Galpões logísticos: tecnologia de áudio e vídeo IP evitam furtos, controlam o acesso e facilitam a gestão da frota

O transporte de carga no Brasil cresceu 38% no 1° quadrimestre de 2021 comparado ao mesmo período do ano passado. O levantamento do Índice de Movimentação de Cargas do Brasil ainda registrou que as movimentações somaram R$ 3 trilhões.

Com o crescimento do e-commerce e dos serviços delivery, o setor segue aquecido e aproveita para investir em tecnologia para impulsionar o faturamento, evitando furtos externos e internos, falhas de operação e agilizando processos.

De acordo com Luciana Cartocci, diretora executiva da Teleinfo Soluções, especialista em tecnologia e infraestrutura física para ambientes de alta complexidade, o setor logístico é um dos principais beneficiários do modelo 4.0.

“Desde os gigantes do varejo à pequenos e médios distribuidores logísticos, todos devem se beneficiar da Logística 4.0 uma vez que ela atende às principais dores do segmento: segurança, redução de custos e ganho de agilidade operacional”, explica.

A estrada para um modelo logístico mais inteligente e tecnológico começa no ponto de partida, os galpões. Com o avanço da tecnologia, as empresas oferecem ao mercado soluções de segurança e rastreamento visual de mercadorias que permitem proteger instalações e mercadorias enquanto monitoram produtos e processos.

Baseada em câmeras de vídeo IP capazes de produzir imagens altamente detalhadas, mesmo em condições climáticas adversas e até no escuro, sem criar falsos alertas.

Somadas às imagens, as soluções de áudio inteligente agregam ainda mais possibilidades às soluções visuais porque permitem o envio de mensagens ao vivo ou agendadas com orientações que vão desde a solicitação para que um suspeito se afaste ou até mesmo que um funcionário utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) obrigatórios antes que um acidente aconteça.

“A oferta tecnológica para o segmento logístico é muito abrangente, com soluções integradas à uma infraestrutura robusta é possível não apenas acompanhar as movimentações, mas descobrir e provar o que aconteceu com cada objeto que está sob a responsabilidade da empresa naquele momento. Em curto prazo, há a diminuição de prejuízos pontuais, mas pensando além, a assertividade conquistada agrega valor à reputação da empresa e este ganho é imensurável”, detalha Luciana.

Outro fator que está ganhando espaço no setor logístico mundial são os sistemas de controle de acesso que usam vigilância por vídeo como um segundo fator de autenticação. Isso porque muitas das ameaças aos galpões entram pela porta da frente, assim proteger os pontos de entrada e saída de alto risco é essencial.

Para a diretora executiva da Teleinfo Soluções, o avanço tecnológico do setor logístico se tornou incontornável e deve avançar em 2022 integrando novos recursos aos sistemas já existentes e os que foram adotados durante a pandemia, como as soluções touchless.

Notícias Relacionadas

Destaque

Governo quer usar biometria para padronizar carteira de identidade

O governo federal quer preparar um decreto para padronizar a emissão de novas carteiras de identidade e usar a verificação…

Destaque

No Dia Internacional de Proteção de Dados conheça a importância da sua privacidade

Apesar de estarmos vivendo em um mundo cada vez mais conectado, milhões de pessoas ainda desconhecem como suas informações pessoais…

Cibersegurança

Brasil aprova adesão à Convenção de Budapeste que facilita cooperação internacional para combate ao cibercrime

Ratificação do tratado é defendida pelo Ministério Público Federal, que pediu urgência na votação do PDL A adesão do Brasil…