Intelbras anuncia resultados financeiros do 2 tri com crescimento de 15,8% no EBITDA e receita de R$ 970 mil

A Intelbras (INTB3) divulgou os resultados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2023. Entre os destaques, estão o EBITDA de R$ 137.736 mil, representando crescimento de 15,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, além do lucro líquido, que atingiu R$ 118.021, valor 22% maior do que o segundo trimestre de 2022.

“Neste segundo trimestre do ano, a Intelbras alcançou melhoras relevantes na margem bruta, margem EBITDA e no lucro líquido, mesmo com o cenário desafiador que enfrentamos na unidade de negócios de Energia Solar da empresa. O foco na operação, na melhoria contínua de nossos processos internos, no cliente, e na gestão diligente dos negócios podem ser observados nos resultados positivos que alcançamos”, comenta Altair Silvestri, CEO da Intelbras.

No segundo trimestre do ano, a companhia obteve clareza em relação ao novo patamar de receitas para o negócio de Energia Solar, tornando possível a reorganização de suas estruturas e, consequentemente, acelerando sinergias de processos internos. O principal objetivo será, nos próximos meses, reconduzir as despesas aos níveis históricos da operação, a fim de alcançar resultados ainda melhores nos próximos períodos de balanço.

“Vamos manter nossas estratégias de entregar crescimentos históricos de receita e lucro em nossos segmentos de Segurança e Comunicação, além de alcançar ganhos de eficiência em toda a operação ao longo do segundo semestre, a fim de preservar os resultados da companhia”, destaca Silvestri.

Evolução do negócio por segmento de atuação

Com o crescimento contínuo no segmento de Comunicação, é possível observar uma variação relevante na composição das receitas. No caso do segmento de Segurança, a unidade de negócios passou a representar 58% da receita operacional líquida da empresa, com ganho de 11 pontos percentuais. A representatividade de Comunicação também continuou uma trajetória de crescimento, sendo responsável por 24% da receita. Mesmo com o decréscimo apresentado pela linha de negócios de Energia Solar, ela ainda possui uma representatividade de 18% nos resultados da companhia.

Dando continuidade às estratégias de penetração em controle de acessos e de maior presença no mercado de projetos e soluções, o segmento de Segurança continua entregando seu plano de negócios com crescimento de receita operacional líquida e lucro bruto.

Segundo Paulo Daniel Correa, Diretor superintendente de Segurança da Intelbras, as estratégias de mercado da empresa seguem assertivas. “Continuamos alcançando nossas metas de ampliação no mercado de Projetos e Soluções, bem como manter a liderança no desenvolvimento do mercado de Controle de Acessos no Brasil. Desta forma, vale destacar que a melhora alcançada do segmento, ao longo dos últimos trimestres, contribuiu de forma muito significativa para o ganho de 2,5 pontos percentuais na margem bruta neste período”, afirma Correa.

No segmento de Comunicação, a evolução dos negócios para 2023 segue conforme as expectativas da Intelbras. Em destaque, a companhia conquistou incrementos importantes nas linhas de Redes Empresariais e de Redes Fibra Ótica ao longo deste segundo trimestre. “A Intelbras também realizou as primeiras vendas da nova fábrica de Tubarão (SC), que registra o início da linha de cabos de fibra ótica da nossa marca. Durante o segundo trimestre, também observamos uma evolução positiva da linha 5G, com faturamentos para Operadoras e ISPs”, explica Henrique Fernandez, Diretor superintendente de Comunicação da Intelbras.

Já o segmento de Energia da Intelbras, formado pelas unidades de Energia e de Energia Solar, apresentou um decréscimo em sua receita. Ambos os negócios evoluíram de maneira distinta. A unidade de Energia Solar reportou queda de receita, devido a um processo de acomodação no mercado após a mudança regulatória gerada pela Lei 14.300/21. Por outro lado, a unidade de negócios de Energia evoluiu conforme o planejamento e continuou crescendo sua receita de forma expressiva.

“Entendemos que o mercado de Energia Solar on-grid, especificamente em nosso foco de micro geradores, atravessa uma fase de acomodação de demanda e deve se comportar conforme a sazonalidade anual padrão de mercado, com o segundo semestre ligeiramente superior ao primeiro. Já com relação à margem bruta, se observa um nível compatível com o realizado no primeiro trimestre deste ano, devido à composição das receitas entre Solar e Energia e queda moderada dos preços ao longo do trimestre, buscando privilegiar a rentabilidade do negócio”, comenta Márcio Ferreira, Diretor Superintendente de Energia da Intelbras.

Principais resultados consolidados

• O EBITDA* foi de R$ 137.736 mil, o que representa um crescimento de 15,8% com relação ao mesmo período do ano anterior, representando uma margem EBITDA de 14,2% e incremento de +0,3 ponto percentual em relação ao 1T23.

• O ROIC (pre-tax) consolidado da companhia, apurado nos últimos quatro trimestres, foi de 24,9%, ficando -0,9 p.p. abaixo deste indicador consolidado do trimestre anterior e +5,6 pontos percentuais frente o mesmo período do ano passado.

• O Lucro Líquido da Intelbras neste trimestre foi de R$ 118.021 mil, o que representa um crescimento de 22,0% com relação ao realizado no mesmo período do ano anterior, além de margem líquida de 12,2% da receita operacional líquida.

• A Receita Operacional Líquida foi de R$ 970.829 mil no trimestre, representando um decréscimo de -4,4% com relação ao mesmo período do ano anterior e -6,4% com relação ao 1T23.

Dividendos

No dia 26 de julho, o Conselho de Administração da Intelbras aprovou a declaração e o pagamentos de dividendos intercalares aos acionistas. Conforme consta nas informações financeiras aprovadas no primeiro semestre de 2023, o valor total de dividendos foi de R$ 54.236.818,26, correspondendo o valor de R$ 0,165552439 por ação. O pagamento aos acionistas será realizado no dia 15 de agosto. O valor dos dividendos intercalares aprovados será imputado, integralmente, aos dividendos obrigatórios da companhia referentes ao exercício de 2023.

Execução do planejamento para 2023

Finalizado o primeiro semestre de 2023, é possível compreender a resiliência dos negócios da companhia, trazendo confiança e motivação para que a Intelbras possa seguir executando seus planos de expansão em seus mercados de atuação.

“Neste ano, iniciamos nossos negócios com a perspectiva de, mais uma vez, alcançar resultados sólidos e assim seguimos com nossos planos. Mesmo com os desafios do mercado, estamos trabalhando incansavelmente para adaptar estratégias e acompanhar novas demandas, a fim de manter a Intelbras como referência de qualidade em seus produtos e serviços e, consequentemente, alcançando resultados cada vez mais satisfatórios”, ressalta o CEO.

Em relação ao negócio de microgeração distribuída, principal linha de negócios da unidade de Energia Solar da empresa, os desafios de mercado podem acelerar o processo de consolidação do segmento no curto prazo, o que trará maior profissionalização ao setor e, portanto, mais oportunidades para a companhia no médio prazo.

“Desta forma, partimos para o segundo semestre com foco na preservação dos resultados e eficiência operacional, buscando de forma constante estarmos mais próximos de nossos clientes e parceiros, entendendo suas necessidades e novas demandas, além de aprimorar todos os nossos processos e resultados”, finaliza Silvestri.

Para conferir todos os resultados financeiros e econômicos da Intelbras, acesse o site: www.ri.intelbras.com.br.

*Ebitda é a sigla em inglês para Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization. Em português, “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização” (também conhecida como Lajida). É um indicador muito utilizado para avaliar empresas de capital aberto. 

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…