ISS apresentará tracking de acesso durante a ISC 2019

Líder no desenvolvimento de sistemas de vigilância de segurança e vídeo analíticos, a ISS anuncia sua participação na ISC 2019, para qual levará três soluções. O evento, que acontecerá no Expo Center Norte entre os dias 25 e 27 de junho, reúne as mais recentes tecnologias, produtos e serviços para o setor de segurança, além de atrair compradores de toda a cadeia produtiva, proporcionando o ambiente propício para a geração de negócios e networking. A ISS exibirá suas soluções nos estandes da distribuidora Spectra e das fabricantes Dahua e HIKVision, todas referências em seus segmentos.

Uma das novidades que a ISS levará à ISC 2019 é o ISS SecurOS Smart, um produto 100% desenvolvido no Brasil. Fruto de uma joint venture com a iControl, o ISS SecurOS Smart é um tracking de acesso totalmente integrado, que possibilita o rastreamento em tempo real e sincronização com as imagens gravadas. “Trata-se de um solução modular, que dá a possibilidade de incorporar múltiplas autenticações, e com ela o usuário pode gerar relatórios para controle de informações de uma forma sem similares no mercado”, adianta Daniel Feitosa, diretor regional da ISS no Brasil.

Para o reconhecimento biométrico, a fabricante apresentará o ISS SecurOSTM FaceX, uma solução robusta desenvolvido para ambientes controlados e não controlados, internos e externos, que atua na captura e reconhecimento simultâneo de múltiplas faces. A aplicação permite a pesquisa inteligente (com busca avançada e geração de listas de acesso) e, também, conectividade de banco de dados, com importação e exportação ilimitada de detectores faciais e suporte SDK. A novidade desta versão é que ela vem com um custo mais acessível que o anterior, pois não haverá mais a cobrança pela licença da base de dados. Até a instalação do software é diferente. “Antigamente, um projeto custava, somente em licenças, cerca de US$ 60 mil. Com a atualização do software, esse valor caiu para US$ 15 mil e, dependendo do projeto, cai entre 15 e 20 vezes o valor anterior”, detalha Feitosa.

E, por fim, os visitantes também poderão conhecer o ISS SecurOSTM Auto, a consagrada solução para monitoramento veicular da ISS que permite, entre suas diversas funções, o reconhecimento de veículos e a leitura de placas em alta velocidade (até 250 km/h), pesquisa inteligente (com geração rápida de relatórios e conectividade de banco de dados) e facilidade de conexão com BD externo e integração com equipamentos e dispositivos terceiros, com suporte SDK. “Com os softwares analíticos, reconhecimento de placas (LPR) e o VMS (video management system) desenvolvidos pela ISS, o usuário pode combinar e reunir dados fundamentais para o controle de incidentes, ou mesmo alimentar um BIG DATA”, afirma Daniel Feitosa, diretor regional da ISS no Brasil.

Além da demonstração dos produtos nos três estandes, a ISS ministrará duas palestras durante o evento. Joni Ramos, arquiteto em soluções de CFTV e segurança e responsável por toda a engenharia de suporte da ISS no Brasil, irá levar aos visitantes da feira dois importantes cases da área de segurança. No dia 26/06, às 16h, será apresentado no estande da Dahua o projeto para a Superintendência de Trens Urbanos do Recife (CBTU), que hoje conta com 1.380 câmeras funcionando dia e noite. “Os equipamentos captam e identificam imagens utilizando os analíticos ISS embarcados nas câmeras Dahua. Esta tecnologia está evitando invasões em áreas vitais à operação, bem como depredações, vandalismos ou outras ocorrências que poderiam paralisar o transporte de passageiros”, explicou Joni Ramos.

E no dia 27/06, às 16h30, será apresentado no estande da Hikvision o projeto para a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS Ceará), que transformou o estado em um dos mais vigiados do país. “Quando a tecnologia é bem empregada na administração pública, os resultados logo aparecem para a população. Hoje, o Ceará conta com 3.304 equipamentos de monitoramento instalados que ajudam a prevenir os mais variados tipos de incidentes. Só em Fortaleza, cuja área é de de 313,8Km², há 2.543 câmeras instaladas, o que na prática significa que, para cada km², há em média oito câmeras capturando imagens de quem passa”, afirmou Joni.

Notícias Relacionadas

Artigos

Bem-vindo à era da identidade centrada no indivíduo

Por Marcelo Annarumma A primeira metade do ano teve movimentação interessante no sentido de o Brasil dar seus primeiros passos…

Destaque

Metrô de São Paulo vai implementar câmeras com reconhecimento facial

As estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha do Metrô de São Paulo vão ganhar novas câmeras de monitoramento com…

Destaque

Axis melhora capacidade das câmeras com nova geração do chip ARTPEC

A 7ª geração do chip Artpec da fabricante sueca Axis Communications chega ao mercado com ajustes que agregam novos recursos…