“Hackers do bem” estão testando sistema de segurança dos Jogos Olímpicos de Paris

Autoridades alertam para um número de ataques cibernéticos sem precedentes durante os Jogos Olímpicos de Paris

A Agência Nacional Francesa de Segurança da Informação (ANSSI) e as empresas de cibersegurança Cisco e Eviden alertam para um número de ataques cibernéticos sem precedentes durante os Jogos Olímpicos de Paris. Por isso, as autoridades montaram um plano para limitar os prejuízos causados pelas ações de hackers.

Paris 2024 terá centro de operações de segurança cibernética

O evento esportivo contará com um centro de operações de segurança cibernética. O local onde ficará instalado este espaço está sendo mantido sob sigilo pelas autoridades por questões de segurança.

Segundo a Agência Nacional Francesa de Segurança da Informação, nem todos os ataques hackers poderão ser evitados. Mas é possível amenizar os efeitos das ações dos cibercriminosos.

Uma das alternativas adotadas tem sido contratar “hackers do bem” para testar os sistemas de segurança utilizados durante os Jogos Olímpicos de Paris. O objetivo é encontrar possíveis vulnerabilidades e resolver os problemas antes do início das competições, previstas para o dia 26 de julho deste ano. As informações são da Reuters.

Alerta de número sem precedentes de ataques cibernéticos

De acordo com as autoridades francesas, o número de ataques cibernéticos durante os Jogos de Paris deve ser 10 vezes maior do que o registrado em Tóquio, em 2021.

A ação de hackers durante o maior evento esportivo do mundo não é uma novidade. Em 2018, um vírus de computador apelidado de “Olympic Destroyer” foi usado em um ataque à cerimônia de abertura dos Jogos de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul. Na ocasião, o Departamento de Justiça dos EUA disse que o ataque foi promovido por seis hackers ligados à agência de inteligência da Rússia. O governo russo, no entanto, negou qualquer envolvimento no caso.

No mês passado, o presidente da França, Emmanuel Macron, disse não ter dúvidas de que a Rússia atacaria os Jogos Olímpicos de Paris.

O evento acontece sem a participação da delegação russa como parte das sanções aplicadas contra o país após o início da guerra na Ucrânia.

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…