhadas à sala de primeiros socorros das estações, fazem o teste rápido para a detecção da Covid-19 e o teste de proteína C-reativa também conhecido como PCR, além de receberem as informações e o atendimento necessário.

“A iniciativa visa promover a segurança dos cidadãos de Salvador que precisam utilizar o metrô para se locomover. Com a medição de temperatura e aplicação de testes, conseguiremos reduzir o contágio por coronavírus no transporte público, uma vez que é difícil manter o distanciamento”, esclareceu Eduardo Copello, diretor presidente da CTB.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) adquiriu as câmeras e dispositivos black body da Dahua Technology e o projeto foi realizado pela CTB, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), com o apoio da CCR Metrô Bahia. A integradora Avantia Tecnologia e Segurança foi responsável pela instalação técnica em ambas as estações.

Aferição de temperatura de passageiros do Aeroporto Internacional de São Paulo

Também visando identificar passageiros com a temperatura elevada, a GRU Airport e a Dahua anunciaram a instalação de câmeras térmicas com calibrador black body no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Aeroportos na Espanha, Turquia, Chile, Argentina e Colômbia contam com o mesmo equipamento. O diferencial da tecnologia é a fonte de calibração constante e em tempo real para a câmera, chamada black body.

Com funcionamento ininterrupto durante todos os dias da semana, as câmeras estão instaladas no portão de embarque do Terminal 2. Por meio de um monitor, agentes da GRU Airport acompanham toda a operação. Se um passageiro for identificado com temperatura superior a 37,8°C será direcionado ao posto médico do aeroporto para receber atendimento e instruções.

As câmeras com calibrador especial operam com o uso de inteligência artificial e analisam algoritmos que medem a temperatura proporcional à quantidade de raios infravermelhos emitidos por uma pessoa. Assim, é possível medir a temperatura de até cinco mil passageiros em apenas 30 minutos. Utilizando um termômetro convencional, a análise dos viajantes levaria 5 horas.

Aferir a temperatura corporal antes do embarque por meio de câmera térmica é uma das medidas que a GRU Airport oferece aos seus passageiros como boa prática contra a disseminação do novo coronavírus. Diversas outras recomendações da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estão sendo seguidas pela concessionária para o combate e prevenção à doença no aeroporto.

As câmeras estão no portão de embarque do Terminal 2, que concentra 90% do fluxo de voos e passageiros de todo o aeroporto. No Terminal 3, que responde por 10% das operações do aeroporto, os passageiros têm a temperatura corporal medida por paramédicos contratados pela GRU Airport, no portão de embarque.

Notícias Relacionadas

Cases

Toyota Argentina pronta para o “Novo Normal” com a Solução da Dahua

A Toyota Argentina atua no país há 26 anos. Representa 40% das exportações de empresas automotivas em 2019 e atualmente…

Destaque

Venda de câmeras térmicas no Brasil dispara após Covid-19, diz fabricante

As vendas de câmeras térmicas, que medem a temperatura corporal, quase quintuplicaram em maio no Brasil, informou a unidade no…

Revista

Nova edição da Revista Segurança Eletrônica está no ar! – Junho/2020

A nova edição da Revista Segurança está no ar (junho/2020) e nela trazemos diversas novidades, lançamentos, cases e entrevista. Tratamos…