Justiça condena Concessionária por acidente e cita a falta de meios de vigilância na rodovia como um dos motivos da causa da ocorrência

A Justiça de São Paulo condenou a concessionária de rodovia Nova Dutra a indenizar a Seguradora Azul Seguros pela perda total de um veículo de segurado vítima de acidente com animal na pista, que teve sua trajetória interceptada por um cavalo. O fato não é novo, existem centenas de processos nas justiças estaduais e federal condenando concessionárias de rodovias a indenizar cidadãos ou seguradoras vítimas de quaisquer tipos de animais na pista de rolamento das rodovias causadores de acidentes.

O que é inédito, foi os motivos que levaram o Juiz do caso a chegar ao veredito. O Magistrado menciona que embora exista conduta fiscalizatória da concessionária para minimizar a possibilidade de acidentes, isto não a exclui de ter uma vigilância mais eficaz.

” Existe tecnologia disponível no mercado (e acessível à concessionária) para fiscalização em tempo real, com a detecção de qualquer anomalia sobre a faixa de rodagem, como também para percepção de que isso está por acontecer (registrando com alarmes eletrônicos a aproximação de corpos no acostamento e/ou nas vizinhanças dele e isso sobre toda a extensão da rodovia)”, falou Juiz de Direito Carlos Eduardo Reis de Oliveira.

Na nota de rodapé 12 da decisão do processo, o Juiz indica o website da TechnoAware, fazendo menção à tecnologia de análise de vídeo.

Da decisão cabe recurso, mas a decisão da Justiça mostra a importância da análise de vídeo em rodovias. A   já tem o sistema implantado em duas grandes rodovias no Brasil e atende as exigências da ANTT e ARTESP.

Notícias Relacionadas

Destaque

PositivoSEG orienta empresas que pretendem investir em segurança eletrônica e não sabem por onde começar

Diretor de IoT, José Ricardo Tobias elenca cinco passos iniciais que vão garantir uma escolha inteligente para proteger os ativos…

Destaque

LogPlace inicia transporte de cargas de alto valor em parceria com a TBForte

O lançamento do serviço foi marcado por uma homenagem ao piloto Ayrton Senna com transporte do capacete utilizado em 1988…

Cases

Lotérica reduz custo na gestão de numerário e zera perdas com cofre inteligente

Cansado de assaltos e de perder horas do dia fazendo a contagem das cédulas, o empresário José Eduardo Nogueira de…