Empresas de segurança ‘perderam’, em média, 7 armas por dia nos últimos 4 anos

Desde 2017, empresas de segurança privada tiveram 12.555 armas de fogo roubadas, furtadas e perdidas

De 2017 para cá, já foram pelo menos 12.555 armas “extraviadas” de empresas de segurança privada em todo o país. Só neste ano, até 24 de agosto, a Polícia Federal já registrou 692 casos de roubo, furto e perda de armas de fogo que pertenciam a empresas do setor. Quase um terço das ocorrências de 2021 foi no estado de São Paulo. Os dados foram obtidos pela Fiquem Sabendo por meio da Lei de Acesso à Informação.

Nessa série histórica, 2017 foi o ano com a maior quantidade de ocorrências, com 4.430 casos. De lá para cá, os números vêm caindo ano a ano. Em 2020, houve uma redução de cerca de 62% nos registros de roubo, furto e perda de armas de fogo em comparação a 2017.

A Polícia Federal aponta que existem atualmente 3.603 empresas de segurança no Brasil – sendo que 40% delas estão na região Sudeste do país. São Paulo (912), Rio de Janeiro (268), Paraná (242) e Minas Gerais (217) são os estados com mais empresas, incluindo filiais e matrizes.

Segundo a PF, atualmente as empresas de segurança privada possuem um arsenal de 246.511 armas de fogo em todo o Brasil. O estado de São Paulo é a unidade da federação que concentra o maior número delas, com 59.086 armas. Ou seja, uma em cada quatro armas. Em SP, o tipo de arma mais comum nas mãos de empresas de segurança é o revólver calibre .38 – com 48.430 unidades, cerca de 82% do total.

A Polícia Federal também afirma que fiscaliza todas as empresas autorizadas pelo menos uma vez por ano. De acordo com a PF, de 2016 até 25 de agosto deste ano, houve 23.283 processos que resultaram em algum tipo de punição contra empresas de segurança. A penalidade mais comum no período foi a aplicação de multas, com 17.146 casos que somaram o valor de R$ 43.647.690,82. Na mesma época, a PF também cancelou o alvará de funcionamento de 516 empresas, como forma de punição.

Fonte: Fiquem Sabendo

Notícias Relacionadas

Cases

VIVOTEK implanta solução aprimorada de vigilância para uma cervejaria japonesa centenária

Uma conhecida cervejaria japonesa centenária, reverenciada localmente por seu saquê, shochu, vinho de ameixa, cerveja e aromatizantes, opera cinco cervejarias…

Cibersegurança

Cibersegurança e o fator humano: muito além da tecnologia

Por Andréa Thomé e Leylah Macluf Quase todas as empresas médias e grandes já sofreram um ataque cibernético. As que…

Destaque

Aeroportos tendem a ter processos mais inteligentes e focados em oferecer melhores experiencias aos clientes

Com este objetivo, as empresas devem ampliar sua digitalização e adotar soluções de segurança e inteligência cada vez mais integradas…