Empreendimento comercial reestrutura todo o sistema de segurança

Com quase 300 salas comerciais, o Centro Profissional Ribeirão Shopping de Ribeirão Preto, decidiu substituir todo o seu sistema de segurança obsoleto por um sistema tecnológico integrado com câmeras, controle de acesso e centro de controle de última geração

Por Fernanda Ferreira

Centro Profissional Ribeirão Shopping é um empreendimento comercial localizado em um dos principais corredores de interligação da cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. O edifício conta com 288 salas comerciais distribuídas em 18 pavimentos, além de duas salas de convenção e uma sala de reunião, totalizando mais de 12 mil metros quadrados. A torre é conectada ao Ribeirão Shopping por meio de uma passarela exclusiva.

Em 2017, o condomínio possuía um sistema de segurança desatualizado e obsoleto, apenas com câmeras analógicas, controle de acesso antigo, sala de monitoramento improvisada e desprotegida – qualquer pessoa poderia acessar – e ausência de vigilância no perímetro externo. Esse sistema tornava todo o complexo vulnerável a invasões, colocando em risco a integridade dos condôminos e visitantes.

No final da gestão anterior, encabeçado pelo Sr. Davidson Alvarenga, ex-síndico e atual subsíndico, percebendo a complexidade do projeto, citou a necessidade de contratar síndicos profissionais para gerir esse e outros recursos a serem desenvolvidos no empreendimento. Foram eleitos e contratados então Márcia Mafra e André Salgado, sócios da empresa Mafra & Salgado Gestão de Condomínios e Facilities, que possuem expertise em empreendimentos mistos. Implantou- -se um plano anual para reverter a situação de insegurança – com o compromisso de não onerar o condomínio – juntamente com atividades integradas para não ocorrer retrabalho, duplicação de atividades, descontentamentos dos condôminos e visitantes e comprometer a marca e o valor agregado.

Pensando na qualidade e segurança desses ocupantes e usuários, a Mafra & Salgado coordenou com a empresa Resco Consultoria, especialista em projetos de segurança e riscos, a realização da análise de risco do projeto, apontando as vulnerabilidades, propondo as melhores soluções e sugerindo os posicionamentos adequados para as câmeras. Depois de várias buscas e homologações, o projeto foi aprovado. A AGT Tecnologia executou a implantação de todas as soluções.

O Centro Profissional Ribeirão Shopping foi equipado com câmeras IP de alta resolução que realizam o monitoramento 24h em um único Centro de Comando Operacional (CCO). Ao todo 230 câmeras estão instaladas, sendo 32 câmeras Panovu, 03 speed domes e 99 bullets da Hikvision. As câmeras PanoVu usam quatro sensores CMOS de varredura progressiva de 0,5 polegada para oferecer um panorama horizontal real de 180 graus, bem como campo de visão vertical de 95 graus. As quatro imagens de vídeo são unidas pela própria câmera, que inteligentemente produz uma única e perfeita imagem panorâmica. A escolha das câmeras speed domes possibilita a visualização de todo o perímetro interno e externo de forma integrada, rápida e com nível de detalhes das imagens, o que permite a gestão operar de forma preventiva, evitando possíveis ocorrências que comprometeriam a operação do edifício.

Para o controle de acesso, as antigas catracas foram substituídas por soluções mais robustas, equipadas com leitor biométrico e leitor de cartão da Control ID. O portão para passagem de portadores de necessidades especiais (PNE) também foi substituído por uma catraca PNE com leitor biométrico para atender a grande demanda deste público no local e para proporcionar autonomia dos mesmos. Nos subsolos 1 e 2 foram instalados torniquetes com leitor biométrico e vídeo porteiro. As grades de proteção foram substituídas por gradil reforçado e o portão lateral realocado para o fronte do hall, contemplando eletroímã e mola aérea.

A sala de monitoramento, que anteriormente estava alocada na sala do gerente predial sem nenhum tipo de proteção, foi totalmente reformada e implantada em uma nova sala, onde as paredes e o teto contemplam blindagem e o acesso é realizado através de leitor biométrico e facial. “O espaço foi reestruturado com o objetivo de tornar o ambiente mais seguro e adequado para o operador, permitindo controle dos recursos e ações que irão prever, neutralizar e impedir ocorrências e riscos, minimizando seus efeitos ao empreendimento”, disse Leonardo Santos, sócio diretor da Resco Consultoria.

“Começamos o nosso trabalho com uma excelente análise de risco e um projeto detalhando as vulnerabilidades do edifício. Vimos a preocupação do cliente em buscar uma empresa mais preparada para instalar as soluções, e eles puderam comprovar que tínhamos parceiros para a distribuição de equipamentos, éramos certificados e preparados para a instalação dos equipamentos e softwares. A Distribuidora Cybershop, participou de toda consultoria do projeto, apoiando a integração com seus parceiros Hikvision, Seventh, Control ID e Legrand, companhias com grande referência no mercado”, falou Cleber Gama, diretor da AGT.

O software de análise de vídeo escolhido para integrar o projeto foi o D-Guard Projects, desenvolvido pela Seventh, negociado com Fabricio Junqueira, gerente de canais da Seventh em Ribeirão Preto. Trata-se de um sistema de controle, gerenciamento e monitoramento de imagens, integrado com mais de 7.000 dispositivos, entre câmeras IP, DVRs, NVRs, placas de captura, vídeo servers e módulos de automação. Um de seus principais diferenciais é a integração universal, possibilitando a conexão com sistemas de alarmes, sistemas de gestão e sistemas de controle de acesso, refletindo em um monitoramento de imagens eficiente e centralizado, permitindo a interoperabilidade entre os equipamentos atuais e futuros, independente da marca.

Também foi realizada a montagem de mosaicos para facilitar o monitoramento no CCO. Os mosaicos foram elaborados para que o operador faça as rondas diárias através do monitoramento em todo perímetro do empreendimento e nas áreas internas do Centro Profissional. Após a inauguração do CCO foi aplicado treinamentos para os colaboradores sobre controle de acesso, monitoramento e técnicas operacionais.

“O condomínio estava totalmente vulnerável, passivo de vários atentados. Foi fundamental e muito benéfico a instalação do novo sistema de segurança, procedimentos operacionais e treinamentos. Era a proteção que faltava para nos sentirmos seguros”, disse Angelo Pallocci, conselheiro do Centro Profissional Ribeirão Shopping.

Todos os equipamentos passam por uma rotina de manutenção preventiva e corretiva periodicamente, garantindo o aumento da vida útil das soluções, como também a equipe de colaboradores.

Pensando em beneficiar a sociedade, através de uma decisão em assembleia, o edifício doará os equipamentos antigos, totalizando 74 câmeras analógicas, com 05 DVRs, 07 fontes, 01 rack de segurança e 77 conectores, para entidades de caridade da cidade.

Notícias Relacionadas

Destaque

As armas do futuro já estão entre nós

À primeira vista, a arma empunhada na foto que ilustra esta reportagem pode parecer saída do set de filmagens da…

Destaque

Cinco mitos e verdades sobre a portaria remota em condomínios

Quando se trata de espaços com grande fluxo de pessoas, a segurança está sempre em pauta. Em reuniões de condomínio,…

Segurança Eletrônica

Nice lança alarme Prime IP

22A Nice está lançando o Prime IP, central de alarme monitorado. Destinado a aplicações comerciais e industriais, e com comunicação…