Aumento do nível de segurança

Os tempos de espera nos postos de controle de segurança dos aeroportos são imprevisíveis e acabam sendo uma dor de cabeça para os passageiros e para os Gerentes de Segurança. A tecnologia certa pode ajudar até certo ponto, como uma solução inteligente que impede que as filas fiquem longas demais.

Geralmente, é fácil para os viajantes planejarem sua rota de casa até o portão de embarque no aeroporto. Eles sabem quanto tempo leva para chegar ao aeroporto de carro ou de transporte público e devem considerar um tempo extra para despachar a bagagem. No entanto, uma parte dessa viagem antes do voo é imprevisível: a espera antes de passar pelo controle de segurança. Não é incomum que haja filas longas, o que pode causar surpresas desagradáveis. Para muitos passageiros, o primeiro pensamento que lhes vem à cabeça quando veem uma fila longa é: “Será que eu vou conseguir embarcar?

À medida que as filas dos pontos de controle de segurança aumentam, os passageiros vão ficando cada vez mais irritados. Isso também aumenta o risco de segurança, pois a área em frente aos postos de controle é mais vulnerável a ataques em potencial que a área atrás deles. Para os passageiros do Aeroporto Internacional de Budapeste Ferenc Liszt, a situação pode mudar no futuro. Como parte de um projeto-piloto, o tempo de espera é exibido em uma tela no Terminal 2a. Há dois postos de controle, um para cada terminal, e os passageiros podem escolher onde fazer a fila com base no tempo de espera de cada um. Por exemplo, se um dos postos de controle estiver muito cheio, mas o outro estiver vazio, os passageiros podem ir a este último para ganhar tempo.

Istvan Szabo, Diretor de Segurança do Aeroporto de Budapeste, queria que os tempos de espera aparecessem nos postos de controle. Ele diz que “o desafio está em distribuir os passageiros equitativamente entre os dois postos de controle para os respectivos terminais”. Szabo não precisou investir em uma infraestrutura de câmeras completamente nova para possibilitar isso, bastou integrar cinco câmeras Bosch novas à rede existente.

Vantagens para passageiros e funcionários do aeroporto

Estas câmeras de vídeo oferecem excelente qualidade de imagem e, portanto, o material correto para o futuro processamento de dados usando um algoritmo. Isso permite que a solução reconheça quantas pessoas estão esperando na entrada de cada posto de controle e quando passam pelas saídas. Por outro lado, a solução consegue calcular o tempo de espera médio e mostrá-lo aos passageiros que ainda não tiverem passado pelo controle de segurança.

Isso não só aumenta a satisfação do passageiro, mas também reduz a carga de trabalho dos operadores do sistema de gerenciamento de vídeo na sala de controle, que não precisam mais equilibrar manualmente o fluxo entre os postos.

Por sua parte, Szabo deseja expandir esse serviço: “Os tempos de espera devem ser integrados ao nosso aplicativo, para que os passageiros possam receber essas informações quando estiverem a caminho do aeroporto”. As surpresas indesejáveis durante o trajeto de casa ao portão de embarque passarão a ser coisas do passado.

Notícias Relacionadas

Destaque

WDC Networks fecha acordo com a IDEMIA para distribuição de soluções de biometria no Brasil

A WDC Networks anuncia hoje a assinatura de um acordo comercial com a líder global em identidade aumentada, IDEMIA, para…

Destaque

CIPHER participou da Exposec em parceria com a SegurPro

A CIPHER, empresa do Grupo Prosegur, participou em conjunto com a SEGURPRO da Exposec 2019. A empresa apresentou seu portfólio…

Destaque

Grupo Verzani & Sandrini trouxe soluções tecnológicas para estacionamentos na Exposec 2019

O Grupo Verzani & Sandrini trouxe para a Exposec 2019, além de toda sua expertise para o setor, soluções tecnológicas…